SEGREDO - TAC Stark é flagrado em testes em São Paulo

Jipe tem o motor FTP S23, com 2,3-litros e 127 cv, e chega no segundo semestre
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. SEGREDO - TAC Stark é flagrado em testes em São Paulo
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A expectativa pela chegada do jipe catarinense TAC Stark anda grande. E não é à toa: o desenho do novo utilitário brasileiro chama tanto a atenção que o leitor Marco Pathe o fotografou mesmo sem saber do que se tratava. O flagra foi na rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo, no último dia 23 de abril.

“Vi este veículo próximo à chegada a São Paulo. Foi rápido, mas pude observar que ele estava com placa de Joinville acho que azul. Alguém pode dizer quem é o fabricante? É nacional?”, pergunta Pathe no e-mail que nos enviou. Sim, é nacionalíssimo, catarinense da gema, uma semente de indústria automobilística brasileira que, esperamos, vingue e frutifique.

Quando foi apresentado, o jipe usava o motor VW AP 1800 flex, que não seria o mais adequado para aplicações off-road, mas seria inovador, já que não havia nenhum jipe flex no mercado. A empresa demorou a lançar o Stark e a Mitsubishi saiu primeiro com o TR4. Por isso apostamos que o motor que a FTP forneceria ao Stark seria o 1,9-litro que equipa o Fiat Linea. Para deleite dos trilheiros do país, erramos. O Stark terá um inédito motor turbodiesel de 2,3-litros e 127 cv a 3.600 rpm e 300 Nm a 1.800 rpm, o S23.

Com um tanque de 75 l colocado à frente do eixo traseiro esqueça as especificações oficiais do site da empresa, eles ainda falam do motor 1,8-litro flex, o modelo promete uma autonomia muito mais alta em lugares inóspitos, onde conseguir combustível faz parte da aventura. Além disso, o diesel também oferece um torque espetacular, com um compromisso de distribuição de peso, segundo a TAC, não tão expressivo. O S23 pesa 220 kg, contra 120 kg do AP 1800. De todo modo, o novo modelo pesa 300 kg a mais que o anterior, possivelmente também pela adição de itens de conforto. De 1.300 kg, ele passou a 1.580 kg no atual estágio. A TAC trabalha com uma margem de segurança e informa um peso de 1.600 kg.

Com a questão de fornecimento de motor resolvida, os jipeiros devem ficar contentes com o restante da parte mecânica do Stark. O câmbio é o Eaton FSO-2405D, de cinco marchas sincronizadas, o mesmo usado em modelos Iveco. Diferente dos modelos que contam apenas com tração nas quatro rodas, o Stark terá reduzida BorgWagner, de engate manual, e diferenciais Dana 44.3, com bloqueio na traseira, a chamada tração positiva.

A suspensão do jipe também chama a atenção. Independente nas quatro rodas, ela tem um sistema de braços duplos A, com dois amortecedores por roda e um longo curso de 18 cm. O vão livre é de cerca de 25 cm e os ângulos de ataque e saída são respectivamente de 45º e 48º. Os freios são a disco nas quatro rodas, com sistema de roda livre manual também em todas elas.

Apesar de voltado para as trilhas e capaz de vencê-las com desenvoltura, o Stark também terá um perfil de conforto, com direção hidráulica, ar-condicionado, vidros e travas elétricas, rodas de liga-leve, porta-copos, controle remoto para abertura das portas e bancos de couro. Com capacidade para quatro passageiros, o jipe oferece pouco espaço na traseira, daí ser chamado pela TAC de 2+2. A faixa de preço deve ser a mesma de Troller T4 e Agrale Marruá, algo na casa dos R$ 100 mil. Com sorte, talvez um pouco menos.

Em três anos, a TAC pretende chegar à produção de 100 unidades do Stark por mês. É um volume muito baixo, mas que tem condições de se ampliar. Só do motor S23 a FPT pretende produzir 20 mil unidades por ano. Como o Stark não está nem perto de usar tantos motores, eles talvez sejam usados em outro modelo, como o Fiat Campagnola e o Iveco Massif, que já foi flagrado rodando pelo Brasil. O panorama, para quem gosta de jipões, está cada vez mais promissor.

Segundo a assessoria de imprensa da TAC Tecnologia Automotiva Catarinense, o jipe Stark está rodando pelo Brasil em testes, com a meta de terminar abril com 30 mil km percorridos. Os testes também acontecerão no Centro-Oeste fique atento, leitor dessa região!.

O primeiro lote do Stark, comemorativo do início da produção, com 25 unidades, já foi completamente vendido. Depois de sua entrega, o Stark começará a ser vendido ao restante dos consumidores. A rede de distribuição ainda está em formação. Para quem tiver dúvidas, a assessoria da TAC sugere o link “Fale conosco” do site oficial da empresa, www.tacmotors.com.br.

Se você, leitor, souber de algo a respeito disso ou conseguir flagrar qualquer novidade antes que ela seja oficialmente lançada, não hesite em entrar em contato pelo e-mail editorial@webmotors.com.br e nos enviar as imagens, pelas quais não haverá nenhuma outra remuneração que não o gosto de dividir a novidade com os outros leitores. Não se esqueça de autorizar expressamente a publicação das fotos e também de nos contar a história do flagrante em detalhes. A comunidade de leitores agradece!

DERRAPAMOS
: O motor S23 é produzido pela FPT, não pela Iveco, como havíamos dito antes. O texto já foi devidamente corrigido

Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Interessado em jipões?

Então confira em nossos estoques as melhores ofertas para esse modelo e seus principais concorrentes:

Land Rover Defender

Cross Lander

Troller T4

>Toyota Bandeirante

>Jeep Wrangler

Lada Niva

CBT Javali

Daihatsu Feroza

JPX MontezLeia também:

SEGREDO - Alfa Romeo Mi.To é visto em testes em BH

SEGREDO - Chevrolet D-Max é flagrada em testes em Americana

SEGREDO - Fiat Strada Cabine Dupla aparece em Limeira

Conheça a Capotaria Cirilo, que criou a Strada Gran Venture

Fiat Strada Gran Venture, cabine dupla, é versão adaptada

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors