Novo Audi Q3: adaptado aos novos tempos

No primeiro contato com a nova geração do modelo, SUV mantém boa dinâmica e agrega itens indispensáveis nos dias de hoje

  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Novo Audi Q3: adaptado aos novos tempos
Fernando Miragaya
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Audi quer passar a imagem de uma marca premium associada à inovação. E isso tem que passar até pelos seus segmentos “de entrada”, por assim dizer. Esta foi a lógica com o novo Q3 com o qual o WM1 teve o primeiro contato no centrão da América do Sul.

Fomos até a região da Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso, ponto mais central do continente, para rodar com o modelo - que só chega em fevereiro por iniciais R$ 179.990. E o SUV agradou tanto quanto o cenário, com formações rochosas impressionantes e um céu que parece não ter fim.

Além do novo desenho, o novo Audi Q3 cresceu e agregou equipamentos já vistos em seus parentes maiores, como Q5, Q7, e Q8. Tudo com aquela dinâmica mais “sport” do que “utility” dos SUVs da marca alemã.

Comprovamos isso em bons trechos bem asfaltados de estradas que cortam a região da Chapada. O Q3 manterá o conjunto mecânico com o motor 1.4 turbo com turbo, injeção direta e 150 cv. Soa familiar? Sim, é o mesmo que a Volkswagen usa no T-Cross e no Jetta.

 Audi Q3 chega importado da Hungria
Legenda: Audi Q3 chega importado da Hungria
Crédito: Divulgação

Origem húngara

Curiosamente, as unidades disponíveis para avaliação usavam o 1.5 alemão. Mas, tudo bem: tem potência e torque similares ao 1.4 TSi. A justificativa da Audi é que as unidades do Q3 destinadas para o Brasil começaram a serem produzidas esta semana em Gyor, na Hungria.

O Q3 mantém suas boas arrancadas e disposição em ampla faixa de giros. Nos “retões” infinitos das rodovias que cortam o Centro-Oeste, o SUV responde prontamente à cada investida no pedal.

O grande aliado nessa performance é o câmbio automatizado S-Tronic. De dupla embreagem e seis marchas, ele faz as trocas de forma ágil sem comprometer o conforto. Mas se você quiser colocar uma pimentinha a mais, o novo Audi Q3 incorporou o Drive Select.

Ao selecionar o modo Dynamic, a resposta ao acelerador fica mais instintiva. Parece até que o pedal fica mais sensível, e o 1.4 passa a trabalhar em giros mais altos. As trocas da caixa são precedidas de pequenos trancos, que pontuam o momento mais esportivo. A direção fica mais rígida e direta.

 Audi Q3 usa conhecido motor 1.4 TSI da Volkswagen
Legenda: Audi Q3 usa conhecido motor 1.4 TSI da Volkswagen
Crédito: Divulgação

Com vários pontos de ultrapassagem nas estradas, foi possível comprovar mais uma vez as boas retomadas do conjunto mecânico. O torque de 25 kgf.m surge inteiro já na faixa das 1.500 rpm, deixando segura a tarefa de passar os caminhões na rodovia.

Bom de curva

Tudo com um acerto dinâmico que continua a transmitir esportividade e segurança. Nos trechinhos mais sinuosos em direção a locais magníficos da região da Chapada, como o Aquário Encantado, o SUV aponta bem nas curvas e a carroceria torce o mínimo.

A segurança ganhou outro aliado. Item, a propósito, indispensável para uma marca premium nos tempos de hoje, e mesmo para um SUV compacto. O Q3 passa a ser equipado com o controle de cruzeiro adaptativo, que alerta para aproximação em relação a carros, ciclistas e pedestres e aciona os freios sozinhos caso não haja uma reação do motorista.

Tem também o Park Assist, que estaciona o carro sozinho, e o Pre-Sense. Este mecanismo detecta a iminência de uma colisão e prepara o carro para o acidente. Fecha os vidros, tensiona os cintos de segurança, entre outros.

