SEGREDO! - Honda Aria, o sedã do Fit, surge sem disfarces

Mini-Civic aparece em fórum de discussão paquistanês sem nenhum disfarce; modelo terá câmbio automático com trocas manuais por borboleta
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. SEGREDO! - Honda Aria, o sedã do Fit, surge sem disfarces
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O Honda Aria, ou City, como é chamado na Ásia, já deu aqui o ar de sua graça flagrado na Índia e também na interpretação do designer Jorge Luis Fernández, mas não é mais preciso ter criatividade nenhuma. O carro já apareceu sem disfarces na internet, mais precisamente no fórum automotivo paquistanês PakWheels.com.

Construído sobre a base do novo Honda Fit, que estreará no Brasil no Salão do Automóvel deste ano, o Aria, ou City, como também é chamado, não será como as gerações anteriores do modelo, um Fit com traseira enxertada, pelo contrário. As fotos mostram que ele terá uma carroceria própria. Mais do que isso, que ele será um mini-Civic, único modelo não-compacto a figurar entre os dez mais vendidos do Brasil. É de supor que, em uma versão menor e mais barata, a Honda fique até triste de tanto vender carro no país.

A única limitação às vendas do novo veículo talvez seja a produção baixa, uma vez que a fábrica da Honda na Argentina, responsável pela produção do sedã, não deve ficar pronta antes de meados do ano que vem. Com isso, pode-se esperar por no mínimo mais um ano até que ela atinja o volume de produção necessário para atender ao mercado argentino e ao brasileiro.

No exterior, o Honda Ária/City usará dois motores, um 1,3-litro o mesmo motor que a Honda, por aqui, chama de 1.4 de 100 cv e um 1,5-litro de 120 cv. Por aqui, ele deve ter vantagem da tecnologia de flexibilidade no uso do combustível, que permitirá também o consumo de etanol. O motor 1,5-litro deve receber a tecnologia com o lançamento do novo Fit.

Considerando que o monovolume mantenha o preço do atual, na faixa de R$ 45 mil, o Aria custará entre R$ 40 mil e R$ 50 mil, ainda mais se tiver a opção de câmbio automático com trocas manuais por borboletas localizadas atrás do volante, como o modelo asiático, flagrado nas imagens ao lado.

A idéia corrente é que os sedãs normalmente custam mais caro que os hatches, mas, no caso do Aria e do Fit, nota-se que o primeiro não é apenas um sedã do segundo, mas sim um veículo com carroceria diferente e desenho mais convencional. Com isso, seus processos de produção podem ser mais simples, o que deve permitir um valor mais baixo que o do Fit. É nossa aposta, ainda mais agora, que a Toyota está finalmente disposta a fazer no país um carro de altos volumes.

O entreeixos de 2,50 m, o mesmo do novo Fit, deve dar ao Aria um bom espaço interno, inferior, na categoria, apenas ao do Renault Logan. Unindo preço, espaço interno e o jeitão do Civic, o novo sedã deve fazer com que a marca japonesa ameace Renault e Ford por um lugar entre as cinco maiores montadoras do país. Munição para isso, como se vê nas imagens de Warty, ela certamente terá.

Gosta de sedãs pequenos?

Então veja as ofertas do segmento da moda no WebMotors:

Fiat Siena

Chevrolet Prisma

Renault Clio Sedan

Volkswagen Polo Classic

Ford Fiesta Sedan

Chevrolet Classic

Leia também:

Volkswagen divulga primeira imagem da versão sedã do Gol

Renault Symbol deve substituir Clio Sedan no Brasil

Honda Aria é antecipado em desenho na internet

SEGREDO! – Veja como deve ser o novo VW Voyage

SEGREDO! - Fiat exibe o Bravo em Campos do Jordão

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors