Skoda Roomster serve de mula ao futuro VW Polo nacional

Modelo flagrado na rodovia dos Bandeirantes pelo <b>WebMotors</b> em outubro de 2008 desenvolve futura geração do hatch brasileiro
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Skoda Roomster serve de mula ao futuro VW Polo nacional
Rodrigo Samy
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Em outubro do ano passado, o WebMotors flagrou um Skoda Roomster rodando na rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo. Na época, dissemos que o modelo estaria sendo utilizado para o desenvolvimento de uma possível minivan da Volkswagen. Aparentemente, não era bem isso.

O Roomster foi flagrado novamente. Ele estava estacionado em um posto de abastecimento no interior de São Paulo. Quem o flagrou desta vez foi a revista Quatro Rodas. Segundo a reportagem da publicação, o Skoda usa uma variação da plataforma PQ24, com entreeixos mais longo 2,62 m, contra 2,47 m do Polo. Por isso, ele estaria sendo utilizado como “mula” do próximo Polo nacional.

Mula, no jargão da indústria, é um carro usado para desenvolver componentes para outro, de aparência diferente. O fato de ele ser um modelo conhecido, já presente nas ruas, evita perguntas e permite testar peças sem despertar muito a atenção.

O Skoda Roomster foi apresentado no Salão de Frankfurt em 2003. O multiuso tem 1,68 m de altura, 2,62 m de entreeixos e 4,20 m de comprimento. Como o lançamento do novo Fox, no mês que vem, o ideia da Volkswagen é fazer o Polo ocupar quase o lugar de um carro médio, com entreeixos mais longo. O sedã, por exemplo, seguirá a mesma receita do Fiat Linea: oferecerá um entreeixos de modelo médio, ainda que baseado em um compacto premium, tentando concorrer com Toyota Corolla e Honda Civic.

Globalização

A viabilidade econômica brasileira não permite que o Polo de “verdade” seja fabricado por aqui. Trata-se de uma história parecida com a do Golf VI. Se na Europa o Polo V estrelou, por aqui quem brilhará é o Polo IV com a mesma aparência, além da suspensão do novo Gol do projeto PQ25, o do Polo V e com a plataforma do automóvel checo.

O Polo V tem 3,95 m de comprimento e 1,68 m de largura. Ele está maior que a atual geração em 3 cm no comprimento e 3 cm na largura. O entreeixos é o mesmo do Ibiza, com 2,47 m. Artifício parecido para se igualar aos modelos globais fez a Peugeot brasileira, que deu ao 207 a mesma dianteira do 207, batizando-o por aqui com o mesmo nome. Essa atitude foi durante criticada, com razão: na Europa, o 206 ½ é vendido como uma versão mais atual do 206, chamada de 206+.

Vantagem que Maria leva

A mudança no Polo faz todo o sentido. Isso por conta de a Volkswagen ter tido, durante um bom tempo, três hatches que concorriam entre si: Gol, Fox e Polo. Agora, há quatro: Gol IV, Gol V, Fox e Polo. É preciso diferenciar estes modelos para maximizar suas vendas.

No primeiro caso, Volkswagen Gol G4, Fiat Mille e Chevrolet Classic são modelos com mais de 10 anos nas costas que ainda vendem, e vendem bem. O segredo do sucesso destes automóveis está no valor acessível e no baixo custo de manutenção.

As plantas que produzem estes lendários modelos estão com a vida ganha. Ou seja, já desenvolveram todas as estamparias e também quitaram todos os maquinários. Logo, não existe intenção de investir em um veículo novo se o que é atrasado já vende bem e sem nenhuma despesa. O ditado inevitável seria: em time que está vencendo...

Se a tecnologia não evolui nos três modelos, algo as fabricantes terão de fazer para se ajustar às novas normas. O novo Uno/Mille chegará porque o antigo não tem possibilidade de abrigar airbag, por exemplo. O Gol deve ser naturalmente substituído pela nova geração, enquanto o Classic deve ser engolido pelo Prisma. Há rumores de que o carro sofreria mais uma atualização antes de sair de linha, mas este deve ser um plano B para o caso de o Prisma não matar o sedã mais antigo tão rápido quanto se espera.

No segundo, o Fox adotará, em julho, a nova dianteira da Volkswagen no mundo, ocupando o espaço que hoje é do Polo. Como o compacto premium da marca alemã é um excelente produto, ele vai quase encostar no atual Golf, que também deve ser renovado nos próximos dois anos. A mudança também visa o mercado norte-americano, onde os compactos estão ganhando espaço. O Ford Fiesta de nova geração será lançado lá em breve. Para atacá-lo, a arma da Volkswagen está sendo preparada no Brasil. Por enquanto, disfarçada de Skoda Roomster.

Colaboração de Gustavo Henrique Ruffo


Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Gosta dos compactos premium?

Então veja abaixo as melhores ofertas dos veículos deste segmento:

Citroën C3

Chevrolet Corsa

Chevrolet Corsa Sedan

Ford Fiesta

Ford Fiesta Sedan

Leia também:

Honda Civic Si consegue andar bem e ainda ser econômico

Renovada, Peugeot Escapade não escapa de defeitos antigos

Ford Fusion 2010 mostra como o bom pode melhorar


Motor 2-litros flex do Peugeot 307 gosta de álcool

MINI chega ao Brasil com charme e preço um tanto alto

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors