Primeiras impressões: Chevrolet Spin Activ7 2019

Testamos a versão topo de linha Activ7 da Chevrolet Spin 2019, que tem como principal novidade o design renovado

  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Primeiras impressões: Chevrolet Spin Activ7 2019
Marcelo Monegato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Manter as qualidades que seduzem os racionais e incorporar características para conquistar aqueles que se preocupam também com a aparência. Este foi o desafio da Chevrolet para linha 2019 da Spin, revelada nesta segunda-feira (25). Os preços da minivam familiar ainda não foram revelados, mas o WM1 já teve a oportunidade de acelerar a versão topo de linha Activ, nas configurações para cinco e sete ocupantes (Activ7).

Como pode ver pelas fotos, a Spin Activ – Activ7 na opção para mais ocupantes – está com um visual melhor. Não podemos negar: o design da minivan sempre foi um dos principais – se não for o principal – alvo de críticas por parte dos consumidores. Não foram raras as vezes que a Spin foi vítima de bulling, recebendo o apelido de ‘Capivara’, e no caso da versão Activ, ‘Capivara de Mochila’ por conta do estepe pendurado na tampa do porta-malas.

icon photo
Legenda: Chevrolet Spin Activ 2019 teve a traseira completamente redesenhada
Crédito: Divulgação

Agora está mais fácil aceitar a Spin. A dianteira agora teve faróis (iluminação diurna em LED e máscara negra), para-choque e grade frontal redesenhados. O capô ficou mais inclinado, também. É possível ver muito de Cobalt na minivan – aliás, o trabalho da Chevrolet foi norteado pelo bom resultado obtido com o sedã compacto. A traseira, por sua vez, adotou nova tampa do porta-malas, novas lanternas – agora em posição horizontal – e o estepe caiu para dentro do bagageiro. Até a posição da placa foi modificada.

 

As rodas de liga leve de 16 polegadas têm novo desenho (pneus são de uso misto) e a carroceria está disponível em seis cores: Preto Ouro Negro, Branca Summit, Prata Switchblade, Cinza Satin Steel, Azul Old Blue Eyes e a cor de lançamento Amarelo Stone – também conhecido como ‘Amarelo Táxi Carioca’.

 Chevrolet Spin Activ 2019 agora traz visual que remete ao Chevrolet Cobalt
Legenda: Chevrolet Spin Activ 2019 agora traz visual que remete ao Chevrolet Cobalt
Crédito: Divulgação

INTERIOR

Por dentro a Spin melhorou também. “Ficou maior?” Não, pois o espaço interno já era excelente – continua com 2,62 metros de distância entre os eixos. No entanto, a modularidade dos bancos deixou a minivan mais confortável. Os assentos da fileira agora têm ajuste longitudinal (5 cm para frente e 6 cm para trás), melhorando o espaço dos passageiros tanto da segunda quanto da terceira fileiras de bancos, e ampliando ainda – quando a terceira fileira rebatida – a capacidade do porta-malas de 710 litros a 756 litros. Lembrando que o estepe deixou de ficar pendurado na porta e passou para dentro do carro. O encosto também passa a ter regulagem – seis posições.

 Cromados ganharam mais destaque no novo acabamento interno da Chevrolet Spin Activ 2019
Legenda: Cromados ganharam mais destaque no novo acabamento interno da Chevrolet Spin Activ 2019
Crédito: Divulgação

Importante destacar que o acesso à terceira fileira de bancos é ainda apertado, assim como o espaço para as pernas e a cabeça são acanhados. O ideal é levar sempre uma criança – com idade que não necessite mais de cadeirinha – ou colocar um adulto de estatura abaixo de 1,70 metro. O ponto positivo é que, assim como nas demais cinco posições da Spin, quem viaja na terceira fileira tem encosto de cabeça e cinto-de-segurança de três pontos.

Ao volante, a minivan oferece uma posição similar ao dos SUVs compactos: ligeiramente mais elevada. A coluna de direção tem regulagem de altura, mas fica devendo de profundidade – fundamental para o motorista ‘vestir’ melhor o carro.

icon photo
Legenda: Chevrolet Spin Activ 2019 ganhou o painel de instrumentos do Chevrolet Tracker
Crédito: Divulgação

O acabamento não passou por muitas alterações. O plástico continua dominando o cenário, porém os cromados ganharam certo protagonismo. Ponto positivo, no caso da Activ, é o revestimento dos bancos com material extremamente agradável ao toque. De acordo com a Chevrolet, até mesmo a espuma dos bancos são novas – o que explica o maior conforto. Por fim, o painel de instrumentos passa a ser igual ao do Tracker.

