Ducati Multistrada 950S chega ao Brasil

Modelo tem motor bicilíndrico de 113 cv, muita eletrônica embarcada e vasta linha de acessórios. Custa R$ 94.990

  1. Home
  2. Motos
  3. Ducati Multistrada 950S chega ao Brasil
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Ducati acaba de lançar no Brasil a Multistrada 950S. O modelo será vendido no Brasil na tradicional cor Ducati Red, toda vermelha, e também no padrão Glossy Grey, que junta quadro parcialmente vermelho, rodas pretas e "roupa" na cor cinza. O preço é de R$ 94.990.

Ducati Multistrada 950s 9
icon photo
Legenda: Ducati Multistrada 950S chega também no padrão Glossy Grey, com quadro parcialmente vermelho, rodas pretas e "roupa" cinza
Crédito: Divulgação

Nascida na Itália no final de 2018, a Ducati Multistrada 950S lembra bastante a irmã maior Multistrada 1.260: tem aquele exótico bico de besouro na frente, faróis em duas fileiras de três pequenos canhões - além de luzes de rodagem diurna (DRLs) - e para-brisa ajustável em 6 cm na altura, que lhe dão um aspecto malvado e imponente.

Mais atrás, o tanque para 20 litros de combustível é curto e alto, e logo depois surge um banco bem cavado, para tentar melhorar a vida de condutores de baixa estatura - mesmo assim, são 84 cm até o chão. O banco do garupa é um pouco mais alto - outra virtude, já que permite apreciar a paisagem por cima do capacete do piloto.

Ducati Multistrada 950s 2
icon photo
Legenda: Bico de besouro: modelo remete à irmã maior Multistrada 1.260
Crédito: Divulgação

A lanterna é discreta, mas elegante. Toda a iluminação da moto é de LED e ainda há o sistema Ducati Cornering Lights (DCL), que otimiza o facho na curvas, de acordo com a inclinação da moto.

De perfil, sobressaem o para-lamas dianteiro curto e rente à roda, as treliças laterais do quadro e o escape com ponteira curta, mas grossa. As rodas são raiadas (na Itália há opção de liga leve), com aro de 19 polegadas e pneu 120/70 na frente, e de 17 polegadas com pneu 170/60 na traseira. O peso poderia ser melhor: são 230 kg em ordem de marcha, contra 232 kg da Multistrada 1.260 standard.

Ducati Multistrada 950s 12
icon photo
Legenda: O banco em dois andares permite boa visão periférica para o garupa

Apesar de ser a caçula, a 950S também é rica em tecnologia embarcada. Tem suspensão eletrônica, quickshift para cima e para baixo (que permite subir ou descer as marchas sem usar a embreagem e sem aliviar o acelerador), controle de cruzeiro (o popular piloto automático), acelerador eletrônico (sem cabos) e sistema "hands-free" - a moto reconhece o código da chave à distância e permite a ativação sem necessidade de encaixá-la em algum miolo de ignição

Os freios com ABS (disco duplo na frente e simples atrás, ambos da grife italiana Brembo) e o controle de tração atuam inclusive em curvas, já que a moto tem plataforma inercial de seis eixos - modernidade que vem sendo implementada nas motos mais modernas do mundo nos últimos anos.

Ducati Multistrada 950s 4
icon photo
Legenda: Suspensão traseira da Multistrada 950S é monochoque e ajustável
Crédito: Divulgação

Vale dizer que o sistema de freios não tem apenas a função antitravamento, mas também distribui a força da frenagem entre as rodas dianteira e traseira. Por fim, a Ducati Multistrada 950 também é equipada com o Vehicle Hold Control (VHC), dispositivo que evita escorregadas para trás nas partidas em subidas. As suspensões são reguláveis - a dianteira é invertida e a traseira, monochoque com balança de alumínio.

O painel é, como em muitas outras Ducati, um caso à parte. Na tela de TFT de 5 polegadas, todas as informações são exibidas em padrões à escolha do piloto, que também seleciona ali um entre quatro modos de condução (touring, esportivo, urbano e enduro) e de entrega de potência (113 cv ou 75 cv). Quer mais? os controles dos punhos têm iluminação própria, o que facilita seu uso noturno.

Ducati Multistrada 950s 11
icon photo
Legenda: O quadro parcialmente treliçado suporta o motor de exatos 937 cm³
Crédito: Divulgação

O motor é o Testastretta bicilíndrico em L. Tem 937 cm³, quatro válvulas por cilindro, comando desmodrômico, 113 cv de potência a 9.000 rpm e torque de 9,6 kgf.m a 6.750 rpm - e já atende à norma de emissões Euro 5. O câmbio tem seis marchas e a secundária é feita por conjunto com corrente, coroa e pinhão. Com a gasolina europeia, a Ducati Multistrada promete consumo médio de 17,2 km/l.

Os 15 primeiros compradores ganharão um top case Ducati de alumínio. Depois, os próximos terão a opção de equipar a moto com quatro pacotes - touring, esportivo, urbano e enduro. Há uma gama bem variada de acessórios, que vão desde malas laterais, manoplas aquecidas e cavalete central até escape Termignoni e bolsa de tanque, passando por faróis auxiliares em LED e protetores de motor, radiador e cárter, entre outros.

icon photo
Legenda: Completíssimo e bonito, o painel é uma tela de TFT de 5 polegadas
Crédito: Divulgação
Comentários