Logo WM1

O canal de notícias da Webmotors

Limpar buscar

Salão de Detroit 2003

NAIAS – North American International Auto Show -parte 2
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Salão de Detroit 2003
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon









General
Motors







A GM resolveu apressar sua entrada no crescente segmento dos
SUVs (utilitários-esportivos) compactos e apresentou
em Detroit o conceito Equinox. O modelo tem
como única opção um motor 3.4 litros
V6, com câmbio automático de cinco marchas.


Seu sistema
de tração integral direciona toda a força
às rodas dianteiras – em condições
normais. Caso detecte perda de aderência na dianteira,
a força é automaticamente distribuída
pelas quatro rodas do veículo.


O interior da Equinox conta com o sistema Multi-Flex, que
permite o deslocamento dos bancos para trás ou para
os lados, aumentando o espaço de carga ou para os passageiros.








A montadora
apresentou também a Colorado, sucessora
da linha de picapes médias S-10. Com quase o mesmo
tamanho da S-10, a Colorado terá, nos EUA, nove opções
de configuração, incluindo três tipos
de cabines, três pacotes de suspensão e ainda
opção de tração nas duas ou quatro
rodas.


A Colorado terá uma nova linha de motores, a começar
pelo 4 cilindros 2,8 litros “Vortec 2800”, que
gera 175 cavalos de potência e 2,5 kgfm de torque. Opcional
será o 5 cilindros 3,5 litros que desenvolve 220 cavalos
e 31,5 kgfm de torque máximo. Ambos contam com comando
de válvulas variável e acelerador eletrônico.







O conceito esportivo SS segue a linha do
renascido

Ford Mustang, revivendo a era dos “muscle-cars”.


Desenvolvido no estúdio de design da GM em Los Angeles,
o SS combina tração traseira com uma versão
high-tech do lendário V8. Esse motor, feito totalmente
em alumínio e disposto longitudinalmente na dianteira
do carro, tem 6,0 litros de cilindrada, 430 cavalos de potência
e 59,44 kgfm de torque. A transmissão é automática
de quatro velocidades, controlada eletronicamente.












O SS pode ser equipado com um sistema de economia de combustível
que desliga quatro dos oito cilindros do motor durante condições
normais de dirigibilidade, religando-os automaticamente em
situações como acelerações bruscas
ou maior carga.


O esportivo conta com três DVD players (um atrás
de cada encosto de cabeça e o terceiro colocado no
console central).








Também esteve presente em Detroit a Cheyenne,
conceito de picape grande. A Cheyenne tem chassi de alumínio
e utiliza suspensão traseira independente com sistema
de direcionamento do eixo traseiro, que facilita em manobras.







Seu motor é um Vortec V8 6,0 litros que desenvolve
500 cavalos de potência e 80,01 kgfm de torque máximo.
Esse motor também pode contar com sistema idêntico
ao do esportivo SS, que desliga metade dos cilindros durante
condições normais de dirigibilidade.


Buick
















A Buick, divisão da GM americana que comemora seu
centenário, apresentou o Centieme,
conceito que, nas palavras da montadora, mescla as características
de um sedã com as de um SUV.


O modelo, cuja meta é agradar aos consumidores jovens,
tem capacidade para seis passageiros, distribuídos
em três fileiras de bancos.


Equipado com o sistema de tração integral Versatrak
(que equaliza o torque entre as rodas, de forma a manter a
dirigibilidade em qualquer superfície), da GM, o Centieme
tem motor V6 biturbo 3,6 litros, que gera 400 cavalos de potência
e 55,3 kgfm de torque.


Seu design nasceu nas pranchetas do estúdio Bertone,
e seu interior incorpora itens de conforto e segurança,
como os comandos localizados no volante e DVD player.


Pontiac














A Pontiac apresentou em Detroit o G6, conceito
da linhagem GT (Grant Turismo). O G6 é equipado com
motor V6 3,5 litros (com supercharger), que gera 285 cavalos
e 37,6 kgfm de torque.


O G6 tem câmbio com comandos localizados no volante
e tração integral. A exemplo dos esportivos
dos anos 70, o console do G6 se estende por todo o comprimento
da cabine, e os passageiros possuem sistema independente de
som com fones-de-ouvido.








  Cadillac










A Cadillac preparou uma grande – e ponha grande nisso!
– surpresa para Detroit. É o Sixteen,
conceito de altíssimo luxo, cujo nome (dezesseis, em
inglês) refere-se aos 16 cilindros de seu motor de 13,6
litros. Esse gigante V16 produz extraordinários 1.000
cavalos de potência e 138,2 kgfm de torque máximo.
É quase o dobro do produzido pelo motor dos alemães
Maybach, divisão de alto luxo da Mercedes-Benz.

E a intenção dos engenheiros americanos era
essa mesma: fazer frente às limusines alemãs
e da Rolls Royce, que também lança novo modelo
em Detroit.








BMW








A BMW aproveitou o Salão de Detroit para “esclarecer”
alguns pontos a respeito do conceito xActivity,
futura X3, irmã menor da X5. De frente, o modelo é
muito parecido com os carros da Série 3. Mas as semelhanças
terminam aí. Na traseira, o grande compartimento de
carga possui um suporte para bicicletas e outros detalhes
conferem caráter único ao modelo.


Seu motor é um 6 cilindros em linha de 3,0 litros
de cilindrada, capaz de gerar 231 cavalos de potência.
Sua tração é integral, similar à
da X5, utilizando um sistema de diferencial eletrônico
e HDC (Hill Descent Control).







Outra novidade apresentada pela marca bávara nos EUA
é o novo 760Li, que chega ao mercado
com o novo motor V12 6,0 litros, transmissão automática
de seis velocidades e dois controles para o sistema iDrive
– um para os bancos dianteiros e outro para os traseiros.


Feito para brigar em iguais condições com o
Mercedes-Benz S600 e seu V12 biturbo, o 760Li é construído
na plataforma do 745 e substitui as antigas versões
longa e curta do velho 760.


Toyota












 

A apenas duas semanas do início de sua produção,
a Toyota apresentou a segunda geração da minivan
Sienna. Para essa versão foram feitas
modificações no design e no interior do modelo,
além de melhorias na performance e no consumo.

No interior, o veículo terá vidros elétricos
nas portas corrediças e uma “janela de conversação”
para os passageiros dianteiros terem acesso à parte
traseira do modelo. A Sienna terá diferentes opções
de configuração interna, podendo acomodar sete
ou oito






 

passageiros. Em uma opção, a segunda fileira
de bancos será dividida em três, sendo que o
assento do meio poderá ser deslocado para a frente,
facilitando o acesso dos pais, por exemplo, a uma criança
colocada em uma cadeira infantil.


A Sienna será fabricada na unidade da marca em Princeton
e a princípio 90% de sua produção será
destinada ao mercado americano.






Maserati







Para não ficar para trás com o lançamento
da Cayenne, SUV de luxo da Porsche, a Maserati apresentou
a Kubang, segundo a própria marca
“uma perua casada com um Gran Turismo”.


A Kubang tem seu peso distribuído em 48% na frente
e 52% na traseira, e centro de massa 100 mm mais baixo do
que a média das SUVs, de acordo com a Maserati. Isso
proporciona uma posição de dirigir também
mais baixa do que a maioria dos modelos de sua categoria.


A SUV italiana tem opções de assentos que vão
de quatro bancos individuais a um banco traseiro com três
lugares ou ainda uma terceira fileira de bancos voltados para
a traseira do veículo. Para melhor acesso ao compartimento
de carga, o pára-choque traseiro pode ser rebatido.







Seu motor é um V8 4,2 litros que desenvolve 390 cavalos
de potência, distribuída entre as rodas por meio
de sistema de tração integral. Sua transmissão
de seis velocidades é uma unidade mecânica com
controle eletro-hidráulico, que permite uso totalmente
automático ou manual, sem a necessidade de embreagem.


Segundo a Maserati, a Kubang chega aos 260 km/h de velocidade
máxima e acelera de 0 a 100 km/h em 5,5 segundos. A
montadora ressalta que o modelo não é voltado
ao uso off-road e também não confirma sua produção.


Audi








Inspirada na prova Pikes Peak International Hill Climb, de
subida de montanha, o crossover Audi Pikes Peak Quattro
possui a forma de uma perua/hatchback com interior flexível,
incluindo o sistema definido pela própria marca como
“4+2” de assentos.


O crossover tem motor V8 de 500 cavalos de potência,
distribuídos pelas quatro rodas através do sistema
Quattro (segundo a marca, o modelo faz 0 a 100 em 4,7 segundos),
com a ajuda do diferencial eletrônico e programa eletrônico
de estabilidade.


Entre os itens de segurança estão piloto automático
adaptativo, um sistema óptico que varre a estrada e
analisa as condições do piso e um sensor que
detecta mudanças na vibração do volante.
A suspensão adaptativa a ar automaticamente se abaixa
em altas velocidades e a distância em relação
ao solo pode variar em até 11 polegadas.


Mitsubishi







A Mitsubishi finalmente entra no segmento das SUV médias
“crossover”, com a promessa de ser competitiva.
Desenvolvido em quatro anos, o Endeavor é
destinado ao mercado americano e projetado para uso misto
(on e off-road). O modelo terá opções
de tração dianteira e 4x4.


Os engenheiros da Mitsubishi fizeram questão em ressaltar
as qualidades do interior do Endeavor, segundo eles um dos
melhores da categoria. No centro do painel estão os
controles do sistema de áudio e climatização.
Uma tela de cristal líquido combina várias das
funções e pode ser programada pelo motorista.


O Endeavor tem motor V6 3,8 litros de 215 cavalos de potência
e transmissão automática “Sportronic”
de quatro velocidades.


Subaru







A Subaru escolheu Detroit para o lançamento mundial
do novo Impreza STi. Um carro de corrida
legalizado para as ruas, o STi é equipado com motor
4 cilindros turbo 2,5 litros. É o mesmo motor da versão
WRX, aqui com a cilindrada aumentada.


Com a adição de um intercooler maior, comando
de válvulas variável e outras modificações
no motor, o STi chega aos 300 cavalos de potência e
41,5 kgfm de torque, que chegam à rodas por meio de
uma transmissão manual de seis velocidades e o sistema
all-wheel-drive da Subaru.


O sistema usa um novo diferencial central controlado pelo
motorista (DCCD), que permite ao condutor acionar o modo manual
e controlar a quantidade de torque a ser enviada para as rodas
dianteiras e traseiras. No modo automático, o sistema
faz a distribuição de acordo com as condições
de dirigibilidade. Diferenciais especiais são utilizados
na frente e na traseira.


O sistema de freios desenvolvido pela Brembo usa grandes
discos ventilados nas quatro rodas, e incorpora um sensor
de força-g e sistema de distribuição
de força de frenagem para auxiliar a parar o carro.
As rodas BBS de 17 polegadas são de série, e
o STi é 0,4 polegada mais baixo do que o WRX.







Neste ano, todos os Imprezas receberão novos faróis,
grade dianteira, exterior mais agressivo e interior mais refinado.



Aston Martin


A Aston Martin exibiu em Detroit o conceito AMV8
Vantage
, considerado pela própria montadora
o carro “destinado a se tonar o mais significante modelo”
em toda sua história.


O AMV8 é, segundo a marca britânica, a base
para um terceiro e menor modelo, a ser lançado em 2005,
que deverá se colocar ao lado dos modelos DB7 e do
Vanquish (modelo utilizado pelo herói James Bond em
seu novo filme). Esse novo modelo será feito a mão
na fábrica da Aston Martin em Gaydon, Reino Unido,
unidade ainda em construção.




Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors