Mitsubishi Pajero a álcool disputará o Rally Dakar em 2010

As únicas alterações no propulsor em relação aos dos veículos de série serão a substituição do sistema de escape por um com saída lateral
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Mitsubishi Pajero a álcool disputará o Rally Dakar em 2010
Rodrigo Samy
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O veículo escolhido pela equipe Valtra Dakar Eco Team para representar o etanol 100% brasileiro foi o Mitsubishi Pajero Sport Flex 2010, cujo motor V6, de 3.500 cm³ de cilindrada e 205 cv de potência, será mantido praticamente original.

As únicas alterações no propulsor em relação aos dos veículos de série serão a substituição do sistema de escape por um com saída lateral, como exige o regulamento da FIA - Fcaptionação Internacional do Automóvel - e a reprogramação da unidade de gerenciamento eletrônico da ignição e da injeção de combustível, efetuado em parceria com a Magneti Marelli, fornecedora do componente original.

A opção de funcionar a gasolina foi preservada até mesmo para o caso de um imprevisto; assim, será possível reabastecer com gasolina em um dos pontos de apoio às motos e quadriciclos, que são autorizadas a completar o reservatório durante as especiais. Entretanto, se isso acontecer, o Pajero da equipe Valtra Dakar Eco Team será transferido para a categoria T1.

"O Dakar é uma competição, mas também é uma viagem. E o objetivo é provar que um carro comercial pode chegar até o final do desafio", afirma o piloto Klever Kolberg. "Me incomoda não andar no mesmo ritmo dos outros competidores, mas nesta primeira experiência não estaremos com o foco na competição, mas sim em provar que um veículo de série movido por etanol pode completar a prova sem problemas", finaliza. "Nosso objetivo é levar o carro até o final e mostrar que é viável usar este tipo de combustível nestas competições", emendou o navegador Giovanni Godoi.

"O carro foi comprado em uma concessionária, emplaquei como qualquer veículo normal e o levei para a oficina para iniciar a preparação", revela Klever. Depois de retirados os bancos, forrações e acessórios, e instalada a estrutura de aço tubular santantonio no interior da carroceria - que protege os ocupantes contra colisões e capotamentos, além de dar mais rigidez ao chassi -, o trabalho se concentrou na transmissão, suspensões, freios, tanque de combustível e segurança.

Por conta de o Mitsubishi Pajero Sport Flex ser oferecido apenas na versão automática, a primeira alteração foi substituir a caixa de câmbio hidráulica pela de acionamento manual, original do modelo disponível no Japão. Na traseira, o sistema de suspensão com eixo rígido, molas helicoidais e barra estabilizadora foi mantido, mas os amortecedores foram substituídos pelos Öhlins especiais para competição. Na dianteira, o conjunto original - independente, com braços triangulares duplos, e barras de torção e estabilizadora - foi mantido, mas os amortecedores também foram substituídos por Öhlins, como nas picapes Mitsubishi L200 RS exclusiva para competição, de arquitetura semelhante, mas com componentes super reforçados. Em cada roda, foram instalados dois amortecedores.

No sistema de freios, os discos das quatro rodas foram trocados pelos de 16" da Fremax mesmo fornecedor da Stock Car, desenvolvidos exclusivamente para a prova, e mantidas as pinças originais de dois pistões.

Para que o veículo tivesse a autonomia de 800 quilômetros exigida pelo regulamento do Dakar, a capacidade do reservatório de combustível teve de ser aumentado dos 90 litros originais para 560. Para isso, o recipiente de fábrica foi retirado e, dentro da própria carroceria, foi construído, sob medida, um tanque de kevlar fibra de carbono, à prova de colisões e vazamentos. Por fim, vieram os sistemas contra incêndio, com extintores dedicados separadamente ao compartimento do motor e ao habitáculo.

Com informações da Re Press


_________________

Twitter
_________________

Gosta de superesportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas:

Porsche

Maserati

Bentley

Bugatti

Aston Martin

Ferrari

Lamborghini

Leia mais:

SEGREDO - Nova geração do Audi A8 aparece dia 30 em Miami

SEGREDO - Nova geração do BMW Série 3 será lançada em 2012

SEGREDO - Ford Explorer terá carroceria monobloco

SEGREDO - BMW M5 está quase pronto para a briga

SEGREDO - Segunda geração do Mercedes-Benz CLS nasce em 2011

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors