Kia lança versão limitada GTS do sedã Stinger

Principal mudança do Kia Stinger é a possibilidade de jogar 100% da força no eixo traseiro

  1. Home
  2. Notícias
  3. Kia lança versão limitada GTS do sedã Stinger
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Kia anunciou no Salão de Nova York uma versão especial para o sedã esportivo Stinger. Chamada de GTS, ela é limitada a 800 unidades e tem como grande atrativo uma mudança no ajuste da tração integral.

icon photo
Legenda: Kia Stinger GTS 2020
Crédito: Divulgação

A versão GTS usa o mesmo conjunto da versão da normal do Stinger, um V6 biturbo com injeção direta de gasolina, que rende 370 cv e 52 kgfm de torque. O câmbio é automático de oito marchas. Se o conjunto é todo igual, você deve estar se perguntando qual o sentindo de lançar uma versão especial, é claro.

Aí que entra o toque diferencial. A versão GTS do Stinger é indicada para os que gostam de uma condução mais divertida. Uma mudança no sistema de tração integral é o responsável por esse detalhe.

 Kia Stinger GTS 2020
Legenda: Kia Stinger GTS 2020
Crédito: Divulgação

Dependendo do modo de condução selecionado, o Stinger GTS pode enviar até 100% da potência para o eixo traseiro - o popular drift. Para facilitar a condução do carro em situação extremas como em saídas de traseira, a Kia também equipou a versão com um diferencial de deslizamento limitado.

O sistema, basicamente, é o mesmo que a BMW está usando nos seus esportivos da série M.

icon photo
Legenda: Kia Stinger GTS 2020
Crédito: Divulgação

Além das alterações mecânicas, todos os Stinger GTS terão apliques de fibra de carbono na carroceria e no interior, além de um tom chamativo de laranja para a carroceria. Não há informação de que a Kia irá importar o Stinger GTS para o Brasil. A versão "civil" do super sedã custa R$ 350 mil.

VÍDEO RELACIONADO

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors