Harley-Davidson: o nome "Sportster" continua vivo

Marca lança segundo modelo com o motor Revolution Max. É uma cruiser baixa, comprida e agressiva, que custa US$ 15 mil

  1. Home
  2. Motos
  3. Harley-Davidson: o nome "Sportster" continua vivo
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Harley-Davidson apresentou nesta terça-feira (13), nos Estados Unidos, seu segundo modelo equipado com o motor Revolution Max 1.250 - que estreou na big trail Pan America, lançada no início deste ano. É a Sportster S, um modelo completamente novo da Harley-Davidson - mas que mantém vivo o nome que existe nas fileiras da marca desde 1957. O preço começa em US$ 15.000 - cerca de R$ 77.300 em conversão direta.

2021 Sportster S Scotland Photo Shoot
A Sportster S pode parecer pesadona com seus pneus largos, mas tem apenas 227 quilos
Crédito: Divulgação

"Ela cria um novo padrão para a linha Sportster em força, performance, tecnologia e estilo", valorizou Jochen Zeitz, atual presidente e CEO da Harley-Davidson, durante a apresentação da moto.

A nova Sportster S, contudo, pouco tem a ver com as antecessoras. A moto deixa de ser "a menor das Harley V2" e passa a compor a linha graúda. A nova moto tem 2,27 m de comprimento e 1,52 m de entre-eixos.

Com visual agressivo e levemente inspirado no da XR750 que compete em provas de flat track (aquelas com circuito oval e pista de terra), a nova moto é baixa, comprida e tem escape duplo alto, no lado direito. Segundo a Harley-Davidson, todas a texturas, cores, acabamentos e detalhes foram escolhidos para dar ao modelo uma aparência de moto personalizada.

2021 Sportster S Scotland Photo Shoot
O motor V2 Revolution Max de 1.250 cm³ é o mesmo da Pan America, mas tem diferenças internas
Crédito: Divulgação

O motor é o mesmo V2 de 1.250 cm³ e refrigeração líquida da big trail. Mas tem outras calibragens e diferenças importantes. As válvulas são menores e as câmaras de combustão têm formato diferente, para aumentar a velocidade do fluxo da queima em seu interior e melhorar o torque em rotações baixas e médias (entre 3.000 rpm e 6.000 rpm). Por tabela, os pistões também são diferentes dos usados na Pan America.

Para completar, os dutos de admissão de ar e a própria caixa de ar também são próprios da Sportster S, e o comando de válvulas variável também tem outro ajuste (são quatro válvulas por cilindro). A potência é de 121 cv a 7.500 rpm e o torque, de 12,9 kgf.m a 9.500 rpm - na Pan America, são 150 cv a 9.500 giros e 13 kgf.m a 6.750 rpm.

Quer mais? O motor é parte do chassi. Ou seja, como vemos em muitas motos japonesas - e assim essa Sportster S não tem o tradicional berço duplo embaixo. O câmbio tem seis marchas com secundária por correia e embreagem acionada por cabo.

2021 Sportster S Scotland Photo Shoot
Baixa., comprida e agressiva, a Sportster S é inspirada na XR750 de flat track

Ou seja, o torque chega mais tarde, mas a potência máxima vem mais cedo. É uma calibragem coerente, que busca esportividade, enquanto que a Pan America exige mais força. Segundo a Harley-Davidson, a velocidade máxima da Sportster S é de 220 km/h!

Na parte eletrônica, muitos recursos. A Sportster S tem três modos de pilotagem de fábrica - Sport, Road e Rain - e mais dois modos "custom" que permitem ao piloto personalizar os ajustes dos assistentes eletrônicos de pilotagem.

2021 Sportster S Scotland Photo Shoot
Painel de instrumentos é uma tela de TFT de 4 polegadas e pode ser conectada ao smartphone
Crédito: Divulgação

Aí, temos o "pacote" Cornering Rider Safety Enhancements (CRSE), um conjunto de tecnologias: unidade de medição inercial (IMU) de seis eixos, ABS com atuação em curvas, controles eletrônicos anti-empinamento e de tração (este, desligável) e piloto automático, entre outros.

O painel é uma tela de TFT, redonda e colorida, com 4 polegadas de diâmetro. O piloto pode parear seu smartphone a ela por Bluetooth e, assim, ouvir música, atender e fazer chamadas. Pode, ainda, se orientar por GPS - nesse caso, é preciso usar um aplicativo da Harley. As informações aparecem na tela, mas o áudio requer um fone instalado dentro do capacete.

A moto também tem monitoramento de pressão dos pneus e entrada USB para carregamento de gadgets.

A Sportster S será vendida nas cores branca ou preta, um tanto comuns, e neste tom vinho
Crédito: Divulgação

Outras características e especificações importantes da moto são farol Daymaker e lanterna com LEDs, tanque para 11, 7 litros, rodas de liga leve que calçam pneus Dunlop®/Harley-Davidson® Series GT503, suspensões dianteiras invertidas e a traseira com reservatórios de gás e ajustes na pré-carga através de um botão posicionado no lado esquerdo da moto (ambas da japonesa Showa).

Os freios são da Brembo italiana, com disco simples na frente (320m) e atrás (260mm).

Banco e encosto para garupa são alguns dos acessórios vendidos para a Sportster S
Crédito: Divulgação

A Sportster S será vendida nas cores Vivid Black (preta); Stone Washed White Pearl (branca perolizada); e Midnight Crimson (vinho). Como de hábito, já no lançamento a Harley-Davidson apresentou vários acessórios para a moto, como comando recuado de pedaleiras do piloto, pedaleiras, banco e encosto para garupa, banco solo esportivo, para-brisa e mochila adaptável ao bagageiro.

Comentários