MINI John Cooper Works chega por R$ 153.950

Versão anabolizada do carro-chefe da marca britânica possui chega aos 100 km/h em 6,2 s
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. MINI John Cooper Works chega por R$ 153.950
Lukas Kenji
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


O novo MINI John Cooper Works foi lançado nesta sexta-feira (4) por R$ 153.950. Preparado pela submarca esportiva da marca britânica, o hatch carrega motor 2.0 com 231 cv, ou seja, 39 cv a mais do que o Cooper S. A consequência é ser 9% mais rápido ao chegar aos 100 km/h em 6,1 segundos.

Outro dado que evidencia o temperamento endiabrado do JCW é ter esticado a velocidade máxima em 10 km/h, chegando aos 246 km/h, além da bombada no torque, que saltou de 21,5 kgf.m para 35,6 kgf.m.

Tomar posse do cockpit do hatch de 1.290 quilos é tirar a prova real de toda sua capacidade teórica. O menino gosta de velocidade e de lhe deixar à vontade: a transmissão de seis marchas, que pode ser operada por meio de aletas atrás do volante, reduz ao segundo engate mesmo que você esteja a 110 km/h.

Uma pena foi não poder ter colocado em prática toda essa performance na pista. Entretanto, foi possível consumar o fato de que o famigerado Go Kart Feeling da MINI faz as costas sofrerem no asfalto convencional das vias brasileiras (mesmo guiando em rodovias bem niveladas como Anhanguera e Bandeirantes, no interior de São Paulo).

Mesmo assim, a suspensão precisa ser elogiada porque muda sensivelmente seu comportamento de acordo com a escolha dos modos de condução. Na posição Sport, você gruda no chão e sente mais segurança em curvas em alta. Já os modos Mid (padrão) e Green (com foco na redução na emissão de poluentes), o ajuste é mais alto e melhor para encarar ruas e avenidas.

Falando em segurança, o MINI JCW entrega seis airbags (frontais, laterais e de cortina), controle de tração e estabilidade, freios esportivos Brembo, além de ACC (sistema de controle de cruzeiro), que freia e acelera o veículo automaticamente de acordo com uma velocidade média e uma distância do veículo à frente pré-determinadas.

POSSÍVEIS RIVAIS

Tais tecnologias são obrigatórias para um carro que fornece muita autonomia ao condutor e que o instiga a querer superar limites. Esta características pode ser um diferencial do MINI preparado em relação a modelo que a marca vê como concorrentes. Exemplos são o Volkswagen Golf GTI, Mercedes-Benz A45 AMG e BMW 125i M Sport. Os rivais são superiores em itens tecnológicos, conforto e até em potência. Mas o JCW possui características únicas de um veículo mais afeito às pistas visando track days do que propriamente um hatch familar (bem) anabolizado.

O interior do veículo também é uma prova disso. Os bancos do tipo concha possuem estofamento em couro alcantara, o sistema multimídia possuem enfeites que fazem referência a corridas, os pedais e descanso de pé são em alumínio e o forro do teto tem tonalidade grafite.

A funcionalidade de alguns itens, entretanto, prejudicam o veículo. As laterais dos bancos não abraçam tão bem o motorista em manobras mais ousadas e o sistema multimídia não é intuitivo, apesar de ter design arrojado e tela de 8,8 polegadas. Outro problema do gadet que tem rádio, GPS e câmera de ré (opcional por R$ 800) é não ter sensibilidade ao toque. O sistema é ajustável por um botão giratório mal posicionado entre os bancos frontais.

Por fora, são itens exclusivos do JCW rodas de 18 polegadas, saias laterais, side scuttles (moldura sobre os para-lamas dianteiros), escapamento esportivo, spoiler de teto, além de kit aerodinâmico e cor exclusiva verde Rebel.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors