Cinco cuidados para sua moto durar mais tempo

Manutenção básica aumenta a vida útil da sua motocicleta, e ajuda a evitar quebras e despesas inesperadas

  1. Home
  2. Motos
  3. Cinco cuidados para sua moto durar mais tempo
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Como toda e qualquer máquina, motocicletas também estão sujeitas a eventuais e inesperados problemas. Mas o proprietário pode reduzir bastante as possibilidades de eles aconteceram com uma manutenção bem básica. São pequenos cuidados que, se não tomados, definitivamente, vão encurtar a vida útil da moto, causar despesas e irritação e interromper o caso de amor com sua paixão de duas rodas.

Manutenção de moto, mesmo as de baixa cilindrada, não é só troca de óleo e filtro de óleo. Então, fique ligados nas dicas abaixo:

Cuidados básicos para a sua moto

1. Revisões periódicas

Revisão de moto não é só trocar óleo e filtro de óleo. Mesmo nas de baixa cilindrada - que, inclusive, muitas vezes têm uso mais severo que as grandes. Então, faça as manutenções indicadas no manual. Se não puder, pelo menos troque óleo, filtro de óleo e filtro de ar. No caso do óleo, atenção especial: ele é o "sangue" que vai garantir a saúde do motor - que é o "coração" da moto.

Thumbnail 1. Revisão Da Moto
Revisão de moto não é só troca de óleo e filtro. Verifique itens como cabos, vela, caixa de direção e freios
Crédito: Divulgação

Siga as recomendações do manual, tanto no que se refere a intervalos de troca quanto às especificações. Se quiser mudar, tem que ser para melhor: reduzir os intervalos das trocas só fará bem ao motor, assim como usar um óleo de especificação superior. Além disso, lubrifique os cabos de acelerador e de embreagem, e verifique pastilhas e lona de freio, vela(s), caixa de direção, óleo das bengalas e amortecedor traseiro.

Ao tomar esses cuidados com a sua moto, você reduz muito a chance de eventuais problemas. Investir em manutenção preventiva é não ter que gastar com consertos - que quase sempre são mais caros.

2. Calibragem de pneus

Os pneus devem ser calibrados toda semana, e sempre "frios" - ou seja, sem que tenham rodado mais do que alguns poucos quilômetros. Lembre-se que pneus em bom estado e bem calibrados são bem menos vulneráveis a furos e proporcionam mais segurança do que pneus muito usados, velhos, carecas - e nunca use remoldados ou frisados, que são proibidos.

Thumbnail 2. Calibragem De Pneu
Os pneus devem ser calibrados uma vez por semana, ainda "frios"
Crédito: Divulgação

Vale lembrar, também, que a pressão baixa nos pneus deixa as rodas mais vulneráveis a amassados ou quebras nas pancadas.

3. Inspeção de danos

Tire pelo menos um dia da semana para fazer uma boa inspeção visual da sua moto - na garagem ou em local bem iluminado. Procure manchas de óleo no chão, eventuais vazamentos (mesmo aquelas "merejadas"), peças trincadas, amassados nas rodas, lâmpadas queimadas, danos pequenos e até mesmo umidade na ponteira de escape. Todo e qualquer problema, se não resolvido logo no começo, poderá se agravar com o tempo, o que vai gerar despesas e trabalho maiores.

Thumbnail 3. Inspeção De Danos
Inspeções semanais identificam danos como pequenos vazamentos, e permitem a correção antes que piorem
Crédito: Divulgação

4. Relação sadia

O conjunto corrente-coroa-pinhão é fundamental para que a moto ande sem problemas. Então, mantenha essa transmissão secundária sempre ajustada e, principalmente, lubrificada. E não espere até que os dentes do pinhão e da coroa cheguem ao fim para trocar. Uma "relação" bem cuidada pode durar até 50% mais quando recebe os devidos cuidados periódicos.

Uma relação sempre bem ajustada e lubrificada pode durar 50% mais
Crédito: Divulgação

5. Mão na embreagem

Condicione-se a botar o câmbio no neutro e a soltar o manete de embreagem toda vez que parar com a moto, mesmo que por alguns segundos. Ficar com marcha engatada e manete puxado é reduzir a vida útil do cabo e do conjunto de embreagem sem a menor necessidade. O sistema é projetado para funcionar no vai-e-vem, e não para ficar acionado com pressão direta.

Acionar o manete esquerdo sem necessidade pode reduzir a vida útil do cabo e do sistema de embreagem
Crédito: Divulgação
Comentários