Bolt chegará ao Brasil com autonomia maior

Modelo elétrico da Chevrolet ganhou acréscimo de quase 10% na autonomia na linha 2020, mas não há mudanças no design

  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Bolt chegará ao Brasil com autonomia maior
Renan Rodrigues
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Ainda aguardado no Brasil, apesar da apresentação durante o Salão do Automóvel de São Paulo de 2018, o elétrico Chevrolet Bolt chegou à linha 2020 lá fora com importantes novidades. A maior delas é o aumento de quase 10% na autonomia em relação ao modelo 2019. O alcance com uma carga passou de 383 km para 417 km.

Segundo a GM, o feito foi alcançado graças a pequenas alterações químicas nas células das baterias, permitindo o aumento da autonomia sem a necessidade de modificar a composição física da peça ou mesmo adicionar mais módulos de carga ao veículo.

A bateria do Bolt é composta por 288 células e tem capacidade de armazenamento de 66 kWh. Feita com íons de lítio, o peso total é de 430 kg. No padrão de tomada americano, que fornece 240V, a recarga leva 10 horas. Já o propulsor elétrico conta com 203 cv de potência e 36,7 kgf.m de torque. A Chevrolet diz que o Bolt faz de 0 a 100 km/h em cerca de 6,5 segundos.

Outras novidades, ao menos para os Estados Unidos, são as cores Cayenne Orange Metallic e Oasis Blue. Por aqui, o Bolt está programado para chegar em outubro. Vale lembrar que quando foi apresentado, a Chevrolet disse que o veículo partiria de R$ 175 mil - no entanto, em novembro de 2018 a cotação do dólar estava em R$ 3,85; agora, já passa dos R$ 4,10.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors