Fiat Doblò Adventure se renova para manter liderança

Com novo estilo, versão mais harmônica do multivan italiano deve ampliar participação
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Fiat Doblò Adventure se renova para manter liderança
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Maceió, AL - O Fiat Doblò nunca foi um primor de beleza, mas, de todas as suas versões, a Adventure era a que mais sucesso fazia. Responsável por 55% das vendas do multivan, ela trazia rodas maiores, mais proporcionais ao tamanho do veículo, e tinha aquele visual agressivo que tanto agrada às mulheres. Com o modelo 2010 do Doblò, a receita tende a se repetir, com melhorias. Afinal, mesmo a versão mais barata do multivan está bem mais agradável de olhar. E a Adventure conseguiu manter seus méritos, aperfeiçoando alguns.

As rodas, por exemplo, continuam mais proporcionais que as de aro 14” usadas nas versões comuns, mas contam com o reforço dos pneus de uso misto 205/70 R15, que também deixam o Doblò com aparência mais interessante. Considerando o quanto ele custa, R$ 59,68 mil, é uma das opções mais em conta do mercado para quem quer um veículo espaçoso e de aparência parruda.

O porta-malas, de 665 l, por exemplo, não tem similar entre os veículos que poderiam concorrer com ele, como o Kia Soul e o Ford EcoSport. Nem os seis lugares que ele oferece, descontando o fato de o sexto lugar ser bastante desconfortável, bom apenas para crianças.

A Fiat perdeu uma excelente oportunidade para apresentar o Doblò com câmbio Dualogic. Não foi dessa vez, o que pode indicar que o multivan nunca terá essa opção, ou que seu desenvolvimento está mais complicado do que poderia parecer. Afinal, o motor 1,8-litro de origem GM deve ter dificuldades em lidar com os 1.455 kg do multivan. O peso deve tornar o comportamento “cabeceante” do Dualogic ainda mais sensível.

É pena. Além dos consumidores interessados na solução, a oferta de um Doblò Dualogic também favoreceria a vida dos taxistas que escolhem o modelo da Fiat para a praça. Como os maiores beneficiados pelo equipamento, resta saber se esses motoristas andam interessados nele a ponto de justificar sua adoção.

O que o Doblò Adventure oferece é o sistema Locker, que avaliamos em terreno arenoso. Longe de ser uma panacéia, ele é um mero quebra-galho, assim como a cabine dupla da Strada. Pode ajudar a tirar o carro de algum terreno difícil, mas não substitui o sistema de tração nas quatro rodas, que anda demorando muito para ser adotado pela marca italiana no Brasil.

Quando encontramos um terreno com areia fofa, atolamos o Doblò de propósito. Apenas uma das rodas. Sem o sistema, o carro realmente teria se afundado ali irremediavelmente. Com o Locker ligado, ele demorou a sair do banco de areia, mas pelo menos não cavou o buraco mais fundo.

No teto

Além da nova dianteira e da traseira sutilmente diferente, o Doblò Adventure também trouxe melhorias internas. O painel com inclinômetros e bússola agora vai instalado no teto, em posição menos incômoda que a do conjunto anterior.

O painel de instrumentos agora traz dois mostradores grandes, o do velocímetro e o do conta-giros. Os dois menores, do marcador de combustível e da temperatura do motor, ficam logo acima do mostrador digital, onde podem ser conferidas as informações do computador de bordo. Tudo o mais, no interior, é idêntico à versão anterior, o que enfraquece aqueles argumentos de “renovação total” aos quais a Fiat já consegue resistir.

A renovação não foi tão completa assim. O motor 1,8-litro continua o mesmo. Os repetidores de direção, presentes dos retrovisores, seriam redundantes nos para-choques dianteiros, mas o espaço para eles está ali, sob a placa de identificação do motor. O interior continua, fora as mudanças que já citamos, exatamente igual. É a renovação exterior que realmente deve impulsionar as vendas.

Isso porque o Doblò tende a vender mais, de um modo geral. Com isso, a participação do multivan no mercado deve se ampliar. A versão Adventure, não fosse seu preço, também poderia ser ainda mais significativa em termos percentuais.

Ao volante

Em relação à versão 1.4, a Adventure goza de mais itens de série, entre eles regulagem de altura do volante. Não chega a suprir a falta de regulagem de altura do banco nem a falta de regulagem de distância, mas já é alguma coisa.

O motor 1,8-litro, típico da GM, demora a crescer de giro, mas tem torque para fazer o carro se deslocar sem muito esforço. Descarregado e em pistas retas, como as de Maceió, por exemplo. Ainda precisamos avaliá-lo em subidas, descidas e carregado.

Velocidade alta não é o forte do Doblò, seja por sua altura, de 1,96 m, seja por seu eixo rígido na suspensão traseira. Com um veículo tão pesado e alto, bom seria se a Fiat oferecesse freios a disco na traseira, mas eles não estão disponíveis nem como itens opcionais. Lamentavelmente.

Quem andava procurando por um veículo alto, imponente e capaz de enfrentar estradas de terra, mas sempre descartou o Doblò da lista por seus dotes estéticos poderá revisar sua decisão e, no mínimo, incluir o multivan entre as opções. Pode ser que ele surpreenda.

Gustavo Henrique Ruffo viajou a Maceió a convite da Fiat


FICHA TÉCNICA – Fiat Doblò Adventure Locker

MOTORQuatro tempos, quatro cilindros em linha, transversal, duas válvulas por cilindro, refrigeração a água, 1.796 cm³
POTÊNCIA112 cv gasolina e 114 cv etanol a 5.500 rpm
TORQUE175 Nm gasolina e 181 Nm etanol a 2.800 rpm
CÂMBIOManual de cinco velocidades
TRAÇÃO Dianteira
DIREÇÃO Por pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica
RODAS Dianteiras e traseiras em aro 14”, de aço
PNEUS Dianteiros e traseiros 175/70 R14
COMPRIMENTO 4,48 m
ALTURA 1,96 m
LARGURA 1,77 m
ENTRE-EIXOS 2,58 m
PORTA-MALAS 665 l
PESO em ordem de marcha1.455 kg
TANQUE60 l
SUSPENSÃO Dianteira independente, do tipo McPherson; traseira com eixo rígido e barra estabilizadora
FREIOS Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira
CORES Azul Búzios, Branco Banchisa, Vermelho Alpine, Azul Trindad, Cinza Cromo, Cinza Scandium, Cinza Tellurium, Prata Bari, Preto Vesúvio, Verde Creta e Vermelho Magma
PREÇO R$ 59,68 mil


_________________

Twitter
_________________

Gosta de multivans?

Então veja as ofertas deste segmento no WebMotors:

Fiat Doblò

Citroën Berlingo

Renault Kangoo

Leia também:

Fiat Doblò 1.4 concentra seus méritos no espaço

Chamativo, VW Eos afasta pelo preço salgado Chevrolet Agile, de premium, só tem equipamentos

VW Fox passa por reforma íntima e mostra visível evolução

VW Voyage e Gol, com câmbio robotizado, também cabeceiam

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors