Triumph revela modelo para competições de 2021

Batizada de Dynavolt, a moto é uma Street Triple 765 RS muito preparada. Imagens revelam equipamentos de altíssimo nível

  1. Home
  2. Motos
  3. Triumph revela modelo para competições de 2021
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Triumph mostrou, na Inglaterra, seu novo modelo desenvolvido para competições. É a Dynavolt, uma Street Triple 765 RS preparada para as provas. A moto vai competir no campeonato inglês Bennets British Superbikes (BBS), na categoria Quattro Group British Supersport.

2. Triumph Dynavolt
A Dynavolt é, na prática, uma Street Triple 765 RS carenada e bem preparada para competições
Crédito: Divulgação

A empreitada acontecerá em parceria com a PTR, uma equipe de competição. Segundo a Triumph, um dos objetivos é mostrar as capacidades da Street Triple 765 RS no ambiente de uso severo de competições. O diretor da equipe será Simon Buckmaster, da PTR, e as duas motos serão conduzidas pelos britânicos Kyle Smith e Brandon Paasch, ambos pilotos de testes da Triumph.

3. Triumph Dynavolt
A Dynavolt foi apresentada na Inglaterra. Acima, ao lado dela, a Street Triple 765 RS que lhe deu origem
Crédito: Divulgação

Segundo Steve Sargent, chefe de desenvolvimento de produtos da Triumph, a marca vê este ano como um período de testes. A meta é ter certeza de que a moto é competitiva, já que o objetivo é ir além e, já no ano que vem, participar do Campeonato Mundial de Supersport (WSS), uma categoria superior.

Sargent diz que a Triumph tem uma estratégia de longo prazo para suas participações em competições - inclusive há planos de desenvolver, na Inglaterra, uma categoria com motos baseadas em modelos de rua.

"Queremos construir algo que você pode ver no showroom, comprar, pilotar e, se quiser, converter em uma motocicleta de competição", resume ele.

4. Triumph Dynavolt
O escape da Dynavolt veio da fornecedora italiana Spark, que faz peças para motos de competição
Crédito: Divulgação

Sobre a competitividade da Dynavolt, Sargent destaca que a Triumph não levaria o projeto adiante se não tivesse certeza de que a moto tem condições de competir. Ele lembra que embora a Street Triple seja uma naked, é derivada da Daytona, uma moto carenada e com pegada esportiva.

"A geometria da moto, o chassi e o motor, que inclusive usamos nas últimas duas temporadas na categoria Moto2, formam um conjunto que considero um ótimo ponto de partida para o desenvolvimento de uma moto superior", disse.

5. Triumph Dynavolt
A suspensão traseira veio da italiana Bitubo Race Suspension, que também forneceu o amortecedor de direção
Crédito: Divulgação

As especificações do modelo de competição não foram reveladas. Mas as fotos divulgadas mostram quitutes como escape fornecido pela italiana Spark, suspensão traseira da também italiana Bitubo Race Suspension, amortecedor de direção da mesma fábrica e painel Motec C125 da GB Racing.

7. Triumph Dynavolt
O bonito painel é uma tela de TFT fornecida pela GB Racing. O modelo é o C125
Crédito: Divulgação

Na configuração de fábrica, a Street Triple 765 RS tem motor de três cilindros em linha com 765 cm³, que rende 123 cv de potência máxima a 11.750 rpm e torque de 8 kgf.m a 9.350 rpm. Outras especificações importante são as suspensões Showa na frente e Öhlins atrás, e os freios Brembo. O câmbio tem seis marchas, a secundária é por corrente, o peso a seco é de 166 quilos e o painel de instrumentos, uma bela telinha de TFT de 5 polegadas. Carenou, voou!

Comentários