Toyota GT 86 e Subaru BRZ: gueixas aliadas

Fabricantes japonesas se associam para criar dupla de compactos esportivos
  1. Home
  2. Lançamentos
  3. Toyota GT 86 e Subaru BRZ: gueixas aliadas
Auto Press
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Todo motorshow que se preze precisa ter alguns carros que consigam surpreender os visitantes. E ninguém faz isso melhor do que os esportivos. No Salão de Tóquio, que acontece até o dia 11 deste mês, o grande destaque foi o lançamento duplo feito pela Subaru e Toyota. As duas marcas japonesas associaram-se para realizar um novo esportivo compacto com motor dianteiro e tração traseira: para a Subaru, ele vai se chamar BRZ, enquanto a Toyota foi mais "criativa". Em sua terra natal, irá vender o carro com o nome de 86, na Europa como GT 86 – em homenagem a alguns esportivos da marca que levavam o prefixo – e, nos Estados Unidos, como a versão Scion FR-S, que terá um maior apelo para o público jovem norte-americano.

Em essência, não há grandes diferenças estéticas entre os carros. A parte do desenho ficou a cargo da Toyota. E o resultado foi um esportivo com uma frente interessante, com para-lamas bem pronunciados, entrada de ar generosa no para-choque e faróis delgados que se estendem para o meio do capô. O Subaru tem para-choque um pouco diferente e faróis com uma disposição alternativa das luzes. De perfil, destaque mais uma vez para as caixas de rodas que saltam do resto da carroceria. A silhueta é a de um cupê, com o caimento acentuado do teto. A traseira é alta e tem lanternas com formato circular na ponta. A parte inferior do para-choque recebe as duas saídas de escape e algo que lembra um defletor de ar.

Por dentro, a intenção foi por criar um cupê que incentivasse uma pilotagem mais agressiva. Por isso, a posição de dirigir é bem baixa e os bancos são feitos para suportar melhor as bruscas mudanças de força G. Toyota e Subaru ainda afirmam que o formato do banco do motorista foi desenhado para que os cotovelos não interfiram nas trocas de marchas. O volante é pequeno, e ajuda a realizar manobras rápidas.

Como em todo esportivo, o principal trunfo é a combinação de desempenho e dirigibilidade. Essa parte ficou quase toda a cargo da Subaru. O motor usado foi um boxer 2.0 com quatro cilindros contrapostos – configuração clássica da marca – e injeção direta de combustível, emprestada pela Toyota. No total, são 200 cv de potência e 20,9 kgfm de torque, gerenciados por transmissões de seis marchas – manual ou automática. O peso total depende do acabamento que cada fabricante deu para o seu carro, mas fica na faixa dos 1.200 kg. Isso significa uma boa relação peso/potência de 6 kg/cv. O zero a 100 km/h é feito em menos de 7 segundos. O acerto da suspensão, voltada exclusivamente para um bom desempenho dinâmico também foi afinado pela Subaru.

Para melhorar a estabilidade e o comportamento em curvas, o motor, que tem cilindros dentados, foi instalado em posição bem baixa. Com isso, as marcas declaram que o carro tem um dos centros de gravidade mais baixos do mercado, inclusive com comparações confiantes frente à Ferrari 458 Italia. A suspensão é do tipo double wishbone na traseira. Com tração traseira e espaço para duas crianças nos bancos de trás, o projeto conjunto das marcas japonesas deve chegar à Europa no meio do ano que vem. A concorrência é bem diversificada, com modelos como Volkswagen Scirocco e Audi TT.

As opiniões expressas nesta matéria são de responsabilidade de seu autor e não refletem, necessariamente, a opinião do site WebMotors.

_________________

Gosta de hatches nervosos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

Mini Cooper

VW Golf VR6

VW Golf GTI

Citroën C4

Fiat Stilo Abarth

Honda Civic VTI

Alfa Romeo 145 Quadrifoglio

Audi A3 1.8 T

Peugeot 306 S16

Citroën Xsara VTS

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors