MV Agusta F3 Rosso: obra de artes em duas rodas

Marca italiana lança linha 2021 da esportiva com uma impressionante série especial para comemorar 10 anos do modelo

  1. Home
  2. Motos
  3. MV Agusta F3 Rosso: obra de artes em duas rodas
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Há cerca de uma semana, falamos aqui sobre nossa tristeza com o fato de a marca italiana MV Agusta ter ido embora do mercado brasileiro e mostramos a belíssima naked Rush, então lançada pela fabricante. Agora, temos mais um motivo para sentir saudades do que não vemos: a marca acaba de lançar, na Itália, a linha 2021 da esportiva F3 - e em uma belíssima série especial com o sobrenome Rosso (vermelho).

053121 2021 Mv Agusta F3 Rosso Studio 3
Esportividade, imponência e bom gosto. Como não se apaixonar pela MV Agusta F3 Rosso?
Crédito: Divulgação

A série foi criada para comemorar os 10 anos de existência da F3, um modelo que já foi coadjuvante quando ainda existia a F4, mas que passou a ocupar o posto de topo de linha com a extinção da irmã maior.

E a F3 é digna do posto. Além de um desempenho fortíssimo proporcionado pela motorização musculosa, tem um design que certamente está entre o mais bonitos do mundo no segmento das motos esportivas.

Como não admirar a carenagem dianteira, que parece ter sido criada por escultores? São linhas retas e angulosas, que dão à moto um aspecto incrivelmente aerodinâmico. Lá na frente, o farol tem dimensões até enxutas, mas se sobressai pelo formato de diamante. Logo abaixo, duas entradas de ar estreitas dão o toque final.

053121 2021 Mv Agusta F3 Rosso Studio 4
Com frente "pontuda" e carenagem limpa, de extremo bom gosto, a F3 Rosso exibe aerodinâmica exemplar
Crédito: Divulgação

De perfil, a vocação esportiva fica ainda mais evidente. E estão lá aqueles detalhes de design de extremo bom gosto que só vemos nas motocicletas dessa fascinante marca italiana. O desenho das carenagens laterais cobre parte do motor e encaixa-se na parte inferior do tanque - que, por sua vez, é levemente abaulado e pega 16,5 litros.

Mais atrás, o banco do piloto parece um cockpit para proporcionar perfeito encaixe, enquanto o do garupa é coberto por uma tampa que simula uma moto monoposto. A rabeta é afilada e elegante, qual uma modelo na passarela, e a lanterna parece um rubi vermelho incrustado na extremidade.

053121 2021 Mv Agusta F3 Rosso Studio 12
Detalhes da traseira: balança monobraço, escape triplo acobreado e rabeta esguia com lanterna incrustada
Crédito: Divulgação

Mais abaixo, o toque final: as três ponteiras de escape parecem canhões perfilados - e ainda por cima são pintadas em cor acobreada. De resto, a moto combina as cores vermelha em toda a "roupa" e o preto, no motor e em outras partes íntimas. Uma combinação matadora!

Para empurrar tudo isso, a MV Agusta F3 Rosso tem um conjunto mecânico capaz de fazer os admiradores de superbikes se ajoelharem e rezarem para Nossa Senhora da Combustão Interna: um motor com três cilindros em linha e 798 cm³ de capacidade cúbica, que rende 147 cv de potência urrando a 13.000 rpm e 8,9 kgf.m a 10.100 rpm.

F3 Rosso 5
Adrenalina? É aqui mesmo: o motor tricilindrico de 798 cm³ gera 147 cv de potência e leva a moto aos 240 km/h
Crédito: Divulgação

Com 12 válvulas e duplo comando no cabeçote, esse motor é refrigerado a água e óleo, e cada líquido tem seu próprio radiador. Com esse propulsor, a moto - que pesa apenas 173 quilos a seco - é capaz de chegar à velocidade máxima de 240 km/h.

Outras especificações e recursos importantes da moto são o câmbio de seis marchas com quickshifter bidirecional, as rodas de liga leve de 17 polegadas que calçam pneus 120/70 na frente e 180/55 atrás, os freios Brembo, e as suspensões fornecidas pelas grifes Marzocchi (dianteira invertida) e alemã Sachs (traseira com balança monobraço), ambas reguláveis.

O lindo painel é o mesmo da Brutale: uma tela de TFT colorida com 5,5 polegadas e opções de conectividade
Crédito: Divulgação

Já a eletrônica aparece a bordo em recursos como ABS e controle de tração com atuação em curvas e nos controles eletrônicos de largada e anti-empinamento, entre outros. Por fim, o lindíssimo painel de TFT com 5,5 polegadas permite conexão Bluetooth com o aplicativo MV Ride, que opera várias funções, como navegação por GPS.

Por qualquer ângulo, a F3 Rosso é uma obra de arte sobre duas rodas. Na Europa, a moto custa 16.400 euros, o equivalente a uns R$ 102.000.

Comentários