Na cabine

O renovado interior melhorou o ambiente a bordo. A posição de dirigir continua bastante ergonômica, com volante de boa pegada e bancos que acomodam bem o corpo. Boa parte do revestimento é de couro Alcântara.

O nível de trepidação da direção, porém, continua a incomodar. Assim como o acerto da suspensão traseira. Apesar de termos pego “tapetes” na maior parte do trecho de avaliação, nas poucas irregularidades e quebra-molas, o acerto se mostrou duro demais - talvez por não ser uma unidade voltada para o Brasil.

A vibração no habitáculo também assustou nas partes de terra que encaramos. Não era um off-road nem pesado, mas a cabine chacoalhou e o barulhos de plástico soaram incompreensíveis para um modelo de marca premium.

 Audi Q3 com interior renovado
Legenda: Audi Q3 com interior renovado

O espaço no banco traseiro, em contrapartida, melhorou bastante. A novo Audi Q3 cresceu 9 cm no comprimento (4,48 m no total) e mais 7 cm, no entre-eixos (agora, 2,68 m). Além disso, o assento de trás é corrediço.

Apesar de o banco ser um tanto baixo em relação aos da frente, isso proporciona mais folgas para pernas. De toda a forma, o espaço aceita bem dois adultos e uma criança.

Ao mesmo tempo, tem-se um generoso porta-malas para um SUV compacto. São 530 litros de capacidade - 70 litros a mais que a geração anterior - e espaço suficiente para duas malas grandes e diversos volumes menores, por exemplo.

Com os encostos traseiros todos para a frente, não cabe passageiro mais ali. Contudo, o volume do porta-malas cresce para 675 litros.

Dentro, o novo Q3 ainda traz aquele pacote de luzes internas que a Audi adora colocar nos seus modelos. São 30 opções de cores que iluminam diversas partes da cabine.

Melhor conectado

O renovado utilitário esportivo adota também nova central multimídia MMI. A tela de 8,8” sensível ao toque tem conexão com smartphones e se mostra bem mais intuitiva que o antigo sistema por botões. Destaque para as quatro entradas USB - duas para o pessoal de trás.

No painel, o kit multimídia parece integrado ao Virtual Cockpit, o bacana quadro de instrumentos com tela de 10” configurável já usado em outros Audi. O estilo, pelo visto, vai repetir aquela coisa da Audi de variar pouco o design dos seus carros: é bem parecido com o já visto no Q8.

 Audi Q3 só chega às lojas em fevereiro
Legenda: Audi Q3 só chega às lojas em fevereiro

Te conheço?

Pois é, o novo Q3 também vai lembrar uma porção de outros modelos da marca alemã. Especialmente pela nova grade octagonal. Chamada de Singleframe, suas oito barras verticais remetem também ao Q8.

A grade empresta robustez e separa os faróis de full LED, agora mais estreitos e espichados. Outra característica que reforça o porte do Q3 são os vincos acima das caixas de rodas.

Na traseira, o longo aerofólio superior acompanha o vidro lateral. Já as terceiras colunas têm caimento mais acentuado, seguindo a tendência de alguns SUVs-cupês.

Só em fevereiro...

As vendas do modelo começam em fevereiro de 0202 em três versões, mas a Audi não especificou o conteúdo e preços de cada uma delas. Só se sabe mesmo que o SUV começará em quase R$ 180 mil.

Especula-se que a intermediária ficará pouco abaixo dos R$ 200 mil - R4 199.990... Já a topo de linha vai levar toda a sorte de opcionais, algo bem característico na Audi, e não deverá custar menos de R$ 230 mil.

O modelo, porém, já entrou em pré-venda junto com o elétrico e-tron no site da marca. O novo Audi Q3 pode ser encomendado e com benefícios exclusivos: quatro anos de garantia e valorização de até R$ 10 mil no usado que for usado na compra.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors