Audi e Hyundai vão desenvolver carros a hidrogênio

Acordo visa agilizar e expandir o uso das células de combustível alternativo

  1. Home
  2. Notícias
  3. Audi e Hyundai vão desenvolver carros a hidrogênio
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Para acelerar o processo de desenvolvimento de novas tecnologias – e, de quebra, diminuir os custos –, as fabricantes automotivas estão se juntando. Honda e GM recentemente anunciar que vão unir forças para criar componentes para eletrificação da linha. Agora é a vez da Audi e Hyundai entrarem em acordo para investir em células de combustível a hidrogênio. As marcas querem levar esta tecnologia à maturidade da produção em série de forma mais rápida e eficiente.

“A célula a combustível é a forma mais sistemática de condução elétrica e, portanto, um ativo potente em nosso portfólio de tecnologia para a mobilidade premium sem emissões do futuro”, afirma Peter Mertens, membro do Conselho de Desenvolvimento Técnico da Audi. As duas empresas planejam fazer uma licença cruzada de patentes e conceder acesso a componentes não competitivos.

A Audi tem o Centro de Competência de Células a Combustível localizado em Neckarsulm, na Alemanha. No início da próxima década, a Audi apresentará o primeiro modelo com uma produção em série reduzida. Será um SUV que combinará o conforto premium do segmento de tamanho grande com autonomia de longo alcance.

O contrato de licença com a Hyundai já está focado no próximo estágio de desenvolvimento destinado a uma oferta de mercado mais ampla. A Audi já trabalha com conceitos de célula a combustível há quase 20 anos. O primeiro veículo de teste foi o compacto A2H2, em 2004, seguido pelo Q5 HFC, em 2008. O A7 Sportback h-tron quattro de 2014 (foto) introduziu o sufixo “h-tron” para representar o elemento hidrogênio.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors