Modelo tailandês da Frontier passa a ser fabricado no Brasil

Além de substituir a picape anterior, nova Frontier também tirou o XTerra de linha
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Modelo tailandês da Frontier passa a ser fabricado no Brasil
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Em junho, a Nissan não produziu nenhuma unidade no Brasil, ou seja, nenhuma picape Frontier ou o utilitário Xterra saíram de São José dos Pinhais, no Paraná. A explicação, que o pessoal da revista Autodata buscou ontem sem retorno, veio hoje, de forma oficial. A picape Frontier que vinha da Tailândia, vendida no Brasil como a versão SEL, substituirá o modelo atual nas linhas de montagem a partir de agosto deste ano, o que, por tabela, tirou de produção o Xterra.

Quando a picape SEL foi apresentada, apostamos que ela passaria a ser exclusivamente importada, o que abriria espaço na fábrica que a Nissan divide com a Renault para um modelo de volumes mais expressivos. Aposta errada, até porque as vendas de picapes, no Brasil, continuam em crescimento, impulsionadas pelo sucesso do agronegócio.

Que a Nissan ainda precisa de um modelo de volumes altos, precisa, mas ele terá de encontrar espaço na fábrica de outra maneira. Thomas Besson, presidente da Nissan Mercosul, já anunciou que a empresa fará dois veículos de passeio por aqui até o final de 2009. Um deles deve ser o Livina, modelo que deve ter como principal concorrente o Honda Fit.

A nova linha de montagem da picape foi preparada durante todo o mês de julho, com a adoção de novos equipamentos e ferramentais. O lançamento da nova Nissan brasileira, de todo modo, deve acontecer apenas no Salão do Automóvel, no final de outubro deste ano.

A demora se explica pela necessidade de formação de estoque, o que leva alguns meses. Para agravar o caso, a Nissan tem um plano bastante agressivo de ampliação de sua rede de concessionárias. Até 2009, ela quer praticamente dobrar seu número de revendas, passando das atuais 65 para 120. Atender a uma rede tão maior exigirá um esforço equivalente.

Ainda não há informações sobre motorização ou preços, mas é possível que o belo motor 2,5-litro turbodiesel de 172 cv a 4.000 rpm e 41,1 kgm a 2.000 rpm, torque próximo do de um propulsor V8, só seja oferecido para versões mais luxuosas. Para as versões mais baratas, é bem provável que a fabricante opte por um fornecedor local, o mesmo que provê os motores da Frontier nacional.

Derivada do Pathfinder, a nova Frontier tem 5,23 m de comprimento e 1,78 m de altura. Oferecida atualmente apenas na configuração com cabine dupla, a picape tem uma bela caçamba, com 1.026 l de capacidade, 1,51 m de comprimento, 1,49 m de largura e 0,45 de altura. É possível que uma versão com cabine simples também passe a fazer parte da oferta do modelo

A Nissan garante que a nova picape fez sucesso ao ser avaliada no país por ter um comportamento muito próximo do de um automóvel. Essa é uma característica que o WebMotors conferiu na Toyota Hilux e não percebeu na Mitsubishi Triton. No caso da Frontier, a constatação deve ficar para a lançamento da picape, já que a SEL não foi disponibilizada para avaliação. Quem sabe agora?

Gosta de picapes médias?

Então veja aqui em nossos estoques a melhor oferta para você:

Mitsubishi L200

Nissan Frontier

Toyota Hilux

Chevrolet S10

Ford Ranger

Leia também:

Renault cria sua versão para o Hummer, o novo Sherpa 2

Lada Niva 4x4 deve voltar ao Brasil por apenas R$ 30 mil

Mitsubishi apresentará o novo Pajero Sport no Salão de Moscou

Bell Aurens Longnose, o off-roadster baseado no Defender

SEGREDO! - Iveco Massif é flagrado em trilhas de MG

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors