Nova Yamaha XJ6 chega ao mercado a partir de R$ 27,5 mil

A XJ6 foi apresentada no Intermot 2008, o Salão de Motos de Colônia, com a proposta de ser uma moto de quatro cilindros em linha fácil de pilotar
  1. Home
  2. Motos
  3. Nova Yamaha XJ6 chega ao mercado a partir de R$ 27,5 mil
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O dito popular “o ano, no Brasil, só começa depois do Carnaval” não vale para a Yamaha. Em 2010, a fábrica japonesa antecipou-se a concorrência e apresentou quatro lançamentos neste início de fevereiro, antes mesmo da folia.

O carro abre alas que puxa a festa da marca japonesa é a renovada Yamaha Crypton, CUB aposentada há cinco anos, que está de volta com motor maior de 115 cc. Logo atrás vem o grande destaque: a Yamaha Fazer 250 com um visual completamente novo, porém com o mesmo motor de 250 cc. Fechando o desfile da Yamaha na folia deste ano estão dois modelos de 600 cc: a XJ6, nas versões “N” e “F”, naked e carenada, respectivamente.

A XJ6 foi apresentada no Intermot 2008, o Salão de Motos de Colônia, com a proposta de ser uma moto de quatro cilindros em linha fácil de pilotar. Surgiu como uma opção mais amigável e menos esportiva que a FZ6N, que foi aposentada na Europa e agora também no Brasil. Longe de ser uma 600 cc de quatro cilindros com temperamento “apimentado”, a nova XJ6 tem como lemas facilidade de condução e conforto.

Além disso, a linha XJ6 tem um design mais atual que a extinta FZ6. Apenas o farol assimétrico e o painel lembram sua antecessora. O restante tem linhas bastante angulosas e uma ponteira de escapamento “escondida” sob a moto que, além da função estética, contribui para a centralização de massas e reforça sua proposta de ser uma moto amigável.

O novo modelo Yamaha tem uma proposta mais urbana e pacata que sua antecessora. Tem no preço mais em conta seu grande trunfo para encarar a acirrada concorrência. A XJ6N, versão “pelada”, vai custar R$ 27.500 – a extinta FZ6N estava tabelada em R$ 30 mil. Suas concorrentes diretas, como a Suzuki Bandit 650N e a Honda CB 600F Hornet custam acima de R$ 30 mil.

Para ter esse preço mais competitivo, a XJ6 aposta em especificações um pouco mais espartanas que a extinta FZ6N. O novo modelo tem quadro tubular em aço bastante compacto, e traz o motor como parte integrante tipo diamante. As suspensões também são convencionais: garfo telescópico na dianteira; e balança monoamortecida na traseira. Ambas, têm 130 mm de curso.

No conjunto de freios, a XJ6 conta com dois discos de 298 mm de diâmetro com pinças de dois pistões na frente; e um disco simples de 245 mm com pinça única atrás. As rodas feitas em liga leve são de 17 polegadas e trazem pneus radiais sem câmara Metzeler Roadtec Z6 Interact nas medidas 120/70 ZR 17, na dianteira, e 160/60 ZR 17, na traseira.

Externamente, o motor é o mesmo da FZ6N: quatro cilindros em linha, 600 cm³, comando duplo no cabeçote DOHC e refrigeração líquida. Porém internamente foi totalmente retrabalhado. Apesar dos cilindros terem o mesmo diâmetro e curso 65.5 x 44.5 mm, o cabeçote, virabrequim, os dutos de admissão e todo o fluxo de gases foram projetados especificamente para a nova XJ6. O objetivo dos projetistas foi ampliar a curva de torque em baixas e médias rotações e também proporcionar uma entrega de potência mais amigável. Tudo para que a XJ6 agradasse os motociclistas menos experientes, que têm na XJ6 sua primeira grande moto. “Seu primeiro grande sonho”, nas palavras da Yamaha.

Os números de desempenho - potência máxima de 77,5 cv a 10.000 rpm e torque máximo de 6,1 kgf.m já nas 8.500 rpm – evidenciam sua proposta de oferecer uma condução fácil e divertida, tanto para pilotos novatos como os mais experientes.

No quesito conforto, a XJ6 traz um banco a apenas 785 mm do solo e um guidão plano e ajustável em duas posições. O painel de instrumentos é exatamente o mesmo da FZ6 – uma tela de cristal líquido que traz velocímetro digital, relógio, marcador de combustível e hodômetros, e um conta-giros de leitura analógica com luzes de advertência. A naked estará disponível nas cores branca e preta.

A versão XJ6F traz a carenagem integral, essencial para quem busca uma moto para viajar. Equipada com tanque de 17,3 litros mesma capacidade da XJ6 deve oferecer também boa autonomia. Além disso, a XJ6F, que deve chegar às concessionárias em março somente na cor preta, terá cavalete central de série, item bastante útil para se lubrificar e regular a corrente de transmissão final. No restante, a versão F tem as mesmas especificações do modelo naked, mas vai custar mais caro: R$ 30,50 mil.

FICHA TÉCNICA – Yamaha XJ6

MOTOR DOHC Double Over Head Camshaft, Quatro cilindros em linha, DOHC, quatro tempos, arrefecimento líquido de 600 cm³
POTÊNCIA77,5 cv a 10.000 rpm
TORQUE 6,1 kgf.m a 8.500 rpm
ALIMENTAÇÃO Injeção eletrônica de combustível
CÂMBIO Seis marchas
TRANSMISSÃO FINAL Corrente
PARTIDA Elétrica
RODAS Dianteira e traseira de aro 17”, de liga-leve
PNEUS 120/70 ZR 17, na dianteira, e 160/60 ZR 17, na traseira
CHASSI Tubular em aço do tipo diamante. Altura do assento 785 mm, altura mínima do solo 140 mm, comprimento 2.120 mm, largura 770 mm e altura 1.210 mm. Versão N 1.085 mm de altura. Distância de entre-eixos 1.440 mm. Peso a seco: 205 kg N e 217 kg F
TANQUE17,3 litros 3,4 de reserva
SUSPENSÕES Garfo telescópico convencional, com 130 mm de curso. Traseira por balança monoamortecida com 130 mm de curso
FREIOS Disco duplo de 298 mm de diâmetro com traseiro por disco de 245 mm de diâmetro
CORES CORES preta e branca N e preta F
PREÇO R$ 27,50 mil N e R$ 30,50 mil F


_________________

Twitter
_________________

Gosta de motos?

Então veja aqui no WebMotors as ofertas de motos com esse estilo:

Honda CB 600F Hornet

Kasinski Comet 250

Suzuki Bandit N 600

Leia também:

Rodamos com a MV Agusta Brutale 910S

Suzuki B-King 1300: veja como anda a moto do ano de 2008

Ducati Monster 1100, uma big naked italiana

Nova Yamaha YZF-R1 2009 utiliza DNA de MotoGP

Dyna Super Glide Custom, a 1ª grande Harley-Davidson

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors