Triumph revela as Scrambler 2021 na Inglaterra

Moto mantém as versões XE e XC, mas a nova edição limitada Steve McQueen promete ser a sensação na linha deste ano

  1. Home
  2. Motos
  3. Triumph revela as Scrambler 2021 na Inglaterra
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Triumph apresentou, entre o final de fevereiro e o início de março, a linha 2021 da família Bonneville - aí incluídas Street Twin, Speed Twin, T100, T120, T 120 Black e Bobber, entre outras. Faltaram, então, as Triumph Scrambler - que estavam prometidas para este mês de abril.

Thumbnail 2. Triumph Scrambler 1.200 Xc
A versão XC é a mais simples da linha Scrambler, mas nem por isso é pouco equipada
Crédito: Divulgação

E eis que elas surgem com pompa e circunstância: a marca inglesa revelou as versões Scrambler 1.200 XE e XC. E, ainda, uma edição limitada de mil unidades, batizada de Steve McQueen Edition - em homenagem ao famoso ator que curtia as motos inglesas e até pilotou algumas em filmes que protagonizou. Curiosamente nada foi dito sobre a irmã menor Street Scrambler, de 900 cm³. Mas ela está lá no site da Triumph inglesa.

Mas vamos às grandonas. O visual nas versões XC e XE não mudou. Continuam lá as características muito peculiares e interessantes desse modelo, como o tanque arredondado, a pintura de extremo bom gosto, os pneus de uso misto, o banco reto e, claro, o escape duplo elevado e comprido.

Thumbnail 3. Triumph Scrambler Xe
Com alguns recursos eletrônicos a mais, como modos de pilotagem, a versão XE é mais equipada que a XC
Crédito: Divulgação

A principal novidade nas Scrambler 1.200 linha 2021 é a adequação do motor bicilíndrico à norma de emissões Euro 5. O propulsor foi mexido e recalibrado, inclusive e principalmente no sistema de exaustão - o que inclui o escape. Mas as especificações não mudaram: o bloco continua refrigerado a água e com 1.200 cm³ de capacidade cúbica, 90 cv de potência máxima a 7.250 rpm e 11,5 kgf.m de torque a 4.500 rpm. É o mesmo motor usado nas versões maiores da linha Bonneville, porém calibrado para dar mais "pressão".

Em tecnologia, a Triumph Scrambler 1.200 ostenta. Estão a bordo a segunda geração do painel de instrumentos de TFT colorido, seis modos de pilotagem (incluindo um off-road customizável), freios ABS e controle de tração otimizados para agir em curvas, iluminação toda com LEDs, embreagem assistida, partida sem chave, manoplas aquecidas e cruise control, entre outros recursos (que variam de uma versão para outra).

Thumbnail 4. Triumph Scrambler Xe
Com suspensões de curso mais longo, a versão XE tem mais aptidões para o off-road do que a XC
Crédito: Divulgação

A "básica" XC é mais adequada ao uso no asfalto. Mas também encara alguma estradinha de terra com seus pneus de uso misto Metzeler Tourance 90/90 R21 na frente e 150/70 R17 atrás, e mais as suspensões de curso longo - 20 cm na frente e atrás. Na frente, são Showa, invertidas e ajustáveis. Atrás, são Öhlins, também ajustáveis.

A XE, no entanto, é bem mais adequada às peripécias radicais. Usa os mesmos pneus, mas tem suspensões de curso ainda mais longo, balança traseira mais comprida, pedaleiras dobráveis e ajustáveis, protetores de mão e manetes Brembo.

Thumbnail 5. Triumph Scrambler 1.200 Xc
A segunda geração do painel de TFT da Triumph é igual em todas as versões da Scrambler 1.200
Crédito: Divulgação

As suspensões são iguais às da XC, mas com 25 cm de curso na frente e atrás. Por fim, os freios são Brembo em ambas, com disco duplo na frente e simples atrás. O que muda é a pinça dianteira de quatro pistões na XE.

A Triumph Scrambler Steve McQueen Edition

A Scrambler Steve MCQueen: apenas mil unidades serão produzidas, todas numeradas e certificadas
Crédito: Divulgação

A edição limitada Steve McQueen Edition, porém, é que promete ser a sensação na linha 2021 da Scrambler 1.200. Para começar, o visual é charmosíssimo: tem a marca exclusiva de Steve McQueen no tanque e na braçadeira do guidão, pintura exclusiva na cor "Competition Green" (Verde) e acessórios premium de fábrica instalados como padrão.

A Steve McQueen tem as laterais do tanque pintadas na cor dourada, em contraste com o verde predominante
Crédito: Divulgação

A moto exibe frisos na cor dourada pintados à mão, logotipos da Triumph na mesma cor, tampa de alumínio escovado estilo Monza, alça de tanque de aço inoxidável escovado, barras de proteção do motor em aço inoxidável com acabamento polido e para-lama dianteiro de alumínio (pintado de verde).

Detalhe do tanque da Scramble 1.200 Steve McQueen: o logotipo que alude à série especial
Crédito: Divulgação

A edição limitada terá apenas 1.000 unidades fabricadas. Todas serão numeradas e terão um certificado de autenticidade assinado pelo CEO da Triumph, Nick Bloor, e por Chad McQueen, filho único do velho Steve.

A Triumph TR6 Original estrelou o filme "Fuga do Inferno", de 1963, com o ator Steve McQueen
Crédito: Divulgação

A versão Steve McQueen é baseada na XE. Ou seja, tem mecânica, nível de equipamentos e capacidades off-road similares. Segundo a Triumph, foi inspirada na TR6 de competição original. Esta moto ficou famosa pelo "salto" sobre uma cerca de arame farpado no filme "Fugindo do Inferno" ("The Great Escape"), de 1963, que se passa na Segunda Guerra Mundial - Steve McQueen faz o papel do capitão das tropas aliadas Virgil Hilts. Mas essa é outra história...

Comentários