Spyker C12 Zagato, o holandês voador de quatro rodas

Supercarro holandês tem projeto de mestre italiano do design
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Spyker C12 Zagato, o holandês voador de quatro rodas
Gustavo Ruffo
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O holandês voador, quem diria, deixou os mares para desembarcar em Genebra. Não se trata, é lógico, do mitológico personagem, mas sim do novíssimo Spyker C12 Zagato, um carro que pretende colocar a marca dos Países Baixos definitivamente no mapa dos apreciadores de superesportivos.

O esforço que a empresa vem fazendo para isso, desde sua recriação, é grande. Este ano, por exemplo, a Spyker comprou uma equipe de Fórmula 1 e pretende transformá-la numa vitrine de sua habilidade em criar esportivos.

Os nomes dos carros da marca sempre fazem referência ao número de cilindros de que seu motor respectivo é composto. No caso do C12, são uma dúzia deles, mesmo, dispostos em W, já que todos os motores da Spyker são fornecidos pela Volkswagen. É o mesmo motor utilizado nos modelos topo de linha da marca alemã, com 6 litros de capacidade.

A potência deste motor, no C12 Zagato, é de cerca de 500 cv, o que proporciona a ele desempenho excelente, apesar de seu peso, de 1.480 kg, o que não é exatamente pouco. Em aceleração, ele chega aos 100 km/h, partindo do 0, em 3,8 s. A máxima deste belo supercarro é de 310 km/h.

De qualquer modo, é outra parte do nome do C12 que chama mais a atenção: a assinatura Zagato. Mestre do design italiano de automóveis, o projetista empresta seu prestígio a essa bela máquina, encomendada diretamente por Victor Muller, o homem que recriou a empresa há cerca de sete anos. Admirador dos carros desenhados por Zagato, sendo inclusive um colecionador, Muller queria que um dos modelos de sua empresa ostentasse a grife italiana.

Procurado, Andrea Zagato aceitou o desafio e o levou a sério até mais do que o esperado. Na apresentação do carro, em Genebra, ele disse não esperar que o veículo fosse menos do que um clássico imediato.

Nem se poderia esperar nada menos do carro. Por 495 mil euros cada unidade, ou mais de R$ 1,3 milhão, valor que não conta nem com os impostos que seriam cobrados pelo carro na Europa os de importação o deixariam pelo menos duas vezes mais caro do que isso, ele será um modelo de produção restrita. Ainda que não fosse, seu preço limitaria os candidatos à compra.

Nascida em 1898, quando Jacobus e Hendrik-Jan Spijker criaram seu primeiro automóvel, com motor Benz, a Spyker se notabilizou por desenhos ousados, sempre inspirados em temas aeronáuticos, e por construir carros confiáveis e luxuosos. A empresa fechou as portas em 1925, voltando à vida pelas mãos de Victor Muller. Agora, além de mantê-la viva e operante, o objetivo do empresário é fazê-la voar. Máquina para isso ele já mostrou que tem.

________________________________

Oferecimento: Volkswagen

Volkswagen
________________________________

Veja outras matérias de Genebra:

Genebra dá a receita para um trânsito mais limpo

A bela de Genebra

Salão de Genebra lota no primeiro dia aberto ao público

Além de chocolates, a Suíça produz o Enzmann 506

Os velhinhos do Salão de Genebra

Genebra esquenta os motores

Fiat Lamborghini Gallardo Superleggera

Fiat Grande Punto Abarth

Mestres italianos fazem a festa em Genebra

VW Golf Variant

Audi A5 e S5

Maserati GranTurismo

Novo Ford Mondeo

Peugeot SW Outdoor

Dodge Demon

KTM X-Bow, pronto para sair do forno

Volvo V70 foca em segurança e esportividade

Novo Peugeot 207 CC

Rinspeed eXasis

Fiat Bravo

________________________________

Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!
________________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors