RVS#1, uma MV Agusta feita sob medida

Primeiro projeto especial da fábrica italiana traz peças artesanais e motor de três cilindros com 150 cv

  1. Home
  2. Motos
  3. RVS#1, uma MV Agusta feita sob medida
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Design radical, alto desempenho e muitas peças fabricadas em titânio e fibra de carbono. Estes são os ingredientes que deram à luz a nova MV Agusta RVS#1, uma versão exclusiva da Brutale Dragster 800 RR desenvolvida pelo Centro de Pesquisa da própria fábrica italiana. A sigla e o número 1 são referências à nova fase da MV Agusta e sua divisão de veículos especiais (Reparto Veicoli Speciali, em italiano). E esta radical naked é o primeiro projeto desta nova etapa da MV Agusta.


icon photo
Legenda: MV Agusta RVS#1
Crédito: MV Agusta RVS#1



Todos os exemplares dessa série limitada da RSV#1 terão placas numeradas para a alegria dos colecionadores. A ideia de criar modelos exclusivos segue a nova estratégia adotada por Giovanni Castiglioni, presidente da MV Agusta. O objetivo é reduzir os volumes de produção, dar atenção especial aos modelos premium, valorizar a marca e, claro, tentar resgatar as finanças da empresa que, em 2016, passou por um processo de recuperação judicial.


icon photo
Legenda: MV Agusta RVS#1
Crédito: MV Agusta RVS#1



Corpo mais leve


Com várias peças fabricadas em titânio e fibra de carbono, entre elas, tampas laterais do quadro e motor, capa do braço oscilante, pedaleiras, para-lamas, protetor do tanque, esse primeiro projeto perdeu 8 kg se comparado à Dragster 800 RR original. A RVS#1 pesa apenas 168 kg. 

icon photo
Legenda: MV Agusta RVS#1
Crédito: MV Agusta RVS#1



Chama atenção também o conjunto óptico dianteiro em LED, que oferece um potente feixe de luz. Há ainda dois faróis auxiliares instalados no lado direito da moto, à frente do motor de três cilindros.


Motor e ciclística refinados

 MV Agusta RVS#1
Legenda: MV Agusta RVS#1
Crédito: MV Agusta RVS#1



Com 798 cm³ de capacidade, o propulsor da MV Agusta RVS#1 gera 150 cv de potência máxima a 12.800 rpm e torque máximo de 8,87 kgf.m a 10.100 rpm. Este é o motor mais potente da linha Brutale 800. E com apenas 168 kg, essa exclusiva naked tem uma excelente relação peso-potência. 


icon photo
Legenda: MV Agusta RVS#1
Crédito: MV Agusta RVS#1



Segundo a MV, a radical naked pode alcançar a velocidade final de 245 km/h. Ajudam nessa tarefa o escalonamento do câmbio de seis marchas e a boa dose de eletrônica embarcada. Modos de pilotagem, controle de tração e a última geração de freios ABS da Bosch fazem parte do pacote.

icon photo
Legenda: MV Agusta RVS#1
Crédito: MV Agusta RVS#1



Na parte ciclística, destaque para os belos discos de freio dianteiros com 320 mm de diâmetro e pinça de fixação radial (Brembro). Completam o trem dianteiro suspensão com garfos invertidos Marzocchi. Na traseira, um belo monobraço e suspensão monoamortecida Sachs, com múltiplas regulagens. Ambos os conjuntos têm 125 mm de curso. As rodas raiadas calçam pneus Pirelli MT 60 RS que, com seus cravos, destoam um pouco do conjunto esportivo. 

icon photo
Legenda: MV Agusta RVS#1
Crédito: MV Agusta RVS#1



Infelizmente, a fábrica de Varese não divulgou quantas unidades serão produzidas, muito menos o valor da nova RVS#1. Mas, certamente, custará mais que a Dragster 800 RR LH 44 – outra série limitada a 244 unidades e que leva a assinatura do campeão de Formula 1 Lewis Hamilton – avaliada em mais de R$ 100.000.

Leia também: 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors