Kawasaki Z 900 ganha versão aprimorada na Europa

Configuração SE tem freios e suspensões aprimorados para proporcionar uma pilotagem com mais adrenalina e novos limites

  1. Home
  2. Motos
  3. Kawasaki Z 900 ganha versão aprimorada na Europa
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O público europeu gosta muito de motos naked de alto desempenho - com performance próxima à das superbikes, e sem aquele tanto de carenagem pela frente. Por isso, esse tipo de moto faz um tremendo sucesso por lá. Por saber disso, a Kawasaki resolveu dar uma incrementada na muito bem-sucedida Z 900 e criou a versão SE.

2022 Kawasaki Z900 Se 2
A Z 900 SE desfila na passarela: moto para quem gosta de desempenho forte e não faz questão de carenagens
Crédito: Divulgação
toggle button

É uma configuração aprimorada, que pretende seduzir ao proporcionar uma pilotagem com ainda mais adrenalina. Evolução da Z 900 standard, a versão que inclusive é vendida no Brasil, essa Z 900 SE tem melhorias substanciais nos freios e nas suspensões. Com isso, o piloto pode alcançar novos limites e sentir ainda mais emoção na pilotagem de alto desempenho.

2022 Kawasaki Z900 Se Front Right
O design agressivo é uma característica da linha Z: farol com aparência invocada e linhas musculosas
Crédito: Divulgação
toggle button

Os freios passam a ser da grife italiana Brembo, com pinças monobloco de montagem radial e discos de freio com 300 mm de diâmetro. Além disso, a mangueira de freio passa a ter malha de aço trançada, o que impede sua dilatação e, por consequência, mantém a eficiência da frenagem em quaisquer situações. Já o cilindro mestre passou a ser fornecido pela japonesa Nissin. O resultado disso tudo são frenagens mais poderosas, em distâncias mais curtas, nas quais o piloto tem mais controle da moto.

2021 Z900 Detalhes 7 (1)
O painel é uma tela de TFT colorida com 4,3 polegadas estilo tablet: informações completas e conectividade
Crédito: Divulgação
toggle button

Já a suspensão dianteira passa a ser composta por garfos invertidos com ajustes de compressão e retorno, e também de pré-carga. Para dar um toque de esportividade., os garfos são pintados na cor dourada.

Atrás, por sua vez, o amortecedor do monochoque vem de outra grife - desta vez sueca: a Öhlins, referência mundial de qualidade no componente. É praticamente a mesma peça da hypernaked Z 1.000 R. Esse amortecedor traseiro tem ajuste remoto de pré-carga - pode ser regulado para pilotos de diferentes pesos e estaturas, e para se adequar a diferentes condições de rodagem.

2022 Kawasaki Z900 Se Left Side
De perfil é mais fácil perceber as proporções da Z 900 SE: moto baixa e curta, e por isso muito ágil
Crédito: Divulgação
toggle button

Além dessas novidades, a Z 900 SE mantém os quitutes presentes na versão standard. A iluminação é full-LED e o painel é uma tela de TFT colorida cm 4,3 polegadas e conectividade com smartphone. Já a eletrônica a bordo inclui controle de tração, modos de entrega de potência e de pilotagem e ABS atuante em curvas.

Na traseira arrebitada e estreita, um detalhe que nem todos percebem: a lanterna de LEDs acende em forma de "Z"
Crédito: Divulgação
toggle button

O motor é o mesmo: o forçudo quatro-em-linha de 948 cm³, que rende 125 cv de potência e torque de 10,1 kgf.m. Essa força é gerenciada por um câmbio de seis marchas, cujo acionamento é feito por embreagem assistida e deslizante - ou seja, não exige força no acionamento e não trava a roda traseira nas reduções mais radicais. Por fim, uma última novidade: a moto agora é equipada com novíssimos pneus Dunlop Sportmax Roadsport 2, desenvolvidos justamente para esse tipo de moto.

Comentários