Citycom 300 resiste bravamente e ganha linha 2022

Scooter da Dafra permanece na ativa com poucas mudanças, mas vende bem e ainda é desejado. Vale olhar a versão HD

  1. Home
  2. Motos
  3. Citycom 300 resiste bravamente e ganha linha 2022
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O Citycom 300 é um herói da resistência. Lançado em 2011, o scooter da Dafra tem 10 anos de estrada bem-sucedidos, nos quais acabou se tornando o principal modelo da marca no país. E agora chega à linha 2022 da mesma forma que sempre sobreviveu: com mudanças discretíssimas, a eficiência de sempre e pronto para jogo.

Dafra Citycom 300 Cbs 2022 2
Mexer em time que está ganhando para quê? O Citycom 300 CBS só ganhou adesivos na linha 2022
Crédito: Divulgação

O Citycom atual tem o "CBS" como sobrenome - que alude ao sistema combinado de freio. Quando o piloto aciona somente o freio traseiro, parte da força vai para o dianteiro, e vice-versa. Na linha 2022, o modelo ganhou apenas novos adesivos na cor grená instalados nas laterais do escudo frontal e da carenagem traseira. É pouco? É, mas a Dafra considera o suficiente em um "time" que está ganhando.

Dafra Citycom 300 Cbs 2022 3 1000x667
A cor azul é nova e segue a moda dos tons foscos que têm ganhado espaço no mercado
Crédito: Divulgação

O Citycom 300 CBS 2022 é vendido nas cores preta fosca, azul fosca e branca. O preço subiu e agora está em R$ 22.990 - com frete incluso e dois anos de garantia. Antes, custava R$ 22.690. Aumento discreto. Vale lembrar que a versão "S" não está mais no site da marca, mas ainda pode ser encontrado em algumas lojas pelo mesmo preço do CBS. Além das duas, a versão mais sofisticada HD 300 continua na vitrine, por R$ 23.990.

Dafra Citycom 300 Cbs 2022 1
Menos vulneráveis, as rodas com aros de 16 polegadas são um trunfo do Citycom 300
Crédito: Divulgação

É uma compra tão boa ou até melhor do que a versão CBS, pois a diferença de preços é pequena e o HD tem design e painel modernizados, rodas esportivas, carregador USB, farol e lanterna em LED, abertura rápida do tanque (que pega 10 litros) na chave de ignição e mais espaço sob o banco, gerado pelo reposicionamento da bateria - são 38 litros contra uns 28 litros do CBS.

Dafra Citycom 300i 2016 Estudio 06
O painel continua simples e básico: três mostradores analógicos e um display digital
Crédito: Divulgação

A mecânica dos dois, contudo, é a mesma. Ambos usam o mesmo motor monocilídrico de 278 cm³, injetado e refrigerado a água, que rende 27,6 cv de potência a 8.000 rpm e 2,6 kgf.m de torque a 6.000 rpm. O câmbio, claro, é do tipo CVT, enquanto as os pneus  - 110/70 na frente e 130/70 atrás - calçam aros de 16 polegadas - o que é uma grande vantagem do Citycom sobre a maioria dos scooters do mercado, que usam rodas menores e mais vulneráveis a buracos e imperfeições do piso.

Dafra Hd 300 1
A versão HD 300 do Citycom tem design e painel modernizados, entre outras melhorias
Crédito: Divulgação

O Citycom é originalmente produzido pela fabricante SYM Sanyang, de Taiwan, e montado em Manaus. Além das duas versões do Citycom, a Dafra também vende no país o irmão maior Maxsym 400i, de R$ 32.990. Mas essa é outra história...

Comentários