5 carros vendidos com nomes diferentes no exterior

Modelos comercializados no Brasil são oferecidos por outros fabricantes fora do país e até mudam nomenclatura

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. 5 carros vendidos com nomes diferentes no exterior
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Vender determinado carro com outro nome em diferentes mercados é uma estratégia comum das montadoras. Na maioria das vezes, isso serve apenas para o posicionamento ideal do produto, mas em alguns casos a nomenclatura de origem remete a algum modelo descontinuado (ou de outra marca) ou simplesmente porque não soa bem em outro país. Por esses motivos, muitos carros mudam seus nomes ao atravessar a fronteira.

Diversos modelos comercializados no Brasil, por exemplo, já foram ou ainda são vendidos com um novo nome em outros países. Alguns desses “clones” são até oferecidos por outras marcas. Veja a seguir cinco exemplos de carros que mudaram de nome no exterior.

Carros com outros nomes fora do Brasil

1 – Chevrolet Celta ou Suzuki Fun

Suzuki+fun
Chevrolet Celta era exportado para a Argentina como Suzuki Fun
Crédito: Divulgação
toggle button

O saudoso compacto que fez sucesso como modelo de entrada no Brasil é o nosso primeiro caso de carros que mudam seus nomes em outros países. O Celta foi vendido na Argentina como Suzuki Fun. Isso aconteceu por causa da parceria da General Motors com a marca japonesa. Além da troca de logotipos, o modelo tinha algumas diferenças pontuais.

A principal delas era o motor 1.4 a gasolina de 85 cv de potência, enquanto o nosso Celta era oferecido somente com o VHCE 1.0 flex de 77 cv. No entanto, o modelo exportado para o mercado argentino tinha o tanque combustível com menor capacidade: 46 litros ante 54 litros do Celta.

2 – Chevrolet Tracker ou Suzuki Vitara

Chevrolet Tracker 2009 (3)
Chevrolet Tracker de primeira geração era importado da Argentina
Crédito: Divulgação
toggle button

O primeiro modelo comercializado na Argentina e no Brasil pela parceria da GM com a Suzuki fez o caminho inverso. No começo dos anos 2000, o SUV da marca japonesa vinha do país vizinho para cá rebatizado como Chevrolet Tracker - modelo que não tem nada a ver com a atual geração, que é baseada no novo Onix.

As mudanças ficavam restritas à troca dos emblemas, uma vez que o Tracker era oferecido com as mesmas motorizações de 2.0 litros do Vitara: a gasolina de 128 cv e turbodiesel de 108 cv.

3 – Fiat Strada ou RAM 700

Nova Ram 700 - carros com outros nomes (Fiat Strada)
Fiat Strada é vendida em alguns países da América Latina como RAM 700
Crédito: Divulgação
toggle button

Não é de agora que a Fiat Strada é comercializada em outros países da América Latina como produto da marca de picapes grandes RAM. A nova geração da Strada é vendida no exterior desde o ano passado com a designação RAM 700. O mesmo acontece com a Toro, oferecida no México como RAM 1000.

No caso da Strada/RAM 700, a picapinha também não sofre alterações além da substituição dos emblemas da Fiat pelos da RAM. Os motores são os mesmos Fire 1.4 de 88 cv e Firefly 1.3 de 98 cv, porém, movidos apenas a gasolina.

4 – Ford Territory ou Yusheng S330

Yusheng X Teritory
Ford Territory e JMC Yusheng S330 são o mesmo carro, apesar do visual diferente
Crédito: Divulgação
toggle button

O SUV médio chinês é vendido em seu país de origem desde 2016, mas desembarcou por aqui rebatizado pela Ford. No entanto, Ford Territory e Yusheng S330 são praticamente idênticos em termos de equipamentos e mecânica. Sob o capô, ambos têm o motor 1.5 turbo a gasolina de 150 cv e transmissão automática CVT.

5 – Fiat Grand Siena ou Dodge Vision

Dodge Vision - carros com outros nomes (Fiat Grand Siena)
Fiat Grand Siena era vendido no México como Dodge Vision
Crédito: Divulgação
toggle button

Entre 2015 e 2018, a Dodge vendeu no México o nosso Fiat Grand Siena rebatizado como Vision. O sedã chegava naquele país equipado com o motor E.torQ 1.6 16V movido apenas a gasolina com 115 cv de potência e câmbio automatizado Dualogic de cinco marchas. As alterações também eram apenas a troca dos logotipos da carroceria.

Comentários