Yamaha YS Fazer 250 pode ter visual "tunado"

Única motocicleta de média cilindrada equipada com injeção eletrônica, a Yamaha Fazer 250 ganha um kit de adesivos que deixa a moto mais radical
  1. Home
  2. Motos
  3. Yamaha YS Fazer 250 pode ter visual "tunado"
Agência Infomoto
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Eleita a “Moto do Ano” em sua categoria, a Yamaha Fazer 250 é a única motocicleta de média cilindrada equipada com o sistema de injeção eletrônica combustível. Eficiente nos deslocamentos urbanos, divertida para pequenas viagens e bastante econômica, a linha 2007 da Fazer conta agora com um kit de adesivos – vendido pela rede de concessionárias por apenas R$ 103 – que deixa o modelo com um ar de moto de maior cilindrada e, ao mesmo tempo, mais radical, com cara de moto tunada.

O conjunto de adesivos é composto por 11 peças que são instalados nas aletas, no tanque de combustível e na rabeta. Nas tampas laterais e nos protetores do escapamento, o adesivo imita fibra de carbono. Além de bonito, protege a pintura contra riscos. O único problema é que a cor do kit não combina com o adesivo “Fazer”, colocado na lateral da rabeta da linha 2007, que foi produzido em dourado.

No acumulado do ano de 2006 foram comercializadas 28.027 Yamaha Fazer, contra 62.979 unidades de sua principal concorrente, a Honda Twister. Por si só, os números mostram um crescimento da participação dos modelos de 250 cm³ no mercado nacional, evolução natural de quem tem uma 125, 150 e 200 cm³.

Mas o que esta moto da Yamaha tem de tão especial? Com certeza é o pioneirismo na adoção do sistema de injeção eletrônica, além do pistão forjado e do cilindro com revestimento cerâmico, utilizados nas motos de maior cilindrada da marca.

Apresentada oficialmente no Salão das Duas Rodas de 2005, a Yamaha Fazer 250 está equipada com um motor monocilíndrico de quatro tempos, que gera uma potência de 21 cv de potência a 7.500 rpm e 2,10 kgm a 6.500 rpm. O propulsor de 249 cm³, aliado à injeção eletrônica, deixa a moto da Yamaha mais “esperta” e ao mesmo tempo mais econômica, já que o dispositivo ajuda a combustão mais eficiente de combustível.

A moto oferece bom torque para as arrancadas e bom desempenho nas retomadas. No corredores formado por carros, a Fazer consegue rodar com bastante desenvoltura. É ágil e está sempre na mão. Na estrada, a Fazer 250 também é uma boa companheira, já que o motociclista não enfrentará problemas para pilotar numa velocidade entre 110 e 120 Km/h.

Para garantir o funcionamento redondo do propulsor, a moto está equipada com uma Unidade de Controle Eletrônico ECU, que gerencia o comportamento do modelo. Em função de ser uma “moto-verde”, ou seja, está de acordo com as normas ambientais da Euro 3 –, a Fazer 250 já é vendida para países da América Latina e também ao mercado europeu, principalmente para Espanha e Turquia.

Ciclística e visual

A parte ciclística é outro destaque da Yamaha Fazer 250, um projeto 100% nacional. Na dianteira, garfo telescópico com garfos de 37 mm de diâmetro, disco de 282 mm de diâmetro e pinça com dois pistões.

Na traseira, suspensão monoamortecida, com 120 mm de curso e freio a tambor de 130 mm de diâmetro. O conjunto, que está “amarrado” a um chassi de duplo berço, garante boa dirigibilidade e segurança, já que tudo foi muito bem dimensionado pela engenharia da Yamaha. Ou seja, os freios são eficientes para sua categoria e as suspensões absorvem as irregularidades do piso.

Um dos fatores que deixam o modelo da Yamaha com aspecto de moto de maior cilindrada é, sem sombra de dúvida, o desenho do tanque de combustível com capacidade para 19,2 litros 4,5 l de reserva. O depósito de combustível oferece uma autonomia de mais de 450 km, com um consumo médio de cerca de 30 km/l.

Além disso, a Fazer 250 tem rodas de liga-leve com três raios duplos, calçadas com pneus esportivos Pirelli City Demon, que garantem boa aderência, mesmo em dias de chuva.

Outro destaque é o pára-lama traseiro, muito parecido com os usados nas motos esportivas. A rabeta, com a lanterna e pisca integrados, além de uma excelente visualização, dá à moto uma aparência mais encorpada. Já o banco – em dois níveis – oferece conforto para piloto e garupa. Sob o assento há alças para amarração de bagagem.

Os comandos são simples e funcionais, com destaque para o lampejador de farol alto no punho esquerdo, dispositivo utilizado em motos de maior porte e cilindrada. O painel de instrumentos traz dois mostradores analógicos - velocímetro e conta-giros. No mostrador de cristal líquido, o motociclista tem várias informações: hodômetro total e dois parciais, hodômetro do combustível fuel trip, marcador do nível de combustível digital e relógio.

A Fazer 2007 está disponível na rede de concessionárias Yamaha nas cores azul, vermelha ou preta e o preço sugerido é de R$ 10.150.


FICHA TÉCNICA – Yamaha YS Fazer 250


MOTOR Quatro tempos, monocilíndrico, arrefecido a ar, 249 cm³
POTÊNCIA21 cv a 7.500 rpm
TORQUE2,1 kgm a 6.500 rpm
ALIMENTAÇÃO Injeção eletrônica
CÂMBIO Cinco marchas
TRANSMISSÃO Corrente
PARTIDA Elétrica
RODAS Dianteira e traseira de aro 17”, em liga-leve
PNEUS Dianteiro 100-80; traseiro 130-70
TANQUE19,2 litros 4,5 l de reserva
SUSPENSÃO Dianteira com garfo telescópico, de 90 mm de curso; traseira monoamortecida
FREIOSDianteiro com disco simples de 282 mm de diâmetro e acionamento hidráulico; traseiro com tambor de 130 mm de diâmetro interno
CORES Azul, vermelha e preta
PREÇO R$ 10.150


Gosta de motos 250?

Então veja aqui no WebMotors a enorme ofertas de modelos para este segmento:

Yamaha YS Fazer 250

Honda CBX 250 Twister

Honda XR 250 Tornado

Kasinski Comet 250

Leia também:

Yamaha Neo AT 115

Motos com transmissão automática

Terra Modena 198

Suzuki Burgman 400

Honda NXR 150 Bros
_______________________________

Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!

_______________________________
E-mail: Comente esta matéria

Envie essa matéria para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors