Novo Volkswagen Jetta parte de R$ 109.990

Sedã é oferecido em duas versões equipadas com motor 1.4 turboflex e pode chegar a R$ 119.990 na versão topo de linha

  1. Home
  2. Notícias
  3. Novo Volkswagen Jetta parte de R$ 109.990
Lukas Kenji
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O Corolla pode até dar um banho em vendas, mas uma galera que acessa a Webmotors adora dar uma espiadinha nas ofertas de Jetta. Pois, a sétima geração do sedã médio da Volkswagen foi lançado oficialmente nesta quinta-feira (20) em evento realizado em São Paulo. Ele tem duas versões: Comfortline 250 TSI, tabelada a R$ 109.990, e R-Line 250 TSI, que sai por R$ 119.990.

Ambas são equipadas com o motor 1.4 TSI, que desenvolve 150 cv de potência a 6.000 rpm e 25,5 kgf.m de torque máximo já aos 1.400 rpm. O propulsor turboflex já era utilizado na linha anterior do Jetta e trabalha em conjunto com uma transmissão automática de seis velocidades. Neste primeiro momento, esqueça versão Highline e motor 2.0 turbo, que ainda está em desenvolvimento no México, onde o sedã é fabricado.

Embora o motor 1.4 seja satisfatório por garantir fôlego em ultrapassagens e retomadas, está longe de possibilitar a emoção do 2.0 de 211 cv que equipava o Jetta. Apesar disso, o carro tende a passar um comportamento agressivo por conta da suspensão durinha e que transmite segurança em curvas de alta velocidade. Seria de bom tom que a transmissão pudesse ser gerenciada por meio de aletas atrás do volante.

Por outro lado, é inegável que motor e câmbio conversam bem. Conseguem, inclusive, chegar a um nível satisfatório de consumo de combustível. Segundo o Inmetro, o desempenho é de 10,9 km/l e 7,4 km/l na cidade, e 14 km/l e 9,6 km/l na estrada, sempre considerando a ordem gasolina e etanol.

Mas se não há novidades em relação ao motor, em termos de porte, quase tudo está diferente. O comprimento foi esticado em 4,3 cm, e agora tem 4,70 metros, sendo que o entre-eixos é de 2,69 m. Altura e largura também foram incrementadas e chegam a 1,47 m e 1,80 m, respectivamente. A única medida mantida foi de porta-malas, que oferece 510 litros de capacidade.

 Somente o motor 1.4 TSI está disponível
Legenda: Somente o motor 1.4 TSI está disponível

Quanto a design, não há uma mudança brusca de filosofia. O modelo traz linhas mais marcantes e modernas, porém, não traz nada muito surpreendente. Destaque para os faróis e luzes de uso diurno em LED. É muito provável que surjam comentários comparando o visual do Jetta com o irmão menor Virtus.

E isso também deve ser constatado em relação ao interior dos modelos. O diferencial do sedã maior é que a tela da central multimídia (sensível ao toque e pareável com Android Auto e Apple CarPlay) está mais curvada para o motorista e a miscelânea de materiais de acabamento é muito mais variada. Um detalhe que chama atenção é a iluminação configurável da cabine. É possível escolher entre dez cores de “enfeite”dos LED estão no painel e nas portas.

 Interior tem iluminaçao configurável
Legenda: Interior tem iluminaçao configurável

Em relação a equipamentos, a configuração Comfortline vem com ar-condicionado, seletor de modos de condução, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, seis airbags, bancos com revestimento semelhante ao couro e rodas, além de rodas de liga-leve.

Já a versão R-Line agrega painel de instrumentos digital (o mesmo de Polo e Virtus), ACC (piloto automático adaptativo), freio de emergência autônomo, detector de fadiga e sistema de frenagem pós-colisão (que evita com que o carro continue em movimento após um acidente).

Outros itens de tecnologia de segurança são auxiliar de partida em rampa, frenagem de emergência para manobras de ré e bloqueio eletrônico do diferencial.

O único equipamento opcional é o teto solar panorâmico, que custa R$ 4.990.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors