Audi A4 vira opção relevante no segmento

Sedã médio de luxo muda e conquista por construção interna
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Audi A4 vira opção relevante no segmento
Lukas Kenji
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

 

Testar a nona geração do Audi A4 é como deparar-se com um bolo de chocoloate que não atrai pela aparência, mas conquista pelo recheio. Não que o sedã médio seja feio. Ele carrega um design elegante, porém batido. Parece até um A3 Sedan maior só que com conjunto ótico mais moderno. Já os atributos que guarda sob o capô e dentro do habitáculo são dignos de puro deleite.

 

A receita é totalmente nova para o sedã que parte de R$ 159.990. O ingrediente principal é o motor 2.0 de 190 cv de potência e 32,6 kgf.m de torque máximo, em substituição ao propulsor 1.8 de 170 cv. O desempenho agrada quando a condução é amena e surpreender quando o pé direiro faz o pedal do acelerador colar no assoalho.

São necessários 7,3 segundos para cumprir a distância 0 a 100 km/h, de acordo com a Audi. Méritos também da caixa de câmbio automatizado de dupla embreagem e sete velocidades. Ágil, responde ao comportamento do motorista, que pode selecionar até cinco modos de condução, do mais econômico ao mais agressivo.

Mas o modo mais esportivo não chega a arrancar sorrisos. O carro respeita os preceitos do segmento: um produto que priorize o conforto em detrimento da esportividade. Os altos números da cavalaria ali estão para dar vigor em necessidades como retomadas e ultrapassagens. Digamos que há espaço para diversão, mas ela é limitada.

 Audi A4 5560
Legenda: Audi A4 5560

 

MAIS LANÇAMENTOS

A boa notícia é que existe uma versão mais potente. A má notícia é que o lançamento é só no segundo semestre. Chamada de Ambition, ela oferece o mesmo motor TFSI só que com calibragem de 255 cv e 37,7 kgf.m. Não é muito mais, mas ajuda. A melhor de todas as notícias é que a variante perua A4 Avant também será lançada na segunda metade de 2016.

Falando em versões, vale o destaque para a Launch Edition, limitada a 500 unidades e que marca o lançamento do sedã. Ela custa R$ 172.990 e adiciona faróis Full LED, além de bancos e espelhos rebatíveis em relação à versão básica, denomidada Attraction. Ela oferece faróis de xenon, rodas de 17 polegadas, sensor de estacionamento traseiro, volante multifuncional, ar-condicionado automático, bancos revestidos em couro sintético, sensores crepuscular e de chuva, controle de cruzeiro e banco do motorista com ajuste elétrico.

Já está disponível também a configuração intermediária Ambiente, tabelada em R$ 182.990. Ela agrega ainda bancos esportivos, rodas de liga leve de 18 polegadas, painel de instrumentos Virtual Cockpit (o mesmo do Audi TT), e central multimídia com Apple CarPlay, Android Auto e navegação 3D.

 Audi A4 2478
Legenda: Audi A4 2478

 

ACABAMENTO INTERNO

Já que falamos de alguns itens internos, vamos detalhar o cockpit do A4. Ele oferece uma experiência moderna e luxuosa a motorista e passageiros e é o recheio de maior destaque no carro. O painel de instrumentos digital é personalizável. Pode exibir desde a música tocada até o GPS. Ele é o carro-chefe de um console com construção minunciosa, que mistura materiais em couro e metal nobre. Não existe divisória para a parte central, o que permite com que as saídas de ar estendam-se do meio à ponta direita.

A central multimídia, que antes era cravada no console, agora está em destaque, como fosse um tablet. Há conectividade com o sistema Apple Car Play, que deixa a interface e os comandos da central semelhante aos aparelhos da marca norte-americana. Quem tem dispositivo Android, vai ter que esperar mais um pouco pela novidade. O Google começou a disponibilizar o Android Auto no Brasil em abril, mas ele ainda não chegou a todos os carros.

O maior problema da conectividade segue sendo o fato de a tela não ser touch screens. A operação é feita por meio de um botão giratório. Isto é, o processo não é nada intuitivo.

MAIOR E MAIS LEVE

Bom, voltemos as partes mecânicas. O três-volumes ficou maior em todas as medidas (exceto na altura), porém emagreceu 110 quilos. Para atingir tal objetivo, a dieta foi rígida. A plataforma é nova, chamada de MLB Evo. Feita para agregar modelos com motores longitudinais, ela carrega alumínio fundido sob tensão e aços especiais. O resultado foi garantir uma carroceria segura, que recebeu cinco estrela nos testes de impacto do Euro Ncap.

O sedã de 4,73 metros de comprimento está 2,5 cm mais longo. Já o entre-eixos foi ampliado em 2 cm, agora com 2,82 m no total. Já o porta-malas tem 480 litros de capacidade.

Pois é, a mudança foi grande. Digna dos planos da Audi, que deseja não só tornar o modelo uma opção relevante no segmento de sedãs médios de luxo, mas como liderá-lo. 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors