Dafra reforça linha de scooters com o Cruisym 150

Novo modelo é mais uma parceria com a SYM Sanyang de Taiwan. Tem motor com 12,5 cv de potência e chega por R$ 14.490

  1. Home
  2. Motos
  3. Dafra reforça linha de scooters com o Cruisym 150
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Dafra reforça sua linha de scooters com um novo modelo: o Cruisym 150. O nome é esquisito mesmo, mas é isso mesmo: uma corruptela de "Cruise" e "SYM" - esta, a sigla da marca taiwanesa Sanyang, com a qual a brasileira tem parceria. O Cruisym 150 é originalmente fabricado por lá, e será montado em Manaus pela Dafra.

Dafra Cruisym 150 (2)
De frente, o Cruisym 150 é imponente com seus faróis grandes e carenagem com recortes bacanas
Crédito: Divulgação

O Cruisym 150 tem um design relativamente conservador quando comparado aos modelos com os quais vai brigar diretamente - Yamaha NMax 160 e os Honda SH 150i, PCX 150 e ADV 150.

Mas tem certo charme com seus faróis halógenos grandes, os piscas com lentes brancas embutidos nas carenagens laterais - cujos prolongamentos na forma de abas são bacanas - e banco em dois andares que sugere muito conforto. Lá atrás, o conjunto de lanterna e piscas poderia ter visual mais moderno - pelo menos são com LEDs.

Dafra Cruisym 150 (1)
Atrás, as lentes da lanterna e dos piscas em um único conjunto têm visual batido, mas são de LEDs
Crédito: Divulgação

O novo scooter da Dafra ainda tem um bonito painel digital, com tela de LCD, bem completinho, carregador USB, porta objetos de 18 litros sob o assento (cabe um capacete fechado) e gancho na parte interna do escudo para transporte de sacolas. As rodas com aros de 14 polegadas são menos vulneráveis a buracos e afins do que as rodinhas de 12 ou 13 polegadas presentes em alguns outros scooters. Os pneus têm medidas 90/90 na frente e 100/90 atrás.

Dafra Cruisym 150 (4)
Simples, mas bonito. e completinho, o painel é uma tela de LCD. As luzes-espia ficam nas laterais
Crédito: Divulgação

O motor é um monocilíndrico de 149,6 cm³ refrigerado a água, que gera 12,5 cv de potência a 8.000 rpm e 1,22 kgf.m de torque. a 6.000 rpm. A transmissão, claro, é continuamente variável (CVT).

O Cruisym 150 ainda tem tanque para 6 litros de combustível, freios a disco nas duas rodas com CBS (sistema combinado) e suspensões convencionais com 10 cm de curso na frente e bichoque com 7,5 cm de curso atrás. Completam as principais especificações o peso a seco de 130,3 quilos, o comprimento de 1,99 m, o entre-eixos de 1,35 m, o vão livre de 11 cm e a altura do banco em relação ao solo de 77,1 cm.

Pbz 0413b
O motor é monocilíndrico refrigerado a água e rende 12,5 cv de potência a 8.000 rpm
Crédito: Divulgação

Com o Cruisym 150, a Dafra quer voltar a disputar o concorrido segmento dos scooters de 150 cm³ a 200 cm³. Mas não terá vida fácil. Com preço sugerido de R$ 14.490, é apenas R$ 1.000 mais barato que o forçudo Yamaha NMax, de R$ 15.490, e mais caro que os Honda PCX, de R$ 12.090, e  SH 150, de R$ 13.340. Fica distante, mesmo, só do ADV 150, de R$ 18.500.

Dafra Cruisym 150 (3)
Em um dos porta-luvas há uma tomadinha USB para carregar celulares e outros gadgets
Crédito: Divulgação

Nem todo mundo lembra, mas a Dafra foi a primeira marca a apostar com força no segmento de scooters do mercado brasileiro. Isso foi lá em 2008, quando a marca começou sua operação no país e lançou, entre outros modelos, o scooter Laser 150.

Tudo bem que o Suzuki Burgman AN 125 nasceu dois antes, mas nunca foi um produto de preço "popular". E a Dafra ainda trouxe vários outros, entre bem-sucedidos e nem tanto: Zig 50 e 100, Smart 125, Fiddle 125, Cityclass 200, Citycom 300i, Citycom HD 300i e MaxSym 400i.

E nunca é demais lembrar: os scooters já respondem por 33% das vendas de veículos motorizados de duas rodas no país - ficam atrás apenas das motos street/city, de baixa cilindrada. Dez anos atrás, respondia por 23%. Ou seja,  foi o segmento que mais cresceu no período.

Sob o banco, o espaço acomoda 18 litros de bagagens ou um capacete fechado
Crédito: Divulgação

Segundo o gerente nacional de marcas da Dafra, José Ricardo Siqueira, o Cruisym 150 permitirá à marca retornar ao segmento mais importante do mercado de scooters e, ainda, alcançar áreas aonde ainda não tem chegado.

"O Cruisym 150 vai ampliar as vendas das nossas concessionárias e permitir que a marca chegue em regiões onde atualmente não participa com seus scooters de maior cilindrada", afirma Siqueira. O modelo será vendido nas cores preta fosca, vermelha metálica e branca, e chega às lojas no início de agosto.

Comentários