Os 10 SUVs mais esperados no Brasil em 2021

Segmento mais disputado do nosso mercado terá importantes lançamentos em diferentes categorias

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Os 10 SUVs mais esperados no Brasil em 2021
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A exemplo do que aconteceu nos últimos anos, o segmento de SUVs será o mais disputado em 2021. Boa parte dos lançamentos mais importantes previstos para o Brasil será da categoria que ganha cada vez mais espaço em nosso mercado.

Procura um SUV? Veja as ofertas do estoque da Webmotors!

Listamos abaixo as 10 principais novidades no segmento de SUVs que prometem acirrar ainda mais a concorrência entre os utilitários esportivos em 2021.

1 – Volkswagen Taos

Suv1
Volkswagen Taos deve estrear no Brasil no segundo trimestre
Crédito: Divulgação

Revelado no final de 2020, o modelo estreará por aqui no segundo trimestre. Fabricado na Argentina, o SUV médio terá a árdua missão de tentar destronar o líder Jeep Compass.

Posicionado entre o T-Cross e o Tiguan, o Taos será comercializado apenas com a motorização 1.4 turbo flex de 150 cv, câmbio automático de seis marchas e tração dianteira.

2 – Toyota Corolla Cross

Suv2
Toyota Corolla Cross é outro modelo previsto para o primeiro trimestre
Crédito: Divulgação

Rival direto de Jeep Compass e Volkswagen Taos, o SUV baseado no carro mais vendido no mundo chegará no primeiro trimestre.

O Corolla Cross será feito em Sorocaba (SP) com as mesmas motorizações do Corolla sedã: 1.8 flex híbrido com potência combinada de 122 cv e 2.0 flex aspirado de 177 cv. A transmissão é automática tipo CVT em ambos os casos.

3 – Fiat Argo SUV

Suv3
Projeção do SUV compacto baseado no Fiat Argo
Crédito: Kleber Silva

O crossover baseado na plataforma do Argo será um dos principais lançamentos da FCA em 2021. O modelo, cujo nome ainda não foi revelado, deverá estrear ainda no primeiro semestre.

As motorizações previstas são a Firefly 1.3 aspirada de 109 cv e a inédita 1.0 turbo com potência na faixa dos 120 cv. Ambas terão a opção de câmbio automático CVT.

4 – Ford Bronco Sport

Suv4
Ford Bronco Sport será produzido no México e vem para concorrer com o Jeep Compass
Crédito: Divulgação

Apesar do encerramento das atividades produtivas no Brasil, anunciada na última segunda-feira (11), a Ford mantém apostas no segmento de SUVs com modelos importados. A bola da vez é o Bronco Sport, modelo que virá do México para competir na categoria do Jeep Compass.

As configurações para o mercado brasileiro ainda não foram divulgadas, mas nos Estados Unidos o SUV é vendido em duas motorizações a gasolina: 1.5 turbo de três cilindros de 181 cv e 2.0 turbo de quatro cilindros de 245 cv.

5 – Jeep Compass reestilizado

Suv5
Jeep Compass 2022 terá leve atualização visual e ganhará novo interior
Crédito: Divulgação

O SUV médio mais vendido do Brasil sofrerá uma discreta atualização visual e ganhará um novo interior, com direito a materiais mais refinados e central multimídia maior. No entanto, a maior novidade estará sob o capô.

O motor 2.0 flex aspirado de 166 cv será substituído pelo inédito GSE 1.3 turbo flex com potência estimada entre 160 cv e 180 cv. Já o 2.0 turbodiesel deverá ganhar melhorias para entregar mais potência que os atuais 170 cv.

6 – Jeep Renegade turbo flex

Jeep Renegade vai ganhar um novo motor turbo, que garantirá maior torque e mais economia
Crédito: Divulgação

A exemplo do Compass, o Renegade também ganhará um novo motor turbo no lugar do polivalente 1.8 e.Torq aspirado de 139 cv.

No Renegade, o motor escolhido deverá ser o 1.0 turbo com cerca de 120 cv, que será compartilhado com os modelos da linha Fiat Argo. Apesar da potência menor, esse propulsor entregará mais torque que o atual 1.8 aspirado, o que vai resultar em melhor desempenho e menor consumo de combustível.

7 – Novo Jeep de 7 lugares

Projeção do inédito Jeep de 7 lugares, que promete ser o mais tecnológico da América Latina
Crédito: Kolesa

Diferentemente do que muita gente apostava, o novo SUV de 7 lugares não será uma versão alongada do Compass. Chamado de Projeto 598, o modelo promete ser o Jeep mais tecnológico na América Latina.

Além de elementos estruturais e componentes eletrônicos, a novidade compartilhará com o Compass os motores 1.3 turbo flex e 2.0 turbodiesel.

8 – Nissan Kicks reestilizado

Nissan Kicks com visual atualizado

Lançado em 2016, o Kicks sofrerá a primeira atualização visual. O SUV terá design alinhado à nova identidade da marca, com faróis mais estreitos e grade frontal mais avantajada. A motorização híbrida e-Power, no entanto, ficará para um segundo momento.

9 – Novo Hyundai Creta

Novo Hyundai Creta lançado na Ásia tem visual controverso
Crédito: Divulgação

De visual bastante polêmico, a nova geração do Creta estreará no segundo semestre. O SUV continuará sendo feito em Piracicaba (SP). Além de diversas melhorias internas e adoção de novos equipamentos, o Creta trocará o atual motor 1.6 aspirado pelo 1.0 turbo de 120 cv do HB20.

10 – Renault Captur 1.3 turbo

Renault Captur reestilizado
Crédito: Divulgação

Além do visual atualizado, o Captur terá a missão de estrear no Brasil o novo motor 1.3 turbo em carros da Renault (esse propulsor já equipa o novo Mercedes-Benz Classe A Sedan).

Muitas melhorias serão inspiradas no Duster, como novos instrumentos, central multimídia atualizada e acabamento interno mais caprichado.

E ainda tem muito mais...

Além dos modelos citados anteriormente, o segmento de utilitários esportivos terá outras estreias importantes no Brasil. A Caoa Chery lançará versões atualizadas dos SUVs Tiggo 2, Tiggo 5X e Tiggo 7. Já a Chevrolet venderá o Equinox reestilizado.

Exeed LX é baseado no Caoa Chery Tiggo 7
Crédito: Divulgação

Também estão previstos o Audi Q3 com motor 2.0 turbo de 230 cv e tração integral, além da marca Exeed, uma divisão de SUVs de luxo da Caoa Chery.

Outra importante novidade que deverá chegar por aqui é o Ford Bronco, jipe recém-lançado nos Estados Unidos para concorrer com o Jeep Wrangler. Por aqui, o Bronco também assumiria (pelo dobro do preço) o lugar do Troller T4, modelo que sairá de linha com o fim das atividades produtivas da Ford no país.

Comentários