Mobi perde opção básica e agora custa R$ 60 mil

Versão Easy do subcompacto da Fiat sai de linha e carro passa a ter apenas duas configurações de acabamento

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Mobi perde opção básica e agora custa R$ 60 mil
Fernando Miragaya
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O subcompacto da Fiat, o Mobi, acaba de perder a sua versão de entrada e passa a ter preço inicial perto de R$ 60 mil. Pois é, o Mobi Easy, que custava cerca de R$ 50 mil fora do estado de São Paulo, não existe mais.

A configuração básica (bem básica, sequer tinha ar-condicionado) era o segundo carro mais barato do país, e brigava firme com o Renault Kwid Life (R$ 48.790) pelo posto de modelo mais em conta do mercado. A outra opção, topo de linha, do Fiat é a Trekking, que sai por R$ 62.290 (exceto SP).

Agora, o Mobi começa em R$ 59.190 na versão Like 1.0 - o preço em São Paulo sobe para R$ 61.092 devido ao ICMS maior. O modelo vem com o mínimo para sobreviver no trânsito: ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros e travas elétricos, lavador, limpador e desembaçador do vidro traseiro e computador de bordo.

Mobi Trekking 0008 Large
O Fiat Mobi Trekking é a versão topo de linha do subcompacto da marca italiana
Crédito: Divulgação
toggle button

Opcionais do Fiat Mobi

Regulagens de altura do cinto de segurança, do banco do motorista e do volante, comando interno para abertura das tampas do porta-malas e do tanque de combustível, porta-objetos no teto e maçanetas e capas dos retrovisores na cor do veículo só são possíveis como opcionais em um pack chamado Fit In, que custa R$ 1 mil a mais.

Se quiser incrementar o carrinho, a conta aumenta bem. O Pack Multimídia, com central com tela de 7" e conectividade Android Auto e Apple CarPlay sem fio, volante multifuncional, Bluetooth, entrada USB e sistema de reconhecimento de voz cobra R$ 3.500. Completo de tudo, mas com pintura básica, o Mobi Like vai a R$ 64.440.

Comentários