Porsche que foi de Pablo Escobar está à venda

Antes de ser comprado pelo megatraficante, carro foi usado por Emerson Fittipaldi em competição

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Porsche que foi de Pablo Escobar está à venda
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Um Porsche 911 RSR 1974, que passou por um processo de restauração há mais de 10 anos, está à venda em uma concessionária nos Estados Unidos por US$ 2,2 milhões (cerca de R$ 11,8 milhões na cotação atual). Mas o que esse carro tem de tão especial para custar tanto?

Esse Porsche foi usado por ninguém menos que o bicampeão de Fórmula 1 e bicampeão das 500 Milhas de Indianápolis Emerson Fittipaldi. O ex-piloto brasileiro guiou o carro na Corrida Internacional dos Campeões (IROC) de 1974.

Depois, o carro ainda foi adquirido por Roger Penske para servir aos pilotos John Tunstall e Charlie Kemp em provas como as 24 Horas de Daytona e 12 Horas de Sebring, ambas nos Estados Unidos.

Mas o que realmente faz desse Porsche um carro intrigante é que, no fim de sua vida nas pistas, ele foi vendido ao traficante colombiano Pablo Escobar, em 1978, que o utilizou em competições na América do Sul.

2018 Amelia Concours Emerson Fittipaldi 005a Deremer Studios Llc
Fittipaldi ao lado do Porsche em evento realizado em sua homenagem nos EUA, em 2018
Crédito: Deremer Studios LLC
toggle button

Após a morte de Escobar, em 1993, o carro foi levado de volta aos Estados Unidos, onde foi repintado com as cor original bege Sahara, da época em que foi guiado por Fittipaldi.

Fittipaldi chegou a dizer durante uma entrevista ao site Artium, em 2018, que havia acabado de saber que o Porsche tinha sido comprado por Escobar. “Quando ele foi preso, um americano comprou o Porsche e o levou de volta aos Estados Unidos”, disse surpreso o bicampeão de Fórmula 1.

Comentários