Yamaha R1 completa 10 anos de estrada

Lançada em 1998, modelo se destacava à época pelo seu motor de quatro cilindros em linha, cinco válvulas e 152 cv de potência
  1. Home
  2. Motos
  3. Yamaha R1 completa 10 anos de estrada
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O ano de 2008 é um ano especial para a Yamaha e para os admiradores de motos esportivas. Isso porque a fábrica japonesa está comemorando dez anos de sua imponente e famosa YZF-R1. Quando foi lançada em 1998, a moto inaugurou uma nova era entre os modelos da mesma categoria. Desde aquela época, o modelo não parou de evoluir, sempre utilizando tecnologias inovadoras das pistas para disputar mercado com a concorrência.

Com a Yamaha YZF-R1 os motociclistas puderam sentir o gosto de pilotar uma moto com alma de pista. Recheada de tecnologia, a máquina chegou ao mercado com motor de quatro cilindros, cinco válvulas conceito Gênesis, 998 cc, potência de 152 cv e torque de 11 kgm. Bastavam três segundos para atingir a marca dos 100 km/h.

A R1 mudou os conceitos das superesportivas. À época, era leve e imponente em comparação com as concorrentes. Pesava 177 kg a seco e trazia muitos materiais nobres, como alumínio e ligas especiais no quadro e motor, para reduzir o peso. Além disso, os engenheiros eliminaram o peso suspenso nas rodas e abaixaram o centro de gravidade. Assim, a Yamaha se destacava também na pilotagem mais esportiva.

O quadro Deltabox duas traves superiores em alumínio abraçava o motor, formando um conjunto capaz de oferecer resistência e, ao mesmo tempo, a flexibilidade necessária. A mesma qualidade era oferecida pela balança traseira em alumínio. Para completar, o sistema de suspensão trazia recursos usados nas motos de competição. Na dianteira tubos invertidos upside-down com regulagem total, assim como o monoamortecedor traseiro.

Tal desempenho exigia um sistema de freios à altura. Um par de discos flutuantes de 298 mm com pinças de quadro pistões, na dianteira, e disco simples de 245 mm com pinça de dois pistões, na traseira, tinham a missão de segurar o canhão.

Quinta geração

A quinta, e mais recente, geração da R1, que desembarcou no Brasil no ano passado, é a prova de que o modelo ainda se mantém como um dos principais destaques dentro da categoria das superesportivas. Totalmente nova, foi projetada com base na opinião do piloto Valentino Rossi, da categoria MotoGP. A começar pelo motor, um dos itens mais importantes neste segmento.

Dessa forma, o propulsor manteve o mesmo diâmetro e curso 77 x 53.6mm da versão anterior, mas todo o resto foi melhorado. Além do cabeçote de quatro válvulas e um novo desenho da câmara de combustão, a grande novidade fica por conta do duto de admissão variável, chamado de YCC-I Yamaha Chip Controlled Intake.

Solução já utilizada em carros esportivos, chegou pela primeira vez em uma moto de série. O YCC-I varia o comprimento do duto de admissão, feito em resina plástica, de acordo com a rotação do motor. Na nova R1 seu comprimento pode variar entre 65 mm e 140 mm. Como resultado, a moto tem o motor sempre cheio oferecendo o melhor em desempenho. Um outro destaque é o sistema de aceleração eletrônica ride-by-wire, chamado nesta quinta geração da R1 de YCC-T Acelerador Yamaha Controlado por Chip, que garante maior precisão nas acelerações.

O resultado de todo esse aparato pode ser visto nos 5 cv a mais na potência. Agora o motor de quatro cilindros em linha da R1 2007 oferece 180 cv a 12.500 rpm – isso sem contar a indução direta de ar Ram Air que funciona apenas em altas velocidades e faz com que a “cavalaria” produza 189 cv!
Ciclística

O novo quadro Deltabox também foi inspirado na moto de corrida do piloto italiano Valentino Rossi, e recebeu melhorias para “suportar” o motor mais potente. Teve a rigidez reforçada, garantindo melhor maneabilidade, mais precisão nas curvas e estabilidade em altas velocidades.

A balança traseira, construída de forma assimétrica, é 30% mais rígida que na versão anterior e promete manter a roda no chão nas saídas de curvas. O sistema de suspensão também foi redesenhado com um novo amortecedor na traseira – totalmente ajustável. Na dianteira, o garfo upside-down de 43 mm de diâmetro ganhou novos ajustes e está mais firme.

Os freios também são novos nessa quinta geração. Na dianteira, as rodas chegaram com dois discos de 310 mm de diâmetro – 10 mm menor que a versão 2006 – mas com pinças radiais mais potentes, de seis pistões.

No Brasil a R1 chega importada do Japão com preço de R$ 59.384, e disputa mercado com Honda CBR 1000RR, Suzuki GSX-R1000 e Kawasaki ZX-10. Se depender da Yamaha e dos fãs “tupiniquins” do modelo, este mito sobre duas rodas ainda terá muitos anos de vida.

Gosta de motos esportivas?

Então veja aqui no WebMotors a enorme ofertas de modelos para este segmento:

Ducati 916

Kawasaki Ninja ZX-12R

Kawasaki ZX-11R Ninja

Kawasaki Ninja ZX-10R

Honda CBR 1100 XX Super BlackBird

Suzuki GSX1300R Hayabusa

Suzuki GSX-R1000

Suzuki GSX R 1100 W

Yamaha YZF R1

Leia também:

Bimota desembarca no Brasil com quatro modelos

BMW R 1200 GS, uma alemã revigorada, chega ao Brasil

MV Augusta Brutale 1078RR, la più bella moto a Milano

KTM RC8 virá ao Brasil no segundo semestre

MV Agusta Brutale 910R será vendida no Brasil

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors