O 307 também sorri

Nova dianteira segue identidade visual do 407
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. O 307 também sorri
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Chegou ao Brasil a nova linha Peugeot 307. Hatch, perua e o cupê cabriolet seguem agora a identidade visual inaugurada pelo sedã 407, que passará a ser a utilizada em toda a marca em um curto período. O 207, já lançado na Europa, também traz a nova dianteira, mas não deve ser vendido no Brasil. Para cá o que se espera é um 206 reestilizado, ainda sem data para ser apresentado.

Na nova dianteira do 307 a grade do radiador desceu um pouco, deixando o logotipo da marca no mesmo lugar, entre os faróis. Sem dividir as atenções com ninguém, como convém a todo leão, ele ganhou destaque especial. A abertura para refrigeração, integrada ao borrachão do pára-choque dianteiro, parece um enorme sorriso. Os faróis também cresceram, tornando-se ainda mais alongados do que já eram. Por dentro, o carro também ganhou um novo painel, com instrumentos de contornos cromados, semelhante ao usado no CC, o cupê cabriolet.

Inicialmente as mudanças estarão apenas nas versões Feline e Griffe. A Presence, que ganhará motor 1,6-litro Flex, chega só no segundo semestre. A primeira custa R$ 60,36 mil com câmbio manual e R$ 65,36 mil com o automático, um valor mil reais abaixo do anterior nos dois casos.

No caso da Griffe, que vem só com câmbio automático e uma grande quantidade de itens de série, como bancos de couro, teto solar, retrovisores eletricamente rebatíveis e toca CD com disqueteira, o preço foi fixado em R$ 72,36 mil. A SW sai por R$ 79 mil, R$ 4.900 a menos do que o modelo anterior. Os valores do CC e do Presence Flex ainda não foram definidos.

Para o desempenho acompanhar a aparência, o motor 2,0-litros de 138 cv foi alterado, passando a contar com comando variável de válvulas de admissão chamado de VVT. Essa e outras mudanças aumentaram a potência para 143 cv a 6.000 rpm e o torque para 20 kgm a 4.000 rpm contra 19 kgm a 4.100 do modelo anterior, além de diminuírem a emissão de poluição. Agora, ele atende as normas Euro 4.

O câmbio automático é que, infelizmente, se mantém o mesmo, com apenas quatro marchas. Como não há referências a mudanças de regulagem, pode-se esperar dele as mesmas reações lentas, potencializadas pelo sistema de multiplexagem da Peugeot.

No caso do motor 1,6-litro para a versão Presence, ele seguirá as mesmas especificações do utilizado no 206, ou seja, sem alterações na taxa de compressão, o que a marca acredita que seja melhor para o consumidor. Na prática, trata-se de um motor a gasolina que também trabalha com álcool, uma solução conservadora, mas defensável diante das adulterações que a gasolina sofre e que podem mandar um motor de alta compressão para o espaço em dois tempos.

O 307 é um dos carros de maior sucesso da marca, já tendo vendido, no mundo todo, mais de 2,5 milhões de unidades desde seu lançamento, volume superior ao total de carros comercializados no Brasil a cada ano.

Confira as opções de 307 anunciadas no WebMotors
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors