Transferência de moto: tudo que você precisa saber

Conheça o Autopago e veja todas as dicas do WM1 para não correr riscos durante todo o processo de transferência da moto

  1. Home
  2. Motos
  3. Transferência de moto: tudo que você precisa saber
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Se você pretende comprar ou vender uma motocicleta, saber como funciona a transferência de moto vai te poupar de futuras dores de cabeça. Acompanhe tudo aqui no WM1 e esteja atualizado sobre como realizar a transferência, quais são os documentos necessários, as taxas cobradas e tudo que for necessário saber!

Transferência de veículo: o que a lei diz?

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) indica que para que um veículo seminovo ou usado circule de forma legal, é necessário realizar a transferência dentro do prazo de até 30 dias após da data assinada no Certificado de Registro do Veículo (CRV).

Caso vendedor e cobrador não façam o procedimento dentro do prazo, uma multa será aplicada no valor de R$ 195,23 (tabela de 2019). Classificada como Infração Grave, é computada a perda de cinco pontos na CNH do proprietário da moto.

Onde e como transferir moto?

O serviço de transferência de moto é realizado no Detran de cada estado. Caso a sua cidade ou município não tenha um, realize o processo por meio de uma representação no Cinetran mais próximo do seu local.

Muitos Detrans exigem agendamento prévio para a realização do serviço. Para não correr o risco de ultrapassar os 30 dias estabelecidos pelo CTB, acesse o portal da unidade mais próxima de você e agende o serviço o quanto antes.

icon photo
Legenda: Licenciamento de motos exige atenção por parte do proprietário
Crédito: Divulgação

Quais são os documentos para transferência?

Uma das dúvidas mais frequentes para quem vai realizar a transferência de moto é saber quais são os documentos necessários. Como todo o procedimento é realizado no Detran ou Cinetran da sua cidade, vale conferir no site de cada departamento para saber se não há alguma solicitação específica.

No entanto, alguns documentos são obrigatórios independentemente do órgão que for realizar a transferência. Para ajudá-los, confira a nossa lista e faça um checklist antes de começar o processo de transferência do veículo com propriedade registrada dentro de um mesmo município:

  • Documento de identificação pessoal com foto (original e cópia simples)
  • CPF (original e cópia simples)
  • Comprovante de residência atualizada (original e cópia simples)
  • CRV original, datado, assinado, com reconhecimento de firma em cartório por parte do vendedor e do comprador
  • Formulário do Renavam (duas vias originais e preenchidas)
  • Laudo da vistoria de identificação veicular, feito pelo próprio Detran ou por uma empresa credenciada
  • Comprovante de pagamento das taxas referentes à transferência
  • Comprovante de pagamento de quaisquer débitos, multas ou tributos pendentes
  • Se o procedimento para transferência de moto for feito de um município para outro - por exemplo, de São Paulo para Guarulhos -, será necessário mais um documento na lista: o Certificado de Registro e Licenciamento Anual (CRLV).

    Caso o vendedor da moto for Pessoa Jurídica, serão necessários alguns outros papéis para realizar a transferência de moto:

    • Cartão CNPJ
    • Cópia do contrato social, caso o veículo tenha sido adquirido por Pessoa Jurídica para identificar a pessoa autorizada
    • Comprovante de poderes do vendedor (original ou cópia autenticada). Este documento é importante para saber se a pessoa que está vendendo o veículo está realmente autorizada para tal
    • Certidão Negativa de Débitos (CND) do INSS. Este documento é fornecido pela Receita Federal
    • Qual é o valor de transferência de moto?

      Se você quer saber quanto custa para transferir uma moto, saiba que o valor pode variar de acordo com o local em que ela estiver registrada. Por ser um serviço estadual, realizado e cobrado pelo Detran, o preço das taxas serão diferentes de estado para estado. Para saber a quantia, acesse o portal do órgão do seu estado.

      Escolha o Autopago para fazer uma transferência segura!

      Se a sua prioridade for transferir moto com segurança para o novo comprador, conte com o Autopago. O serviço oferecido pela Webmotors foi criado para garantir que todos os processos necessários em uma transferência estejam garantidos.

      Entre o que é oferecido, o serviço faz a verificação de perfis (comprador e vendedor), proteção do dinheiro utilizado durante a transação, vistoria de transferência e, por fim, a liberação no momento certo do pagamento. Confira o passo a passo de como o Autopago funciona e aproveite os benefícios.

      Comentários

      Ofertas Relacionadas

      logo Webmotors