Suzuki Burgman 400

Versatilidade, conforto e segurança marcam pioneiro entre os maxiscooters
  1. Home
  2. Motos
  3. Suzuki Burgman 400
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- As saudosas lambretas e, posteriormente, os scooters foram criados como uma alternativa de transporte para os grandes centros urbanos. Com o tempo, os modelos foram ficando mais encorpados e ganharam o status de ter uma maior cilindrada, potência e torque, passando a transitar, além de em ruas e avenidas, também nas estradas. Em 1999, a Suzuki lança o Burgman 400, considerado o precursor da categoria batizada de maxiscooter, ou seja, modelos com mais de 250 cm³.

Um dos scooters mais vendidos na Europa, hoje, o Burgman 400 divide a preferência dos consumidores com o Honda Silver Wing 400, o Yamaha Majesty 400 e o recém-lançado Piaggio X8 400. No Brasil, o maxiscooter da Suzuki reina absoluto. Ano passado foram emplacadas cerca de 200 unidades. Vislumbrando uma fatia deste mercado, a concorrência já está batendo na porta da Suzuki com a chegada de modelos Piaggio, Vespa e Malagutti.

Mas porque os maxiscooters estão fazendo tanto sucesso? A palavra-chave é versatilidade, aliada a segurança. O Burgman 400 apresenta design de linhas arrojadas e um moderno sistema de injeção eletrônica, que garante maior economia de combustível e, conseqüentemente, melhor desempenho.

A posição de pilotagem, o banco largo e macio – com ajuste para o motociclista – e o escudo frontal bolha acrílica, que protege o piloto da chuva, do vento, de insetos e de pequenos pedriscos, são fatores que privilegiam o conforto.

Pilotagem, motor e espaço

Antes de acelerar é preciso se familiarizar com os comandos. Como o scooter utiliza transmissão automática CVT, com correia em “V”, não há a necessidade daquelas trocas de marchas constantes, principalmente no trânsito carregado das metrópoles. Ponto positivo para o modelo, sinônimo de praticidade, já que é ligar, acelerar e sair rodando.

O motor, monocilíndrico, de 385 cm³, despeja potência e torque em todas as faixas de rotação. Assim, as respostas são rápidas, graças também ao sistema de injeção eletrônica de combustível.

Seus de 32 cv a 8.000 rpm são mais do que suficientes para o Burgman 400 rodar com desenvoltura na cidade, ter bastante fôlego para ultrapassagens e retomadas e levar o piloto, com muita tranqüilidade, a 120 Km/h.

O maxiscooter da Suzuki também está equipado com o sistema PAIR, que faz a queima dos gases do escapamento, inibindo a emissão de poluentes na atmosfera.

Suspensão e freios trabalham de forma bastante eficiente. Na dianteira suspensão telescópica e disco ventilado de 260 mm de diâmetro. Já na traseira, balança de amortecimento hidráulico, com ajuste manual, e disco ventilado. As rodas de 13” e os pneus largos também ajudam no trabalho de absorver os impactos com o piso irregular.

Para quem gosta de pôr o pé na estrada numa viagem de final de semana, o maxiscooter de Suzuki tem boa autonomia cerca de 200 km, já que o tanque tem capacidade para 13 litros de gasolina e muito espaço para bagagem. São 55 litros sob o banco, que podem acomodar dois capacetes ou uma mochila grande.

Ainda na parte frontal do Burgman 400 há três opções de porta-luvas, o maior com 10 litros de capacidade e trava com chave. Já o painel apresenta velocímetro, conta-giro, dois hodômetros parciais e um total, nível de combustível, termômetro do líquido de arrefecimento e relógio.

O modelo 2007, que já roda no mercado europeu, mas não chegou ainda ao Brasil, ganhou pequenas alterações no design e recebeu um novo motor de 399,9 cm³.

A parte ciclística também recebeu melhorias: freios e suspensão foram retrabalhados e as rodas agora são aro 14. Sob o banco, mais espaço – 62 litros. O tanque ganhou mais um litro de gasolina e o peso seco aumentou para 197 quilos.

FICHA TÉCNICA – Suzuki Burgman 400


MOTOR Quatro tempos, monocilíndrico, quatro válvulas, OHC, refrigeração líquida, 385 cm³
POTÊNCIA32 cv a 8.000 rpm
TORQUE3,3 kgm a 6.000 rpm
ALIMENTAÇÃO Injeção eletrônica
CÂMBIO Automática continuamente variável - CVT
PARTIDAElétrica
RODASDianteira e traseira de aro 13”, em liga-leve
PNEUS Dianteiro 110/90 - 13 M/C 55P, sem câmara; traseiro 130/70 - 13 M/C 63P, sem câmara
CHASSI Comprimento de 2,26 m; largura de 0,76 m; altura de 1,38 m; entreeixos de 1,59 m; distância do solo de 0,18 m; altura do assento de 0,74 m; peso a seco de 184 kg
TANQUE13 l
SUSPENSÃO Dianteira telescópica, de amortecimento hidráulico; traseira com balança de amortecimento hidráulico, tipo link, com ajustador remoto manual
FREIOSDianteiro com disco ventilado de 260 mm de diâmetro e pinça deslizante de quatro pistões opostos de acionamento hidráulico; traseiro com disco ventilado e pinça deslizante de dois pistões opostos de acionamento hidráulico
Cores Prata, azul e preta
PREÇO R$ 32.036


Gosta de scooters?

Então veja aqui no WebMotors as ofertas para a Intruder e para suas concorrentes:

Suzuki Burgman 125

Sundown Future

Sundown Akros 90

Leia também:

Suzuki Intruder 125

Carro ou moto?

Férias de moto

As motos do futuro

Yamaha MT-01

_______________________________

Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!

_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors