Impressões: Ford procura no New Fiesta hatch o sucesso que o sedã não fez

Novo Fiesta hatch chega ao Brasil em setembro, o valor sugerido deve ficar na casa dos R$ 45 mil
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Impressões: Ford procura no New Fiesta hatch o sucesso que o sedã não fez
Auto Press
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Um ano depois de trazer ao Brasil a versão sedã do New Fiesta, a Ford se prepara para começar a vender o modelo com carroceria hatch. O lançamento está previsto para setembro, e deve brigar na faixa de preço dos R$ 45 mil – já que o três volumes custa R$ 50.700 – junto com Volkswagen Polo, Fiat Punto, Honda Fit e Nissan Tiida. A pretensão da Ford é que o hatch conquiste mais consumidores que o sedã, que mantém uma média de vendas de 600 unidades por mês. Enquanto isso, o Honda City vende mais do que o dobro: chega a registrar 2800 unidades mensalmente comercializadas.

A ideia da Ford é repetir o bom desempenho do modelo na Europa. No continente europeu, o modelo atingiu o segundo lugar no conceituado prêmio de Carro do Ano da Fundação Car of the Year, em 2009. Na votação, feita por jornalistas especializados de sete países do continente, o New Fiesta perdeu para o Opel Insignia por apenas um ponto.

Uma das principais atrações do novo hatch são as linhas modernas e esportivas, seguidoras do Kinetic Design, o estilo de design adotado pela Ford na segunda metade da década passada. O lançamento é uma evolução do desenho incorporado ao Fiesta em 2004, quando o padrão de contornos ovais parecia saturado e buscava uma nova imagem. O conceito, agora aplicado a todos os produtos globais da marca, é representado principalmente pela grade dianteira em forma de pirâmide truncada, os faróis com pestanas alongadas, o capô com vincos, a linha de cintura acentuada e os para-choques alargados com aros pronunciados. No caso do New Fiesta, esses elementos ajudam a conferir um aspecto fortemente esportivo.

Por dentro, o carro também está disposto a conquistar o consumidor com o ar jovem e esportivo. O painel foi inspirado no formato dos celulares com teclado numérico e controle central que se assemelha a um joystick. A utilização de detalhes metalizados é abundante no painel de instrumentos, no volante e no console central. Uma novidade é o sistema de iluminação por leds, que permite personalizar os mostradores com sete cores diferentes.

Mas a Ford não se preocupou apenas com as aparências. O New Fiesta também aposta alto no quesito segurança. O compacto se destaca por seus sete airbags – frontais, laterais, de cortina e joelho para o motorista –, quantidade incomum no segmento, ABS, controle de tração e controle de estabilidade. Todo esse conjunto fez com que o hatch se tornasse o primeiro carro compacto a alcançar o certificado “Top Safety Pick” do Insurance Institute For Highway Safety IIHS, o principal instituto de segurança rodoviária dos Estados Unidos. Além disso, nos testes realizados pela EuroNCAP, principal avaliadora de segurança da Europa, o modelo alcançou cinco estrelas – a nota máxima – no quesito de proteção de adultos, quatro estrelas para crianças e três estrelas – entre quatro – para pedestres.

O motor é o mesmo Sigma que já equipa alguns veículos da linha Ford no Brasil, de 1.6 litro. Ele desenvolve 110 cv a 6.250 rpm e torque de 15,5 kgfm a 4.250 rpm com gasolina e 115 cv e 16,21 kgfm com etanol. A análise do conjunto total aponta boas chances de sucesso para o hatch no Brasil, apesar de o lançamento da Ford competir em um dos segmentos mais concorridos do mercado nacional. Por enquanto, o modelo vai ser importado do México, mas é provável que, se o New Fiesta hatch conseguir afastar a má impressão que o sedã deixou no público brasileiro, a Ford mantenha a promessa de produzir na fábrica de Camaçari, na Bahia, a partir de 2013.

Impressões ao dirigir

Córdoba/Argentina – O New Fiesta hatch é um carro interessante para ser usado no trânsito urbano. Quando o assunto é performance, o modelo oferece uma condução cômoda, proporcionada pelas primeiras marchas curtas que facilitam um deslocamento ágil e preciso. Em lugares com grande quantidade de veículos, as manobras se tornam fáceis graças às dimensões compactas e à resposta eficiente da direção hidráulica, cuja suavidade deixa o compacto bem obediente.

Em rodovias, o comportamento permanece inalterado e bem acertado, mesmo em locais com ventos laterais, graças ao equilibro alcançado entre a aerodinâmica e o jogo de suspensão. Na hora de encarar curvas, abertas ou fechadas, o New Fiesta consegue manter a sensação de controle para o condutor, praticamente sem nenhuma alteração na condução do veículo. Em mudanças de trajeto com transferência de peso, a manutenção do traçado nas rodas traseiras é resultado da suspensão semi-independente, incomum para o segmento. Destaque também para os pneus, que oferecem boa dose de aderência. Debaixo de chuva, o comportamento em asfalto molhado é positivo, com o veículo permanecendo estável, inclusive em situações de aquaplanagem.

O acabamento é condizente com a variante sedã do New Fiesta, já à venda no Brasil. Assim, o estofamento da parte superior do painel é de boa qualidade e está mais próximo do acabamento presente nos veículos médios do que com os outros modelos de seu segmento. O encaixe dos materiais também é bem feito e todo o conjunto se mostra sólido. Mais problemático é o banco traseiro, não muito generoso, especialmente para as cabeças. Esta área fica um pouco apertada, principalmente por conta do caimento do teto.

As opiniões expressas nesta matéria são de responsabilidade de seu autor e não refletem, necessariamente, a opinião do site WebMotors

Gosta de hatches compactos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para este segmento:

Volkswagen Gol

Chevrolet Corsa

Fiat Uno

Ford Fiesta

Volkswagen Fox

Chevrolet Celta

Fiat Palio

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors