SDR 2017 tem lançamentos para todos os gostos

Conheça os principais destaques do evento divididos por categoria

  1. Home
  2. Motos
  3. SDR 2017 tem lançamentos para todos os gostos
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

De casa nova, agora no São Paulo Expo, a edição 2017 do Salão Duas Rodas surpreendeu pela quantidade e variedade de lançamentos. Da pequena Cub, Honda Biz, passando pela street Yamaha Fazer 250 ABS até a exclusiva superesportiva BMW HP4 Race, os fabricantes apresentaram mais de duas dezenas de novos modelos. 

Conheça alguns dos destaques divididos por categoria, que estão expostos no evento, considerado o maior do setor de motocicletas em toda a América Latina. O Salão Duas Rodas 2017 fica de portas abertas até domingo, 19 de novembro.

Novas motos street querem bombar vendas


Na categoria com a maior representatividade no mercado de duas rodas não faltaram lançamentos para estimular as vendas. A Honda mostrou a renovada Biz. Disponível nas versões de 110 e 125cc, a Cub ganhou novo visual, freios combinados, painel digital e tomada 12 V, com preço a partir de R$ 7.590. 


icon photo
Legenda: Honda Biz 2018
Crédito: Honda Biz 2018



Outro modelo que ganhou um banho de loja foi a Yamaha Fazer 250 ABS. Com desenho moderno, a street da Yamaha traz motor bicombustível de um cilindro e 250 cm³, que produz 21,3 cv de potência. Além disso, quadro, suspensões e freios são novos. O sistema ABS é de série e a moto custa R$ 14.990. 


icon photo
Legenda: Yamaha Fazer 250
Crédito: Yamaha Fazer 250



Com um aspecto mais radical, a KTM 390 Duke foi uma grata surpresa no salão deste ano. Conectado, o modelo pode até “espelhar” o smartphone. Outros destaques ficam por conta do painel digital e motor mais potente com 44 cv. Suspensão e freios também estão mais eficientes. Para 2018, a Dafra atualizou a Next, que agora passa a ser 300. Conta com motor de 278 cm³, que entrega 27 cv de potência máxima.


icon photo
Legenda: KTM 390 Duke
Crédito: KTM 390 Duke

Custom mais jovem


A categoria custom trouxe diversos lançamentos com foco no público jovem. A Indian Scout Bobber ganhou roupagem retrô, com ciclística rebaixada e pneus mais largos. Aprimorado, o motor “V2”, de 1.133 cc, gera 94 cv de potência máxima. A moto norte-americana custa R$ 49.990. 


icon photo
Legenda: Indian Scout Bobber
Crédito: Indian Scout Bobber



Usando a mesma base mecânica da linha 500 – motor bicilíndrico de 50 cv –, a Honda trouxe para São Paulo a Rebel. Com muita simplicidade, esta bobber conta com assento único, tanque de combustível de 11,2 litros, guidão largo e o farol redondo. A marca de origem japonesa aproveita o salão para medir o interesse do público neste novo modelo. 


icon photo
Legenda: Honda Rebel 500
Crédito: Honda Rebel 500



Já a Harley-Davidson apresentou a família Softail 2018 completamente renovada. Destaque para a chegada do modelo Slim que une o estilo clássico ao tradicional motor V2, neste caso o Milwaukee Eight 107, de 1.750 cc. Esta autêntica custom ganhou novos quadro e suspensões. A invocada H-D tem banco solo e custa R$ 63.900.

Clássicas ganham espaço


As clássicas modernas estão ganhando espaço entre os motociclistas ao redor do mundo e também entre os consumidores brasileiros, que agora terão mais quatro belas opções. Versão mais clássica e sombria da Street Twin, a Triumph Bonneville T100 Black tem várias peças pintadas de preto. Para aumentar o conforto do piloto, a moto recebeu novas configurações de chassi e suspensão, porém usa o mesmo motor de 55 cv utilizado por suas irmãs da linha 900cc da marca inglesa. 


icon photo
Legenda: Kawasaki Z 900 RS
Crédito: Kawasaki Z 900 RS



Além do ar retrô, a Kawasaki Z900 RS traz mecânica atual e boa dose de eletrônica embarcada. Conta com sistema de freios ABS, controle de tração, faróis e lanterna em LED. A impactante clássica nipônica com motor de quatro cilindros e 111 cv só desembarca no Brasil no final do ano que vem. 


icon photo
Legenda: Royal Enfield
Crédito: Royal Enfield



A Royal Enfield trouxe para o Salão Duas Rodas a linha Classic Redditch Edition, de 500cc, que foram produzidas em homenagem a cidade de fundação da marca na Inglaterra. Para finalizar em grande estilo, a Honda exibiu a CB 1100 RS. Inspirada nas primeiras CBs da década de 1970, a moto usa motor quatro cilindros em linha, 1.140cc e 90 cv de potência máxima. A charmosa naked japonesa esconde boa dose de tecnologia: iluminação de LED, freios ABS e suspensão traseira com reservatório de gás.


icon photo
Legenda: Honda CB 1100 RS
Crédito: Honda CB 1100 RS

Scooter é destaque entre as aventureiras


O principal destaque entre as aventureiras no Salão Duas Rodas 2017 não foi uma moto, mas sim um SUV em duas rodas. O Honda X-ADV é misto de scooter e moto aventureira que vai custar R$ 52.500. Criado na Itália, o X-ADV pode rodar no asfalto e na terra com a mesma desenvoltura. O maxiscooter usa o motor de dois cilindros e 750cc da linha NC que é vendida no Brasil. As trocas de marchas podem ser feitas de forma automática (Drive ou Sport) ou manuais, com transmissão de seis velocidades. O X-ADV conta com sistema de freios ABS, suspensão dianteira invertida (upside-down) e computador de bordo. 


icon photo
Legenda: Honda X-ADV
Crédito: Honda X-ADV



Já a BMW G 310 GS conta com roda aro 19 na dianteira e suspensões de longo curso. O motor de 313 cm³ e 34 cv a 9.500 rpm com um cilindro invertido é o mesmo da versão street. Montada em Manaus, a “Baby GS” chega no primeiro semestre de 2018.


icon photo
Legenda: Triumph Tiger 800
Crédito: Triumph Tiger 800



Apresentada na última edição do Salão de Motos de Milão (ITA), a Triumph Tiger 800 já deu as caras no evento brasileiro. Totalmente reformulada, a aventureira inglesa ganhou melhorias estéticas, mecânicas e eletrônicas. A Tiger 800 até adotou o modo de pilotagem “Off-Road Pro”. 

icon photo
Legenda: Suzuki V-Strom-650
Crédito: Suzuki V-Strom-650



A Suzuki finalmente trouxe para o salão sua renovada linha V-Strom, com motores V2 de 650 e 1000cc em duas versões: standard e XT, esta última mais aventureira com rodas raiadas que podem calçar pneus sem câmara.

Viagem de primeira classe


Pegar a estrada com conforto de primeira classe é a missão dos modelos touring. Apresentada há duas semanas no Salão de Tóquio, a nova grã-turismo da Honda desembarcou no Salão Duas Rodas em duas versões: GL 1800 Gold Wing e GL 1800 Gold Wing Tour. É a primeira moto do mundo equipada com Apple Car Play, sistema multimídia e tela TFT colorida de 7 polegadas. O pacote tecnológico conta ainda com câmbio DCT de sete marchas e uma nova suspensão dianteira. O motor, também revigorado, tem 1.800 cc divididos em seis cilindros opostos. 


icon photo
Legenda: Honda Gold Wing
Crédito: Honda Gold Wing



Já a invocada e torcuda Harley-Davidson Road Glide CVO está equipada com maior motor V2 fabricado pela marca norte-americana, o Milwaukee-Eight 117, de 1.923 cm³ de capacidade e 17 kgf.m de torque. Com 385 quilos, a touring da H-D traz outros diferenciais: roda aro 21 polegadas, sistema de infotainment, com tela LCD, e sistema de som com quatro alto-falantes. Custa R$ 153.300. 


icon photo
Legenda: H-D Road Glide CVO
Crédito: H-D Road Glide CVO



Com pintura em preto fosco, a Indian Chieftain Dark Horse ganhou nova roda dianteira de 19 polegadas e traz um completo sistema de infotainment. A tela é sensível ao toque mesmo com o motociclista usando luvas. No melhor estilo bagger, o modelo está equipado com o motor Thunder Stroke 111, de 16,5 kgf.m de torque, e custa R$ 94.990.

Esportiva de meio milhão de Reais


A BMW HP4 Race ganhou destaque pelo seu preço exorbitante: R$ 490.000, ou quase meio milhão de Reais, vai custar cada uma das cinco unidades que virão ao Brasil. Mas a exclusiva superesportiva, que é fabricada quase que artesanalmente, tem outros atributos, como rodas e quadro em fibra de carbono, pneus slick e motor retrabalhado para gerar 215 cv de potência máxima. 


icon photo
Legenda: BMW HP4 Race
Crédito: BMW HP4 Race



Mas, entre as esportivas ao alcance de meros mortais, destaque para a nova Suzuki GSX-R 1000 que, finalmente, chega ao País. Completamente renovada, a famosa GSX-R tem comando de válvulas variável no motor de quatro cilindros e 202 cv de potência máxima. Além, é claro, de um completo pacote eletrônico. As vendas começam no primeiro trimestre de 2018, mas o preço não foi definido.


icon photo
Legenda: Suzuki GSX-R 1000
Crédito: Suzuki GSX-R 1000



Por outro lado, a Honda já anunciou os valores da nova CBR 1000RR: R$ 69.900 para a versão ABS e R$ 79.900, a SP, que tem suspensões eletrônica Öhlins, freios Brembo e outros extras. Mais leve e potente, com 192 cv a 13.000 rpm, a Fireblade tem uma das melhores relações peso-potência. 

icon photo
Legenda: Ducati SuperSport S
Crédito: Ducati SuperSport S



Para quem não precisa de tanta cavalaria, mas gosta do estilo carenado, a Ducati apresentou a nova SuperSport S, que tem motor de 937 cc que produz 113 cv e tem uma proposta mais sport-touring. Os fãs da Kawasaki vão ter que segurar a ansiedade: a nova Ninja 400, que vai substituir a Ninjinha de 300cc, só chega no final de 2018 com faróis de LED e motor de 45 cv.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors