Cirino vence em Interlagos, mas Piquet continua líder

Equipe ABF Mercedes-Benz faz sua primeira dobradinha. Geraldo Piquet chega a 98 pontos e se isola ainda mais na liderança da Fórmula Truck
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Cirino vence em Interlagos, mas Piquet continua líder
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Foi um final de semana perfeito para Wellington Cirino. O piloto paranaense liderou os quatro treinos livres, ganhou a pole e foi o vencedor da quinta etapa da Fórmula Truck, realizada ontem em Interlagos SP. Na segunda colocação chegou Geraldo Piquet, que manteve a ponta na categoria, agora somando 98 pontos. Por formar dupla com Cirino, foi a primeira dobradinha da equipe ABF Mercedes-Benz na história. Além disso, a prova foi marcada pela emoção, já que foi a primeira em São Paulo sem Aurélio Batista Félix, dono e idealizador da F-Truck, morto no dia 5 de março.

Cirino não escondeu a emoção ao chegar ao box, como vencedor, pois não sentia o gostinho de um primeiro lugar no pódio desde 2005. Ao sair do caminhão, deu um berro: "Valeu, Aurélio", disse em referência ao idealizador da competição. "Ele sempre me dizia pra ter paciência, pois o que é do homem o bicho não come", completou emocionado o tricampeão da F-Truck.

O piloto da Mercedes-Benz sabe da importância de uma vitória em São Paulo, a mais visada e principal etapa do calendário. Não a toa. Além da presença de 60 mil pessoas, as principais empresas do setor de veículos comerciais investe pesado na prova. Seja trazendo clientes como convidados em seus espaços VIP´s, seja expondo sua marca numa valoroza vitrine.

A equipe ABF também teve mais motivos pra comemorar. Foi quebrada a hegemonia da Volkswagen na liderança no Campeonato de Marcas. A Mercedes-Benz pulou para 184 pontos, contra 175 da VW.

Foi também a primeira vez que uma equipe oficial da Iveco correu em Interlagos. A prova marcou a estréia de Adilson Cajuru como segundo piloto da marca italiana, como WebMotors havia antecipado, no dia 25 de junho.

A prova

Depois de liderar os quatro treinos livres e garantir a pole, inclusive fazendo a volta mais rápida de um caminhão na história de Interlagos com 1min58s862, Cirino tirou de letra a vantagem na primeira posição, não a deixando para outro concorrente em nenhum momento. A famosa vitória de “ponta à ponta” foi mais do que merecida. O piloto estreou com os dois pés direitos seu novo caminhão.

A vantagem dos dois caminhões MB também passa pelo motor que neste caso possui 12 litros e a potência chega a quase 1250 cavalos. Os caminhões da Scania terceiro e quarto no pódio são da mesma forma, com 12 litros. Os caminhões da Volkswagen usam 9 litros. Além disso, os veículos da equipe oficial da VW, a RM Competições, não podem mais usar câmbio de corrida na competição.

"Esta regra nos prejudica muito em uma pista como a de São Paulo, onde os caminhões de 12 litros já levam vantagem sobre os nossos, por conta das longas retas. Nós abríamos vantagem durante toda a volta, mas na reta era visível que os adversários se aproximavam e passavam com facilidade”, disse Débora Rodrigues, a única mulher a competir na Truck. A piloto teve uma atuação de recuperação, pois largou em 18º lugar e chegou em nona, somando 20 pontos na tabela.

A única vez em que a dobradinha da Mercedes-Benz foi colocada em perigo, foi num problema com os freios de Piquet, que perdeu três posições. Felipe Giaffone, que largou em terceiro, pulou para segundo e perseguiu Cirino a todo custo. Sem sucesso.

Piquet se recuperou e retomou o segundo lugar pouco tempo depois. Giaffone acabou se distraindo falando com sua equipe e passou acima dos 160 km/h no radar de velocidade, limite imposto pela F-Truck e uma das particularidades da categoria. Resultado? Penalização de 10 segundos. Com isso, o piloto terminou em sétimo.

A dupla da Scania, Roberval Andrade e Beto Monteiro, também esteve junta no pódio - terceiro e quarto lugares - respectivamente. Dessa forma, Andrade se manteve na vice-liderança da classificação, mas viu sua distância para Geraldo Piquet aumentar em cinco pontos. Na ponta da tabela, Piquet tem 98 e Andrade, 74 pontos.

O paulista Vignaldo Fizio Mercedes-Benz fechou a quinta posição do pódio e comemorou bastante a boa colocação "em casa". A sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck será no dia 3 de agosto, em Londrina PR.

Balanço final

Resultado da quinta etapa: 1 Wellington Cirino, PR Mercedes-Benz; 2 Geraldo Piquet, DF Mercedes-Benz; 3 Roberval Andrade, SP Scania; 4 Beto Monteiro, PE Scania; 5 Vignaldo Fizio, SP Mercedes-Benz; 6 Valmir Benavides, SP Volkswagen; 7 Felipe Giaffone, SP Volkswagen; 8 Djalma Fogaça, SP Ford; 9 Débora Rodrigues, SP Volkswagen; 10 Leandro Reis, GO Volkswagen; 11 José Cangueiro, SP Mercedes-Benz; 12 João Maistro, PR Volvo; 13 José Maria Reis, GO Volkswagen; 14 Fred Marinelli, PR Iveco; 15 Leandro Totti, PR Ford; 16 Vinicius Ramires, SP Mercedes-Benz e 17 Chico Serra, SP Ford.

Não completaram a prova: Adalberto jardim, SP Iveco – 14 voltas; Renato Martins, SP Volkswagen – 7; Fabiano Brito, PR Volvo – 6; Diumar Bueno, PR Volvo – 3 e Pedro Muffato, PR Scania – 1 voltas.

Classificação do campeonato: 1 Geraldo Piquet, 98 pontos; 2 Roberval Andrade, 74; 3 Felipe Giaffone, 64; 4 Valmir Benavides, 64; 5 Wellington Cirino, 61; 6 Beto Monteiro, 43; 7 Renato Martins, 27; 8 Débora Rodrigues, 20; 9 Luiz Carlos Zappelini, 18; 10 João Maistro, 16 pontos.

Campeonato de marcas: 1 Mercedes-Benz, 184 pontos; 2 Volkswagen, 175; 3 Scania, 120; 4 Volvo, 47; 5 Ford, 8 e 6 Iveco, 2 pontos.


Leia também:

F-Truck: Mercedes-Benz prepara novidades em Interlagos

Beto Monteiro, pilotando um Scania, leva o primeiro troféu do ano

Morre o criador da Fórmula Truck

Mecânicos da Fórmula Truck: profissionais das supermáquinas

Iveco volta à Fórmula Truck

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors