Honda Shadow 750, uma bela moto para turismo

A Honda Shadow 750 oferece conforto e um motor que esbanja torque em baixas e médias rotações, ou seja, é uma moto para pôr o “pé na estrada”
  1. Home
  2. Motos
  3. Honda Shadow 750, uma bela moto para turismo
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A Honda Shadow 750 tem obtido bons resultados em 2007 – nos 11 meses deste ano foram emplacadas em todo país 2.369 unidades, número que coloca a custom de média cilindrada da Honda em primeiro lugar do ranking, frente a Yamaha Drag Star 650 1.239, a Suzuki Boulevard 800M 1.020 e a Harley-Davidson XL 883 748. A novidade da linha 2008 é a nova cor azul metálica, além das tradicionais preta e prata metálica. Outro atrativo desta motocicleta estradeira é o seu preço: R$ 29,98 mil.

As linhas da Shadow 750 revelam que ela foi projetada para aliar beleza estética ao máximo de conforto. Há muitas peças cromadas – escapamento 2 x 1, espelhos retrovisores, carcaça do farol e painel – e o banco do piloto, no melhor estilo sela, convida a uma longa viagem. Os pára-lamas são um pouco exagerados, mas seguem o estilo bem clássico dos anos 50. A estradeira prioriza a ergonomia, a simplicidade mecânica e boa performance.

Motor

A Shadow 750 está equipada com motor de dois cilindros em “V”, OHC comando simples no cabeçote de 745 cm³. O propulsor é resistente, de baixa manutenção e oferece um bom rendimento para encarar longas viagens. A moto utiliza câmbio de cinco velocidades e a transmissão final é feita por eixo-cardã. O som do motor que sai pelo belo escape 2x1, que fica na lateral direita da moto, poderia ser um pouco mais grave.

Suspensão e freios

No chassi berço duplo em aço são fixadas a suspensão dianteira telescópica, com curso de 117 mm, e a traseira biamortecida, com cinco posições de ajuste da tensão da mola. A geometria das suspensões e o baixo centro de gravidade favorecem a condução em estradas.

Para realçar as características do estilo custom clássico, as suspensões têm capas protetoras cromadas. Para parar a Shadow 750, há um freio a disco simples de 296 mm de diâmetro na dianteira e um a tambor na traseira. As rodas estão calçadas com pneus 120/90 - 17 e 160/80 - 15.

Conforto e segurança

O guidão alto e largo deixa os braços do piloto elevados e abertos. Já o tipo de assento e sua altura em relação ao solo tornam fácil a pilotagem e o controle da moto. Além disso, outro fator que oferece mais conforto numa longa viagem são as pedaleiras do piloto, que estão avançadas e evitam que os joelhos fiquem muito flexionados.

O tanque de combustível, em forma de gota, tem capacidade para 14,3 l, incluindo 3,3 l de reserva. O que garante uma autonomia de mais de 200 km – bem melhor que a da antiga Shadow 600.

O painel, instalado sobre o tanque, tem fundo preto e grafia na cor branca. Lá estão o velocímetro, as luzes indicadoras do neutro, farol alto, piscas, pressão do óleo e temperatura do líquido de arrefecimento. Ficou faltando um tacômetro para o motociclista acompanhar o giro do motor rpm e marcador de nível de combustível.

Impressões de pilotagem

O motociclista que estava acostumado a rodar com a VT 600C Shadow 600 terá um grande surpresa ao subir na versão 750. A antecessora de 600 cm³ parecerá uma "bicicleta" se comparada à sua irmã mais velha. Na Shadow 750 alguns itens, com certeza, fazem a diferença: a posição de pilotagem mais confortável; o tanque maior e o motor mais forte.

O motor trabalha de forma linear e vai enchendo gradativamente até chegar aos 45,8 cv de potência máxima. Mas a grande característica do V2 da Honda é seu elevado torque em baixas e médias rotações. Por isso, não é preciso trocar constantemente de marcha.

Assim, a moto é dócil e está sempre na mão, até porque o motociclista que a compra não busca desempenho, mas sim prazer de pilotar na estrada, aproveitando cada minuto sobre a motocicleta. No trânsito urbano é preciso muita atenção, já que o guidão está na mesma altura que os espelhos retrovisores de muitos carros.

Como a personalização é uma grande tendência entre os motociclistas, a Shadow 750 tem condições de receber um grande número de acessórios, entre eles pára-brisa, bolsas laterais, sissy-bar e faróis auxiliares. Faltaram apenas ganchos para fixação de bagagem. Enfim, uma moto que oferece uma infinidade de opções de personalização e customização.

FICHA TÉCNICA – Honda Shadow 750

















MOTOR Quatro tempos, SOHC, 2 cilindros em “V”, 6 válvulas, duas velas por cilindro, refrigerado a líquido, 745 cm³
POTÊNCIA45,8 cv a 5.500 rpm
TORQUE6,42 kgm a 3.000 rpm
ALIMENTAÇÃOInjeção eletrônica
TRANSMISSÃO FINAL Eixo-cardã
CÂMBIO Cinco velocidades
PARTIDA Elétrica
RODAS Dianteira de aro 17”e traseira de aro 15”
PNEUS Dianteiro 120/90 – 17 M/C 64S; traseiro 160/80 – 15 M/C 74S
CHASSI Quadro berço duplo em aço, com comprimento de 2.503 mm, altura de 1.095 mm, largura de 942 mm, altura mínima do solo de 130 mm; entreeixos de 1.639 mm; altura do assento de 660 mm e peso a seco de 239 kg
TANQUE14,3 l reserva de 3,3 l
SUSPENSÃODianteira com garfo telescópico e 117 mm de curso cáster 34º; traseira com balança biamortecida, 90 mm de curso de amortecedor e cinco posições de regulagem
FREIOSDianteiro com disco de 296 mm de diâmetro e cáliper de pistão duplo; traseiro com tambor de 180 mm de diâmetro
CORESAzul, preta e prata
PREÇOR$ 29,98 mil


Gosta de motos custom?

Então veja aqui no WebMotors a enorme ofertas de modelos para este segmento:

Honda Shadow 750

Suzuki Boulevard C 1500

Suzuki Boulevard M 800

Yamaha Drag Star 650

Honda Shadow 600C VT

Honda Valkyrie 1500Kasinski Mirage Premier

Harley-Davidson Deuce

Harley-Davidson Dyna Wide Glide

Harley-Davidson Electra Glide Classic FLHTC

Harley-Davidson Fat Boy

Harley-Davidson Heritage Softail Classic

Harley-Davidson Road King Custom

Harley-Davidson Softail Fat Boy

Harley-Davidson Softail FX Harley-Davidson Softail ST

Harley-Davidson Sportster XL 883 Custom

Harley-Davidson V-Rod 1130 VRSCA

Harley-Davidson XL 883 Custom

Harley-Davidson XL 883 STD

Leia também:

Suzuki Boulevard C 1500 segue estilo clássico

Yamaha Drag Star 650 2008, a custom “modernosa”

Miza Drago 150, a custom do povo chinês

Honda Shadow Spirit ganha injeção eletrônica

Suzuki Boulevard M800, a custom de visual bandido

Comentários