RODANDO

O conjunto mecânico continua o mesmo. Estamos falando do já conhecido – e ligeiramente ultrapassado – motor 1.8 8V bicombustível de até 111 cv de potência máxima e torque de 17,7 kgf.m, quando abastecido com etanol. A transmissão é a já conhecida automática (conversor de torque) de seis marchas, com opção de trocas por botões na manopla do câmbio.

 Chevrolet Spin Activ 2019 ganhou bancos redesenhados, com novos espumas e revestimento com costuras em amarelo
Legenda: Chevrolet Spin Activ 2019 ganhou bancos redesenhados, com novos espumas e revestimento com costuras em amarelo
Crédito: Divulgação

Apesar de os números serem os mesmos, a Chevrolet promoveu uma recalibração tanto do propulsor quanto da transmissão, permitindo melhoras em quase um segundo em provas de aceleração (0 a 100 km/h em 11,3 segundos) e retomada (80 km/h a 120 km/h em 9,7 segundos) – apesar de a Spin ainda estar longo, muito longe mesmo, de ser um veículo que empolgue o motorista ou sugira uma direção mais esportiva, apimentada. A minivan continua um veículo confortável, com marchas que passam suavemente e o motor atende às necessidades.

A ressalva fica para o consumo de combustível, que poderia ser melhor. Na cidade, os números divulgados pela fabricante são de 10,3 km/l (gasolina) e somente 7,0 km/l (etanol). Na estrada, os índices ficaram em 12,0 km/l (gasolina) e 8,3 km/l (etanol).

icon photo
Legenda: Chevrolet Spin Activ 2019 ganhou bancos da segunda fileira com ajuste longitudinal
Crédito: Divulgação

Outro ponto que não mudou completamente, mas passou por ajustes é a suspensão. Com a saída do estepe da traseira, a engenharia conseguiu ajustar o equilíbrio do carro e baixar o centro de gravidade. Com isso, a Spin ganhou mais ‘chão’ – ficou com a suspensão mais firme. Assim, a minivan apresenta menos efeito mergulho em frenagens mais bruscas e inclinação lateral em curvas acentuadas. A Spin agora é um veículo mais na mão.

E apenas de ser extremamente previsível em suas reações, a Spin – tração dianteira – ainda não ganhou, em nenhuma das versões e nem como opcional, controles de tração e estabilidade. Os freios são a disco na dianteira e tambor, na traseira.

O isolamento acústico é bom, mas incomoda um pouco o ronco dos pneus de uso misto em pisos com asfalto mais poroso.

icon photo
Legenda: Chevrolet Spin Activ 2019 tem porta-malas com capacidade para até 756 litros
Crédito: Divulgação

CUSTO-BENEFÍCIO

A Spin continua um veículo com itens de série apenas ‘ok’: ar-condicionado analógico, direção com assistência elétrica, travas, vidros e espelhos retrovisores elétricos, volante multifuncional, contolador e limitador de velocidade, central multimídia com tela colorida de 7 polegadas sensível ao toque e compatível com Android Auto e Apple CarPlay, OnStar, sensores crepuscular e de chuva, câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, ISOFIX para fixação da cadeirinha infantil e toptether.

CONCLUSÃO

O Chevrolet Spin é um veículo melhor. Manteve o excelente espaço interno – sua principal qualidade, agora com a possibilidade de ajuste longitudinal da segunda coluna – e melhorou o design externo com linha mais suaves. Poderia ter revolucionado no conjunto mecânico com a adoção do seu bom motor 1.4 Turbo e investido mais em itens de tecnologia e conforto, como ar-condicionado digital e controles de tração e estabilidade.

 Chevrolet Spin Activ 2019 tem novas rodas de liga leve de 16 polegadas e pneus de uso misto
Legenda: Chevrolet Spin Activ 2019 tem novas rodas de liga leve de 16 polegadas e pneus de uso misto
Crédito: Divulgação
Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors