Suzuki Intruder 125

Estilo clássico e grande oferta de equipamentos de série são os atrativos da Suzuki Intruder 125, única na categoria com visual custom
  1. Home
  2. Motos
  3. Suzuki Intruder 125
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Os motores de 125 cm³ não oferecem um grande desempenho, porém o baixo preço das motos nessa faixa de cilindrada, a robustez e a economia de combustível fazem do propulsor de 1/8 de litro a primeira opção de compra de muitos motociclistas. No segmento em que a Honda CG Titan 125 fez história, atualmente há diversas opções: Yamaha YBR 125, Honda Biz 125 e Fan 125, Sundown Hunter e Max 125; Kasinski Seta 125 e as Suzuki Burgman, Yes e Intruder 125.

Entre elas, a Intruder 125 da Suzuki destaca-se por ser a única com visual “custom”. Traz também diversos itens de série não disponíveis em outros modelos, como freio a disco na dianteira, bagageiro, painel completo com conta-giros e indicador de marcha, além de rodas de liga-leve.

Motor

Lançada em 2002, a Intruder 125 ganhou mais potência e torque em 2007. Seu motor continua o mesmo – um cilindro, duas válvulas, comando simples no cabeçote OHC e refrigeração a ar. As mudanças estão no carburador, agora de funcionamento mecânico e com giclê maior. Com isso a potência passou de 11,5 cv a 9.500 rpm para 12,5 cv a 8.500 rpm e o torque também aumentou de 0,82 para 1,19 kgm a 8.000 rpm. Além de 1 cv a mais, a potência máxima do motor chega em uma rotação menor, mostrando que a curva da ignição e as válvulas devem ter recebido modificações.

Parece pouco, mas na prática quem reclamava que a Intruder 125 era “fraquinha”, vai notar a diferença. A moto ficou mais esperta nas retomadas e ganhou alguns km/h a mais na velocidade final. O melhor é que, com a nova curva de potência, que chega mil rotações mais cedo, o consumo de combustível não aumentou. A média continua em cerca de 30 km/l.

Em conjunto com o câmbio de cinco marchas, pode-se aproveitar bem potência e força produzidas pelo tradicional motor. A transmissão final é feita por corrente.

Ciclística

Na parte ciclística, nenhuma alteração. Ela traz um resistente quadro do tipo diamante com o motor fazendo parte da estrutura. A suspensão dianteira é um garfo telescópico tradicional, mas o destaque fica para o freio a disco de 220 mm de diâmetro, com pinça de um pistão. Enquanto outros modelos, caso da Honda CG Fan 125, não trazem o freio a disco nem como opcional, na custom de 125 cm³ da Suzuki ele já é item de série.

Na traseira há uma balança oscilante com dois amortecedores sistema bichoque, com regulagem na pré-carga da mola e freio a tambor. As duas rodas são de liga-leve, contribuindo para o baixo peso da Intruder 125: apenas 107 kg a seco. O conjunto todo trabalha bem e transmite segurança ao piloto em retas e curvas. Projetadas principalmente para o uso urbano, as suspensões têm um bom curso e não se incomodam muito com nossas ruas esburacadas.

A posição de pilotagem ereta e as pedaleiras avançadas, aliadas ao confortável banco, garantem conforto para o piloto, um dos pontos fortes dessa 125. Quem for na garupa também vai confortavelmente, pois suas pedaleiras contam com suporte e não estão instaladas na balança.

Itens “de luxo”

Só o estilo custom, com diversas peças cromadas, como pára-lamas, piscas, retrovisores e escapamento, já é um diferencial em relação a suas concorrentes do segmento de 125 cm³. Lembrando que a Intruder ainda traz freio a disco na dianteira e rodas de liga-leve como itens de série.

Além disso, há outros itens “de luxo”, não muito comuns em motos dessa cilindrada. A começar pelo painel bastante completo: velocímetro e conta-giros; luzes indicadoras e também uma útil indicação da marcha engatada. Outro item bastante conveniente é o bagageiro instalado sobre a lanterna traseira. O único ponto negativo fica para a trava do guidão, localizada na coluna de direção, item nada prático.

Esteticamente, ela manteve a mesma aparência, com muitos cromados. Apenas novas cores foram introduzidas para 2007, além da tradicional preta: vermelha, azul e verde, todas escuras.

A Intruder 125 pode ser adquirida nas concessionárias da marca e também pelo Consórcio Nacional Suzuki. O preço público sugerido é de R$ 5.375,00 frete não incluso. Seu preço, aliado ao visual diferenciado e todos os itens de série, fazem dela uma boa opção na hora de escolher qual 125 comprar.

FICHA TÉCNICA – Suzuki Intruder 125


MOTORQuatro tempos, monocilíndrico com 2 válvulas, OHC, refrigeração a ar, 124 cm³
POTÊNCIA12,5 cv a 8.500 rpm
TORQUE1,19 kgm a 8.000 rpm
ALIMENTAÇÃOCarburador Mikuni VM22 - Mecânico
TRANSMISSÃOCorrente
CÂMBIOCinco velocidades
PARTIDAElétrica
RODAS Dianteira de aro 18”, em liga-leve; traseira de aro 16”, em liga-leve
PNEUS Dianteiro 2.75, aro 18”, com câmara; traseiro 3.25, aro 16” com câmara
CHASSI Quadro diamante; comprimento de 1,95 m; largura de 0,82 m; altura de 1,11 m; entreeixos de 1,28 m; distância do solo de 0,18 m; altura do assento de 0,74 m; peso a seco de 107 kg
TANQUE10,3 l
SUSPENSÃODianteira com garfo telescópico; traseira com balança oscilante e amortecedores hidráulicos com cinco regulagens da pré-carga da mola
FREIOSDianteiro com disco de 220 mm de diâmetro; traseiro com tambor de 130 mm de diâmetro
PREÇO R$ 5.375,00 frete não incluso


Gosta de motos?

Então veja aqui no WebMotors as ofertas para a Intruder e para suas concorrentes:

Suzuki Intruder 125

Suzuki Yes 125

Suzuki Burgman 125

Honda CG 125 Titan

Honda Biz 125

Sundown Hunter 125

Sundown MaxKasinski Magik 125

Kasinski GF 125

Leia também:

Carro ou moto?

Férias de moto

Yamaha MT-01

BMW R 1200 GS Adventure

Honda CRF 230F
_______________________________

Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!
_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors