Logo WM1

O canal de notícias da Webmotors

Limpar buscar

Resgate ao Sul do Mercosul: Salão de Buenos Aires volta e mostra o que virá para cá

Salão de Buenos Aires volta a existir e traz lançamentos que devem desembarcar no Brasil em breve
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Resgate ao Sul do Mercosul: Salão de Buenos Aires volta e mostra o que virá para cá
Auto Press
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A Argentina foi um dos países onde o setor automotivo mais sofreu com a última grande crise mundial, no final de 2008. Em 2009, por exemplo, o segmento registrou uma queda de quase 15% em relação ao ano anterior, que tinha sido o melhor da história da indústria local. A queda também acarretou um longo período sem grandes eventos automotivos no país – há cinco anos a Argentina não organizava um salão internacional do automóvel. Mas o bom ano de 2010, que registrou 29% de crescimento nas vendas, ajudou a Adefa – a associação dos fabricantes de automóveis da Argentina – a reorganizar um motorshow para fazer parte do calendário mundial da OICA – a organização internacional dos fabricantes de veículos automotores.

O “5º Salón Internacional del Automovil”, de 17 a 26 de junho, pretende ser o maior na história da Argentina. Para renascer em 2011, o Salão ocupa 40 mil m2 em Buenos Aires e conta com 90 expositores, que variam das tradicionais fabricantes do Mercosul até importadores e empresas de acessórios. Além do espaço coberto, com os estandes, o motorshow tem uma pista off-road em uma parte externa e uma seção dedicada aos automóveis antigos.

No que diz respeito aos carros apresentados, o interesse brasileiro é grande, já que a maioria dos modelos deverá ser comercializada por aqui. A General Motors é a marca que chega com mais novidades para Buenos Aires. As duas principais são conceitos, com estreia mundial. A Colorado Rally é uma pick-up média, futura substituta da S-10, que conta com design bastante robusto e motor de turbodiesel de 2.8 litros. A chegada ao Brasil deve acontecer só em 2012. Já o Cobalt é um sedã, com porte e desenho semelhante ao do Agile – até o motor deve ser o mesmo 1.4. A expectativa é que o modelo chegue ao Brasil ainda em 2011, com a possibilidade de aposentar o Corsa sedã, que tem opaco desempenho de vendas. No mesmo segmento de sedãs compactos, a Nissan apresentou no Salão de Buenos Aires o Versa. O nome não chega a ser novidade, já que em muitos mercados o Tiida é chamado assim, mas a plataforma sim. O veículo é feito na base do March. A chegada por aqui deve acontecer em 2012.

Atenta à movimentação da rival General Motors com sua Colorado, a Ford é outra que aposta na renovação da sua linha de pick-ups médias. A nova Ranger, que foi apresentada mundialmente no fim do ano passado, no Salão da Austrália, ganha um novo visual, mais robusto e imponente. Com produção na fábrica de Pacheco, na Argentina, a pick-up desembarcará no Brasil com motores 2.2 litros Duratorq TDCi, Duratec a gasolina de 2.5 litros e 3.2 litros Duratorq TDCi, em versões com tração 4X2 e 4X4.

Também de olho no segmento utilitário, a Renault usou o Salão de Buenos Aires para mostrar pela primeira vez a versão do Duster para a América Latina. Em relação ao modelo comercializado na Europa – com a marca da Dacia, subsidiária romena da marca francesa –, o SUV ganhou uma nova grade dianteira e um friso cromado na tampa do porta-malas. As vendas do modelo, que será produzido no Paraná, devem começar no último trimestre do ano. Para não ficar para trás, as outras marcas francesas também apostaram forte no motorshow. A Citroën apresentou o DS4, crossover que recebeu na Europa o prêmio de carro mais bonito do ano. Assim como o resto da linha DS, ele deve desembarcar no Brasil em 2012. A parceira Peugeot teve como destaque em seu estande o 508, sedã que chega para aposentar o 407 e o 607 em uma só cartada.

Entre os automóveis de passeio, a Volkswagen chega com destaque graças a nova geração do Beetle – com desenho e proposta mais agressiva – e a SpaceCross, a versão aventureira da SpaceFox. Vendida no mercado argentino sob o nome de Cross Suran, ganhou uma suspensão mais elevada e detalhes estéticos no estilo CrossFox. Ambos devem chegar ao Brasil, mas ainda sem data marcada. Mais discreta que as concorrentes, a Fiat – grande rival da marca alemã no Brasil –, fez a sua maior aposta no Qubo. O monovolume é menor que o Doblò e tem chance de substituir a veterana Fiorino. Com configurações de carga e para passageiros, o modelo conta com desenho jovial, no estilo do novo Uno.

Principais novidades do Salão de Buenos Aires

Alfa Romeo 8C Spider – O carro apresentado na capital portenha é a única unidade da configuração conversível do 8C na América Latina. Atualmente é o carro mais potente da fabricante italiana e conta com um V8 4.7 capaz de render 450 cv. Com isso, o 8C Spider chega a máxima de 291 km/h e aos 100 km/h em apenas 4,5 segundos.

Audi A1 S Line – Além do kit visual esportivo, que adiciona spoilers dianteiros e traseiros e saias laterais, o pequeno Audi também ganha um mais potência nesta versão. O propulsor é o mesmo do A1 comercializado no Brasil, um 1.4 TFSI, mas em vez de gerar 122 cv, é retrabalhado para entregar 185 cv de potência. A transmissão é a S-Tronic de dupla embreagem.

Chevrolet Aveo – O Aveo faz parte da estratégia da GM para aumentar as vendas da marca Chevrolet nos Estados Unidos e na Europa. Por fora, os elementos que mais chamam a atenção são os faróis descobertos, que não possuem a cobertura tradicional de acrílico e lembram lanternas de motocicletas. Na Europa, a gama de motores do Aveo começa com o 1.2 litro, que entrega 70 cv. O Aveo já foi flagrado rodando em São Paulo e pode vir para o mercado brasileiro, junto com sua versão sedã.

Chevrolet Spark – O subcompacto que aproveita a plataforma do coreano Daewoo Matiz e já fez a GM processar a chinesa Chery – acusada de utilizar indevidamente o design do Matiz no QQ – é vendido na Argentina pelo equivalente a R$ 27 mil. A terceira geração do Spark optou por linhas mais agressivas, com destaque para a frente inclinada e os faróis irregulares. O novo Spark foi equipado com motor 1.2 litro que desenvolve 81 cv de potência. Especula-se que a Chevrolet possa trazer o Spark para o Brasil.

Chevrolet Cobalt – O novo sedã global da GM deve ser lançado no Brasil em outubro, equipado com o mesmo motor 1.4 litro do Agile. O design do modelo também lembra o hatch que já roda por aqui, e está alinhado à nova diretriz estilística da marca, representada principalmente pela grade frontal seccionada e com contorno cromado. A versão conceitual do novo Cobalt fez sua estreia mundial no Salão de Buenos Aires. O compacto também será comercializado nos mercados da África, Oriente Médio e Europa.

Chevrolet Colorado Rally Concept – A versão conceitual da nova pick-up média global da GM também deu às caras pela primeira vez em Buenos Aires. O design agressivo e robusto foi criado no Centro de Design da GM América do Sul, em São Caetano do Sul, e apela para o visual off-road. O estilo do modelo também segue a nova cartilha de design da marca. A cabine dupla será equipada com motor diesel de 2.8 litros com turbocompressor. No Brasil, o modelo pode ser lançado em 2012 sob a alcunha de S-10, para manter a marca e a tradição de liderança da Chevrolet no segmento.

Chevrolet Cruze hatch – O Cruze será produzido no Brasil ainda em 2011. O hatch e o sedã terão o papel de substituir a linha Vectra e Vectra GT. O modelo também será vendido em mais 70 países – na Europa as vendas começam ainda este ano. O design do hatchback tem apelo esportivo e o corte no teto o assemelha a um cupê. O motor Ecotec 1.8 litro 16V e potência de 140 cv irá equipar as versões hatch e sedã.

Citroën DS4 – Recém-lançado em alguns mercados da Europa, o DS4 deve desembarcar no Brasil em 2012, altura em que a Citroën deve trazer toda sua gama DS – DS3, DS4 e DS5. O Citroën DS4 é montado sobre a plataforma da nova geração do C4 e conta com três opções de motorização, suas a diesel e uma a gasolina. O modelo ainda tem uma versão “verde” e-HDi com sistema stop/start e freios regenerativos. O DS4 parte de 20,1 mil euros na Europa. Por aqui seu valor deve ficar na faixa dos R$ 85 mil, próximo do Peugeot 3008.

Fiat Qubo – Pequeno monovolume da Fiat terá as suas vendas iniciadas na Argentina no final de 2011, atuando como opção entre os utilitários da marca. São duas configurações disponíveis, uma para passageiros e outra comercial. Isso significa que existe a possibilidade de o Qubo atuar no mercado onde hoje está o Fiorino. Importado da Turquia, o modelo terá sob o capô um 1.4 8V com 73 cv de potência.

Ford Ranger – A nova geração da pick-up média foi apresentada pela primeira vez no Salão da Austrália, no ano passado. Ela terá transmissão manual com seis velocidades e sistema de tração que alternará as configurações 4X2 ou 4X4, de acordo com a preferência do condutor. O modelo lançado no Brasil deverá vir da fábrica de Pacheco, na Argentina, que já produz a versão atual da Ranger que roda por aqui.

Mercedes-Benz SLK – É a nova geração do menor roadster da fabricante alemã. Com design claramente inspirado no SLS AMG, maior e mais potente esportivo da Mercedes. O modelo ainda conta com inovações interessantes, como o teto translúcido, que conta com uma tecnologia que permite regular a quantidade de luz que o atravessa. Quando a capota está abaixada, um sistema de ar quente mantém o pescoço dos ocupantes aquecido.

Nissan Versa/Sunny – É a nova geração do Tiida sedã – em alguns mercados o modelo é chamado de Versa. No novo modelo, a base é em cima do compacto March, que chega ainda em 2011. O modelo é dedicado a mercados emergentes – em alguns será chamado de Sunny –, e será comercializado em 170 países diferentes. Apesar de ser baseado no March, o desenho do sedã é bastante diferente do hatch, usando linhas mais retas, se assemelhando ao novo Tiida hatch, lançado em 2011.

Peugeot 508 – O modelo francês que já roda na Europa chega ao Brasil no próximo ano, e será equipado com motor 1.6 THP de 163 cv de potência. O público do Salão de Buenos Aires pôde conferir as versões sedã e perua do modelo de luxo, que focam na sofisticação e na oferta de equipamentos. O 508 utiliza a mesma plataforma do Citroën C5. A Peugeot pretende transformar o modelo em um produto global, desenvolvendo, inclusive, uma versão para o mercado chinês.

Renault Duster – O utilitário esportivo da marca francesa estreou no Salão de Buenos Aires, e deve chegar ao mercado brasileiro já no segundo semestre. O modelo já está sendo produzido na fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná, de onde será exportado para outros países latino-americanos – inclusive a Argentina. Ele compartilha a plataforma com Logan e Sandero, e será equipado com duas opções de motor flex: 1.6 litro 16V e 112 cv com etanol e 2.0 litros 16V capaz de desenvolver 143 cv com etanol.

Volkswagen Beetle – A marca alemã aproveitou o Salão de Buenos Aires para mostrar à América do Sul a nova geração do Fusca. Em relação à geração anterior, lançada em 1998, o novo Beetle está mais comprido e mais largo. Esteticamente, a diferença mais notável está na traseira, que evoca o famoso modelo besouro dos anos 1930. O modelo apresentado na capital argentina deve chegar em breve ao Brasil, com motor 2.0 litros turbo, capaz de desenvolver 200 cv de potência.

Volkswagen SpaceCross – A versão aventureira da SpaceFox foi apresentada pela primeira vez durante o salão. Assim como ocorre com o Fox e o CrossFox, a SpaceCross traz diversas modificações para ficar mais parruda, como frisos laterais e adesivos espalhados pela carroceria. A suspensão foi levemente elevada para encarar trilhas leves. O motor e a transmissão, no entanto, são os mesmos da SpaceFox. As vendas no Brasil ainda não foram confirmadas, mas especula-se que possa ser ainda em 2011.

Gosta de sedãs compactos?

Então veja as ofertas do segmento da moda no WebMotors:

Ford Fiesta Sedan

Fiat Siena

Renault Logan

Chevrolet Prisma

Renault Clio Sedan

Volkswagen Polo Classic

Chevrolet Classic

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors