Presidente da Assovesp quer esquecer as vendas de usados em 2007

Presidente da Assovesp/Sindiauto fala com exclusividade ao WebMotors e não esconde decepção com o mercado de caminhões usados em 2007
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Presidente da Assovesp quer esquecer as vendas de usados em 2007
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- George Assad Chahade é o atual presidente da Assovesp/Sindiauto – Associação dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado de São Paulo. A entidade foi fundada em 1987, por iniciativa de 14 lojistas independentes, e tem por objetivo representar os revendedores de veículos automotores no Estado de São Paulo. Nesta entrevista, Chahade surpreende ao classificar 2007 como um ano decepcionante e está na torcida para que neste ano, os lojistas independentes recuperem as perdas do ano passado.

WebMotors – Qual o balanço que o senhor faz das vendas de caminhões usados me 2007? E em comparação a 2006?
George Assad Chahade – Sobre os resultados do balanço, afirmo que 2007 foi um ano decepcionante. As vendas não deslancharam e ficaram 2,68% abaixo do volume de negócios observados em 2006. O número caiu de 62.861 2006 para 61.174, no ano passado.

WebMotors – Quais os fatores que influenciaram positivamente e negativamente no ano passado?
Chahade – Não houve esse ou aquele fator isolado. Houve uma conjunção de muitas circunstâncias e fatores que afetaram o desempenho das revendas independentes de caminhões no estado de São Paulo. O mercado de caminhões é especialíssimo e bem diferente do mercado de carros e motos. Ainda é cedo para podermos afirmar que esse ou aquele fator foi preponderante no desempenho do setor.

WebMotors – Quais os três caminhões que mais se valorizaram em 2007?
Chahade – Foi por coincidência o mesmo veículo, o VW 16220. No primeiro lugar estiveram os modelos de ano 1999, que obtiveram uma valorização de 9,60%; seguido pelos de ano 1998, com 9,30%, e na terceira colocação o modelo de ano 2000, com 8,07%.

WebMotors – A que o senhor credita essa valorização?
Chahade – Basicamente, à velha regra de mercado da procura versus oferta. Acrescido, em relação a essa classificação, que o modelo é sucesso e atende às necessidades de quem precisa de um bom caminhão seguro, confiável, com alta taxa de disponibilidade e baixo custo de manutenção.

WebMotors – O que o senhor espera de 2008?
Chahade – Pelo menos, conseguir acompanhar o crescimento da economia, fazendo a reversão da perda de desempenho de 2007 em relação a 2006. Afora isso, conseguir ver as revendas independentes se saírem bem nas vendas.

WebMotors – Quais os fatores que poderão ser decisivos para o mercado, positivos e negativos?
Chahade – Pelo lado positivo, imagino que o amadurecimento de nossa economia, a continuidade da demanda interna e a estabilidade monetária e institucional. Já no lado negativo, o cenário político ser abalado por algum cataclisma que cause a estagnação dos horizontes. Alguma crise internacional que consiga abalar mais fortemente a economia ou algum problema de infra-estrutura – apagão ou falta de matéria prima.

WebMotors – As eleições poderão atrapalhar o desempenho do setor neste ano?
Chahade – Em tese, não! Pois as instituições brasileiras estão se mostrando fortes. O que pode ocorrer é haver uma polarização extremada entre as partes contendoras e isso pode levar a um horizonte no qual a população aguardará o desfecho do resultado. Pode provocar as pessoas a desviarem suas atenções e ficar na espera, para poder definir os próprios rumos. Ou, ainda, haver uma tentação a um “ajuste de contas”, com a roupa suja sendo lavada em público.
Esse clima de revanchismo pode fazer com que a demanda esfrie, pois as pessoas se assustarão e recearão em assumir compromissos. Depois, será trabalhoso fazer toda a engrenagem voltar a funcionar a pleno vapor, como ocorre hoje em dia.

WebMotors – O senhor acha que haverá falta de modelos nas lojas independentes em virtude de um crescimento acelerado?
Chahade – Não penso que ocorra significantemente. Poderá ocorrer alguma falta pontual, desse ou daquele modelo, pois a procura segue leis próprias e não se comunica muito rapidamente com a oferta.

WebMotors – A Assovesp/Sindiauto está preparando algumas novidades para seus participantes em 2008?
Chahade – As duas entidades participarão ainda mais intensamente nas negociações envolvendo a categoria com os vários sindicatos de empregados, procurando fechar acordos que sejam os melhores à categoria.
Vamos trabalhar junto à sociedade em geral, para um melhor entendimento da atividade e reconhecendo e dando preferência às empresas legalmente estabelecidas.

Pretendo dar maior combate ao mercado negro e informal de caminhões e desenvolver um sistema seguro e mais eficiente para administração das revendas, com melhores rotinas de controle de estoques, por exemplo.
______________________________


_______________________________

Leia também:

Mercado de usados se recupera no início do ano

Usados caem 0,13% em dezembro

Vendas de usados crescem 2,67% em novembro

Usados registram queda de 2,67% em outubro

Mercado de usados continua em alta

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors