Motos: a grama do vizinho é (mesmo) mais verde

Conheça dez modelos vendidos na Colômbia, que gostaríamos de ter aqui no Brasil

  1. Home
  2. Motos
  3. Motos: a grama do vizinho é (mesmo) mais verde
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Poucos aqui no Brasil sabem, mas a cidade de Medellín, na Colômbia, é palco da segunda maior feira de motos da América Latina. A Feria 2 Ruedas (Feira das Duas Rodas), realizada entre 4 e 7 de maio, só perde em público e área expositiva para o nosso Salão Duas Rodas, que neste ano acontece em novembro, em São Paulo (SP).

icon photo
Legenda: Feria Duas Ruedas
Crédito: Feria Duas Ruedas



A Colômbia ocupa hoje o posto de segundo maior mercado de motos da América do Sul, pois foram vendidas 567.404 unidades em 2016. Com o resultado, o país ultrapassou a Argentina e se aproximou do Brasil – com 899.793 unidades comercializadas no ano passado.


Em um mercado com um volume considerável de vendas e em franca expansão, claro que as marcas mundiais fizeram diversos lançamentos na Feria 2 Ruedas. Alguns que fazem inveja a nós, brasileiros. Por isso, conheça algumas motos da Colômbia que gostaríamos de ver em nossas ruas. 

icon photo
Legenda: Suzuki V-Strom 250
Crédito: Suzuki V-Strom 250

- Suzuki V-Strom 250

Um dos cinco lançamentos da Suzuki no salão colombiano, a V-Strom 250 já tinha chamado atenção quando foi mostrada no Salão de Milão 2016. A aventureira compacta tem porte de moto maior e é equipada com um motor bicilíndrico de 250cc, que produz cerca de 25 cv. Feita para quem quer viajar, traz painel digital, para-brisa e encaixes para malas laterais e bauletos – igual a suas irmãs maiores.

icon photo
Legenda: Honda CB 190R
Crédito: Honda CB 190R

- Honda CB 190R

A pequena naked usa o mesmo motor da nossa trail XRE 190, mas com um visual surpreendente para a categoria. Lançada no ano passado na Colômbia, a Honda CB 190R ganhou uma edição especial Repsol no Salão de Medellín. Além disso, traz suspensão invertida na dianteira, freio a disco em ambas as rodas e um belo e estiloso painel digital, semelhante ao utilizado na linha 500cc. Acho que faria sucesso no Brasil. Só acho.

icon photo
Legenda: Yamaha FZ-S 2.0
Crédito: Yamaha FZ-S 2.0

- Yamaha FZ-S 2.0

Fabricada pela Yamaha na Colômbia, a nova FZ-S 2.0 usa o mesmo motor da nossa Fazer 150: o monocilíndrico de 149,3 cm³ que produz 13 cv de potência máxima. A “novidade” da versão 2.0 é justamente a injeção eletrônica. Com um design moderno, marcado pelas linhas angulosas e o banco bipartido, a FZ-S é uma das motos mais populares na Colômbia e também seria no Brasil, não acham?

icon photo
Legenda: Suzuki GSX-R 150
Crédito: Suzuki GSX-R 150

- Suzuki GSX-R 150

Outra vedete no estande da Suzuki, a nova GSX-R 150 tem motor de baixa capacidade cúbica, porém alta tecnologia: afinal traz refrigeração líquida, comando duplo no cabeçote e promete 19 cv de potência máxima. Bons números para uma 150cc. Além disso, tem iluminação com LEDs e aquele visual de moto de corrida que muita gente curte. 

icon photo
Legenda: Apache RTR 200 4V
Crédito: Apache RTR 200 4V



- Apache RTR 200 4V

Representada na Colômbia pela AKT, a marca indiana apresentou a nova Apache, como motor de 200cc que pode produzir 20 cv e traz quatro válvulas em seu monocilíndrico de 197,7 cm³. Com visual mais moderno do que a nossa “Dafra Apache” de 150cc, a TVS Apache 200 ainda tem velocímetro digital e balança traseira monoamortecida com regulagens. A boa notícia é que a Dafra deve lançar a Apache 200 aqui no Salão Duas Rodas. 

icon photo
Legenda: Yamaha R 15
Crédito: Yamaha R 15

- Yamaha R 15   

Quem é fã de motos esportivas, mas acha a R3 muito cara, iria gostar de ter uma opção mais em conta. E na Colômbia há a R 15. Seu motor de 150cc tem refrigeração líquida, 4 válvulas, e oferece bons 16,5 cv de potência máxima. Além disso, ela traz câmbio de seis marchas, painel digital e freio a disco nas duas rodas. 

icon photo
Legenda: Royal Enfield Himalayan
Crédito: Royal Enfield Himalayan

- Royal Enfield Himalayan 

A Royal Enfield acabou de chegar no Brasil, mas já atua oficialmente na Colômbia há três anos. Talvez por isso, os motociclistas colombianos já têm a oportunidade de rodar com a mais recente moto da marca: a trail Himalayan. Equipada com um novo motor de 410 cc, a trail tem visual simples e a proposta de ser uma moto robusta para cruzar o mundo. Por lá é vendida por 12.900.000 pesos colombianos, ou seja, cerca de R$ 15.000. 

icon photo
Legenda: BMW R NineT Racer
Crédito: BMW R NineT Racer

- BMW R NineT Racer

Embora lá, como aqui, o mercado seja predominantemente de motos de pequena capacidade cúbica, também houve lançamentos pomposos da Feria 2 Ruedas. A BMW, por exemplo, mostrou a nova versão café racer da sua R NineT. Batizada de Racer, a moto usa o antigo boxer de 1.170 cm³ com refrigeração a ar e transmissão final por cardã. O estilo é marcado pela pequena carenagem em volta do farol redondo e a típica cobertura no assento da garupa.

icon photo
Legenda: Yamaha SCR 950
Crédito: Yamaha SCR 950

- Yamaha SCR 950

Segunda marca mais vendida da Colômbia, a Yamaha não economizou nos lançamentos. Além das motos pequenas, a fábrica japonesa apresentou também a SCR 950. Equipada com o mesmo motor V2 de 950cc da nossa Midnight Star, a SCR, porém, tem estilo scrambler com escapamento alto, protetor sanfonado nas bengalas e number plate na lateral. Destaque para a transmissão final feita por correia dentada.

icon photo
Legenda: Harley-Davidson Road King Special
Crédito: Harley-Davidson Road King Special

- Harley-Davidson Road King Special

Uma das marcas mais cultuadas do mundo, a Harley-Davidson não poderia ficar de fora do mercado colombiano. Com duas concessionárias no país – uma em Medellín e outra na capital, Bogotá – a marca levou seu novo motor Milwaukee-Eight para a Feria 2 Ruedas. Até aí nenhuma novidade, pois as motos touring 2017 já saem com o novo V2 de 1753 cm³ no Brasil. A diferença é que lá na Colômbia, um modelo inédito por aqui foi lançado: a Road King Special, uma versão da clássica moto americana no melhor estilo bagger, sem para-brisa e com malas laterais rígidas. 

 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors