Yamaha encerra produção da XT 1.200 Z Super Ténéré

Lançada em 2010, a big trail sempre impressionou. Bonita, eficiente, cultuada e desejada, deve continuar valorizada

  1. Home
  2. Motos
  3. Yamaha encerra produção da XT 1.200 Z Super Ténéré
Roberto Dutra
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Depois de 10 anos de bons serviços prestados, a Yamaha XT 1.200 Z Super Ténéré tem sua produção encerrada no Brasil e também no resto do mundo. O modelo surgiu lá fora em 2010 e chegou aqui em 2011 para ocupar o posto de maior das "Ténérés" e brigar no concorrido segmento das big trails.

Thumbnail 1. Yamaha Super Ténéré
A Super Ténéré é mais para o asfalto, mas encara estradinhas pouco convidativas com muita disposição
Crédito: Divulgação

Desde o início Super Ténéré impressionou. Apesar de um tanto alta e pesada, o desempenho proporcionado pelo motorzão bicilíndrico de 1.200 cm³, 110 cv de potência e 11,6 kgf.m de torque a tornava uma moto de fácil pilotagem, inclusive por pilotos de baixa estatura.

Além disso, a segurança oferecida por itens como ABS nos freios, controle de tração e modos de pilotagem sempre foi um atrativo a mais.

Thumbnail 2. Yamaha Super Ténéré
O bom desempenho facilita a pilotagem mesmo por pilotos de baixa estatura
Crédito: Divulgação

Quando chegou ao Brasil, em 2011, a Super Tenéré custava R$ 59.800. Nos últimos tempos, seu preço encostava nos R$ 75 mil. Mas é possível encontrar usadas muito boas no estoque WebMotors por R$ 35 mil a R$ 40 mil - e trata-se de uma moto que vale cada centavo. Bonita, eficiente, cultuada e sempre desejada, a Super Ténéré deve se manter valorizada ainda por muito tempo.

Comentários