Sundown STX 200, a trail brasileirinha

Além do visual e do acabamento, versão trail surpreende pelo desempenho
  1. Home
  2. Motos
  3. Sundown STX 200, a trail brasileirinha
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Desde que a Sundown anunciou o lançamento da STX 200 em duas versões, todas as atenções voltaram-se para a motard, que realmente causou alvoroço por ser a primeira supermotard de série a ser produzida no país. Entretanto, a versão trail também agrada aos olhos e traz ainda outras qualidades.

Para os fãs do estilo trail as rodas aro 21” na dianteira e as suspensões de curso longo são qualidades que não podem ser dispensadas em prol do desenho atraente de uma supermotard. No quesito visual, a STX também agrada quem curte motos off-road. Traz pára-lama alto, tanque estreito e banco bicolor em tecido antiderrapante. Seus grafismos seguem a mesma inspiração.

A proposta de uso misto da STX não fica apenas no visual. Ela traz outros itens ideais para o uso no fora-de-estrada, como protetor de cárter em alumínio, pedais de freio e câmbio articulados, pedaleiras em aço inox e balança traseira em alumínio; assim como os aros no mesmo material.

Bom desempenho

Outra qualidade para quem quer enfrentar maus caminhos com a novidade da Sundown é seu motor de um cilindro e 199,1 cm³ de capacidade. Com duas válvulas e comando simples no cabeçote SOHC, refrigerado a ar, o propulsor é de mecânica bastante simples, uma vantagem para quem quer se aventurar por estradas de terra.

Alimentado por um carburador a vácuo, produz 16,7 cv de potência máxima a 8.000 rpm. Assim como o torque máximo 1,45 kgm a 7.000 rpm, não são números impressionantes, porém dão conta do recado e levam os 117 kg a seco da STX a 120 km/h no velocímetro.

Chamam a atenção também as respostas rápidas ao acelerador. Basta reduzir um marcha e “enrolar o cabo” para a STX continuar esperta e manter a velocidade. Com a estreita faixa útil do motor – entre os 7.000 e 8.000 giros – o consumo fica um pouco acima do esperado: cerca de 25 km/l. Com o tanque de 10,6 l, a autonomia fica na casa dos 250 km.

Ciclística

Assim como em outros itens, a Sundown adotou receitas tradicionais das motos trail na ciclística da STX. O quadro é do tipo diamante e as suspensões são: garfo telescópico com 220 mm de curso, na dianteira; e braço oscilante com único conjunto mola-amortecedor fixado por links com 200 mm de curso, na traseira.

A inovação fica no freio dianteiro, com disco de 241 mm, no formato margarida. Apesar de contar com flexível com malha de aço, o freio da unidade testada estava um pouco “duro” de ser acionado e o funcionamento estava bastante “borrachudo”, isto é, demorava a parar a motocicleta. Sem falar que não conta com nenhum tipo de ajuste. Na traseira, o freio a tambor dá conta do recado em razão do baixo peso da STX.

Uso misto

Quem não está acostumado a motos trail, logo de cara estranha a posição de pilotagem ereta e o banco estreito e fino da STX. Não dá para pensar em viajar muitas horas no banco anti-derrapante, entretanto não é essa a proposta dessa e também de nenhuma trail. A STX seria a moto ideal para rodar na cidade, para ter na fazenda, para deslocamentos mais curtos ou por estradas ruins.

São nessas situações de trânsito urbano e em estradas de terra que a STX mostra suas qualidades. Com sua altura avantajada e guidão alto ela passa facilmente por entre os carros. Suas suspensões absorvem as imperfeições do solo e ignoram lombadas e valetas, mas não estariam prontas para se fazer um trilha, por exemplo.

A altura do banco é outro ponto que pode incomodar quem tem menos de 1,70 m. Localizado a 92 cm do solo, é preciso certa manha para subir e manobrar a STX. Mas, no fora-de-estrada, essa é uma de suas vantagens. A outra é a distância livre do solo de quase 30 cm, ainda mais com o protetor de cárter. Não é preciso se preocupar com pedras e obstáculos: a STX passa com desenvoltura por eles.

As rodas em alumínio aro 21” na dianteira e 18” na traseira são calçadas com os bons pneus Pirelli MT 60 de uso misto. Vão bem na terra e também no asfalto. Ficam devendo um pouco na lama, mas, como já foi dito, a STX é uma moto de uso misto e não uma “trilheira” nata.

Enquanto se pilota a STX, outro detalhe que chama a atenção é seu painel de instrumentos bastante completo. Conta com as tradicionais luzes de advertência , além de velocímetro e conta-giros, este último um item geralmente ausente em motos do segmento. Apesar de completo, o painel tem tamanho reduzido o que dificulta um pouco a visualização, atrapalhada também pela mangueira do freio dianteiro, que fica no campo de visão do motociclista.

Mercado

A Sundown STX não tem nenhuma concorrente direta no mercado nacional. Honda e Yamaha oferecem modelos de maior capacidade e mais modernos, porém também com preços maiores. Enquanto a trail da Sundown tem preço praticado de R$ 8.900, a Honda XR 250 Tornado custa em média R$ 11.900 e a Yamaha XTZ 250 Lander está cotada em R$ 10.990 – todos preços praticados na Grande São Paulo.

A diferença é grande tanto em valor quanto em desempenho. Mas, sem dúvida, a nova trail da Sundown é uma boa opção para quem quer entrar no segmento de motos de uso misto por um preço mais acessível.

FICHA TÉCNICA – Sundown STX 200


MOTORQuatro tempos, monocilíndrico, 2 válvulas, SOHC, arrefecido a ar, 199,1 cm³
POTÊNCIA16,7 cv a 8.000 rpm
TORQUE1,45 kgm a 7.000 rpm
ALIMENTAÇÃOCarburador a vácuo
CÂMBIOCinco marchas, com embreagem multidisco banhada a óleo
TRANSMISSÃO Corrente
PARTIDA Elétrica
RODAS Dianteira de aro 21” e traseira de aro 18”
PNEUS Dianteiro 80/90 – 21 Pirelli MT 60; traseiro 110/80 – 18 Pirelli MT 60
CHASSI Quadro diamante, com comprimento de 2.190 mm, altura de 1.170 mm, largura de 830 mm, altura do assento de 920 mm e peso a seco de 117 kg
TANQUE10,6 l reserva de 1 l
SUSPENSÃO Dianteira com garfo telescópico e 220 mm de curso; traseira monoamortecida com link e 200 mm de curso
FREIOSDianteiro com disco margarida de 241 mm de diâmetro; traseiro com tambor de 130 mm de diâmetro interno
CORES Amarela, azul, branca, preta e vermelha
PREÇO R$ 8.200


Gosta de motos trail?

Então veja aqui no WebMotors a enorme ofertas de modelos para este segmento:

Yamaha DT 180 Z Trail

Yamaha DT 200

Yamaha DT 200 R

Yamaha XT 225

Honda NX 150
Honda NX 200

Honda NXR 125 BROS ES

Honda NXR 125 BROS KS

Honda XLX 250 R

Honda XLX 350 R

Honda XR 200 R

Honda XR 250 Tornado

Leia também:

Ducati Superbike 1098

Honda NXR 150 Bros

Yamaha XTZ 125 K

Viagem a Paraty de Honda Tornado

BMW G 650 X
_______________________________

Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors