Kymco apresenta scooter com pegada aventureira

O RKS 150 foi exibido no Salão de Pequim e seria um concorrente do Honda ADV 150. O Yamaha Zuma 125 segue a mesma onda

  1. Home
  2. Motos
  3. Kymco apresenta scooter com pegada aventureira
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Tudo começou com o X-ADV 750, o tecnológico e caro scooterzão com pegada off-road da Honda. Lançado em 2017, o modelo surpreendeu, embora sempre tenha ficado restrito a um nicho devido ao preço. Passados alguns anos, a mesma Honda lançou, ano passado, o ADV 150, versão menor e mais acessível com vocação "aventureira". Agora parece que a moda pegou: a Kymco acaba de lançar, no Salão de Pequim, na China, o scooter RKS 150, que segue a mesma trilha (sim, com trocadilho).

Esse lançamento muito nos interessa porque a Kymco está presente no Brasil e já mostrou ousadias, como o recente lançamento do scooter de luxo AK 550. Nada impede, portanto, que o RKS 150 chegue às nossas ruas para brigar com o Honda ADV 150.

Quer mais? Há menos de um mês, a Yamaha lançou, nos Estados Unidos, o Zuma 125, outro scooter com a mesma teórica vocação "aventureira". E dizemos teórica porque, no fim das contas, todos esses modelos são mesmo para uso urbano e, no máximo, uma peripeciazinha em uma estradinha de terra que não seja muito ruim - exceção feita ao X-ADV 750, que realmente enfrenta trajetos mais acidentados. Mas, ainda assim, é outro nicho.

Kymco Rks150 2021 3 31052021 32257 1280 960
O Kymco RKS 150 tem design bacana e motor monocilíndrico que rende 15 cv de potência a 1,3 kgf.m de torque
Crédito: Reprodução

Estaríamos, então, diante de uma nova moda de scooters com traquejo on/off-road?

Parece que sim. O Honda ADV 150 faz sucesso e já é um dos scooters mais vendidos no mercado brasileiro. E nunca é demais lembrar que esse é justamente o segmento que mais cresce em vendas no país. Quando as vendas de motos caíram, as de scooters cresciam. Quando as vendas de motos cresciam, as de scooters aumentavam mais ainda. Hoje, já respondem por 33% da comercialização de veículos de duas rodas no Brasil.

O scooter da Kymco tem motor monocilíndrico de 150 cm³ com quatro válvulas e refrigeração a água. Rende 15 cv de potência a 8.000 rpm e torque de 1,3 kgf.m a 6.500 rpm. Chega à velocidade máxima de 120 km/h, tem autonomia para 245 quilômetros com seu tanque para 6,5 litros e pesa, em ordem de marcha, 147 quilos. É equipado com ABS nas duas rodas, iluminação full-LED, para-brisa alto, tomada USB, painel de LCD e chave presencial.

Segundo a Kymco, o RKS 150 será vendido em países da Europa e da Ásia, nos Estados Unidos e nas américas Central e do Sul - olha o Brasil aí! Então, torcemos pela vinda do modelo e não será surpresa se for uma das estrelas do Salão Duas Rodas de São Paulo, programado para novembro de 2022.

Para americano ver

Já o Yamaha Zuma 125 aposta em um visual algo exótico e na "eficiência" mecânica. Potência e torque não foram declarados pela fabricante, como é de praxe em modelos voltados para o mercado americano, mas a Yamaha destaca um consumo de até 42 km/l - para um scooter com motor de 125 cm³, contudo, esse número não é nada demais.

O modelo é leve - 127 kg em ordem de marcha -, e o motor tem quatro válvulas, comando variável e refrigeração líquida. O tanque leva seis litros, o que garante uma autonomia de uns 240 km (dados da fabricante).

051821 2022 Yamaha Zuma 125 Team Yamaha Blue Lifestyle1
Para-lama dianteiro alto, pneus cravudos e faróis assimétricos reforçam a vocação "aventureira" do Zuma 125
Crédito: Divulgação

O visual "off" é reforçado por parte das carenagens sem pintura, como em alguns SUVs (o que evitaria riscos), para-lama dianteiro alto, para impedir o acúmulo de lama, e pneus cravudos - mas as rodinhas têm aros de 12 polegadas.

O farol composto por dois canhões assimétricos sugere inspiração nas BMW trail, como F 850 GS ou R 1.250 GS. O Zuma 125 ainda tem painel de LCD, ABS nas duas rodas e custa, na terra do Tio Sam, o equivalente a quase R$ 20.000 (na conversão direta). Será que veremos Zuma e RKS na briga com o Honda ADV 150 no Brasil? A conferir!

Comentários