Holden HSV W427, o super Omega com motor de Corvette

Carro será fabricado em série limitada e deve ter à disposição mais de 500 cv; vendas começam no terceiro trimestre do ano
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Holden HSV W427, o super Omega com motor de Corvette
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Quem leu nossa avaliação do Chevrolet Omega sabe que o sedã australiano causou excelente impressão, tanto pelo conjunto que oferece quanto pelo preço muito competitivo. E ele tem “apenas” um motor V6 de 254 cv. Imagine se esse carro recebesse modificações para ser ainda melhor? Mais do que isso, se a principal delas fosse a adoção do motor V8 de 7 litros do Corvette, também chamado de LS7, com mais de 500 cv? Os australianos não têm de imaginar nada, só passar na loja. Em breve eles vão poder comprar o Holden HSV W427.

Esse modelo fantástico terá a mesma carroceria com a qual os brasileiros já estão se acostumando, mas, como já adiantamos, seu motor será muito mais poderoso que o oferecido no Brasil terá exatamente o dobro de potência, ou mais, uma vez que a potência, até a versão de produção em série ser definida, ainda pode aumentar. Basta dizer que ele é o mesmo usado no Z06, o modelo mais bravo do Corvette até a chegada ao mercado do “Diabo Azul”, ou o ZR1, que é seu nome oficial.

A pintura do W427, com um esquema de tintas chamado de Panorama Silver, homenageia o SS VL Commodore, ou Holden Walkinshaw, carro que foi apresentado há exatos 20 anos e que era, em sua época, o carro mais poderoso fabricado pelo braço australiano da GM. Agora, a Holden afirma que o W427 será, possivelmente, o carro de rua mais veloz fabricado na Austrália e possivelmente um dos mais velozes do mundo. Como referência, o BMW M5, considerado um dos sedãs mais poderosos do mundo, depois do Brabus Rocket e do G-Power Hurricane, baseado no próprio M5, tem 507 cv.

Só de torque o carro tem 640 Nm, o que poderia moer os dentes de uma caixa de câmbio comum, mas não a do W427. Com seis marchas, manual, a TR6060 foi preparada para resistir a toda a força do motor.

Sem a devida preparação de suspensão e freios, é bem possível que o W427 se tornasse uma verdadeira “cadeira elétrica” movida a combustão, mas isso é algo que a Holden não quer para nenhum de seus modelos de produção em série. Por conta disso, o sedã superpoderoso ganhou freios com pinças de seis pistões que melhoram a área de frenagem em 50%, um novo controle de estabilidade, seis airbags e melhorias no Magnetic Ride Control, que regula a dureza da suspensão de modo eletrônico, proporcionando um comportamento mais previsível e adequado a um esportivo. A suspensão também tem molas 30% mais duras do que as usadas no atual modelo esportivo da marca, o GTS, além de tornarem o carro 20 mm mais baixo.

Animais de raça em geral têm patas largas, fortes, e o HSV W427 não é diferente. As dele são de aro 20”, mas o pacote de aparência não se limita às rodas. O carro também tem um spoiler traseiro em três peças, de fibra de carbono, nova dianteira, escapes diferenciados e interior em couro vermelho.

Os futuros donos do carro, que começa a ser vendido no terceiro trimestre deste ano, poderão acompanhar sua montagem. Para manter o sedã bastante exclusivo e cobrar um bom preço por ele, ainda que menos do que nós poderíamos esperar, o W427 será fabricado em série bastante limitada. Sorte dos australianos...

Gosta de esportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas:

Aston Martin

Porsche

Ferrari

Lamborghini

Leia mais sobre salões aqui:

Holden Coupe 60, uma versão irada do Omega

É oficial: Volkswagen mostrará o Scirocco em Genebra

Koenigsegg CCXR Edition: um flex de 1.018 cv

Mitsubishi divulga primeiras fotos oficiais do Prototype-S

Versão esportiva do Maserati GranTurismo será exibida em Genebra

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors