Primeiras impressões: andamos nos Zeekr X e 001

O SUV e a shooting brake serão os primeiros produtos da irmã chinesa da Volvo a chegar ao mercado brasileiro

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Primeiras impressões: andamos nos Zeekr X e 001
Evandro Enoshita
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A China é um choque. A convite da Zeekr, vim para a região de Xangai com a missão de testar os carros elétricos da marca. Mas foi impossível não se chocar com o meu primeiro contato com o gigante asiático.

Fábricas para todos os lados e vilarejos que se transformam em metrópoles em um piscar de olhos. Tudo é gigantesco e as ruas e estradas impecáveis são percorridas por um misto de carros de marcas europeias e asiáticas - a maioria deles premium - e por uma infinidade de desconhecidos - para nós - produtos da vigorosa indústria local.

Transito de Xangai
O trânsito de Xangai. Você consegue identificar quantos carros e marcas há nessa foto?
Crédito: Evandro Enoshita/WM1
toggle button
  • Comprar carros
  • Comprar motos
Ver ofertas

Qual é a da Zeekr?

Mas antes de falar na experiência de testar os carros dessa chinesa que chegará até o fim do ano ao Brasil, eu preciso falar da marca. A Zeekr é um espelho do rápido desenvolvimento da indústria chinesa e da salada que vi nas ruas. Apareceu em 2021 e é parte do grupo Geely, que surgiu nos anos 1980 como uma fabricante de geladeiras e que há mais de uma década também é dona do braço automotivo da Volvo.

Os suecos trouxeram para os chineses a fundamental experiência de uma marca global de carros premium e muito desse DNA europeu reflete justamente na Zeekr, que tem a proposta de produzir automóveis sofisticados e com uma cara global para um público jovem. Por isso esse nome descolado e que não tem significado nem em mandarim, nem em cantonês. É uma sigla, criada para soar conectada e... tecnológica. Afinal, essa geração "Z" é a mais próspera dos últimos 100 anos de história do país socialista...

Os carros da marca são produzidos em um enorme complexo industrial em Ningbo, na província de Zhejiang. Com área de 1,2 quilômetros quadrados, a fábrica mais se parece com a sede de uma empresa de tecnologia. É limpa, ordeira e conectada, com telas para todos os lados e robôs autônomos carregando peças para lá e para cá. O resultado é a incrível capacidade de fabricar até mil automóveis por dia.

Fábrica da Zeekr
A conectada fábrica da Zeekr em Ningbo se parece mais com a sede de uma empresa de tecnologia
Crédito: Evandro Enoshita/WM1
toggle button

Zeekr no Brasil

Com uma capacidade produtiva dessas, fica claro que a meta dos chineses é encontrar o máximo de mercados internacionais para os seus produtos. Mesmo presente no Brasil com a Volvo, a Geely está aberta a oferecer por aqui todos as marcas possíveis e viáveis do grupo.

Olhando de longe, não parecia fazer sentido a Geely trazer para o Brasil uma marca de carros elétricos e premium, sendo que a Volvo já é conhecida entre nós por oferecer justamente automóveis eletrificados e... premium! A Zeekr destaca que a sua operação aqui no Brasil será completamente independente da dos suecos. Nada de amizade e clima de jantar de família. O cenário é de "que vença o melhor".

Depois de conhecer os carros da Zeekr de perto, fica bem claro que a novata e a Volvo podem até ter propostas bem parecidas, mas são muito diferentes. Aliás, essa novata não quer nem mesmo bater de frente com as bem-sucedidas GWM e BYD, mas oferecer carros mais sofisticados e potentes. Ainda que mais caros.

A Zeekr pretende iniciar as suas operações no Brasil com cerca de 10 lojas, com a pré-venda dos produtos prevista para começar em setembro e a entrega das primeiras unidades logo no mês seguinte. O Zeekr 001 e o X serão os primeiros produtos da marca chinesa no Brasil.

O 001 é uma shooting brake com quase 5 metros de comprimento, enquanto o X é mais familiar do que se imagina: compartilha a plataforma e o conjunto mecânico com o recém-lançado Volvo EX30, porém com um carroceria 20 cm mais longa que a do SUV sueco.

Zeekr X 001 01
Esse é o Zeekr 001: uma shooting brake de visual elegante e bem completa
Crédito: Evandro Enoshita
toggle button

Zeekr 001

Pude dar algumas voltas com os dois modelos na pista do Ningbo International Circuit, que tem pouco mais de 4 mil metros de extensão.

O Zeekr 001 é o mais interessante dos dois. Tem uma pegada de Porsche Taycan Cross Turismo e impressiona pelo pacote sofisticado de equipamentos e pelo acabamento esmerado da cabine. Tem de ar-condicionado de três zonas a suspensão a ar adaptativa, passando por head-up display, bancos com massageador e - claro - um pacote ADAS.

Zeekr 001 71
O interior do Zeekr 001 surpreende pelo acabamento esmerado
Crédito: Divulgação
toggle button

Não fica devendo em nada aos carros das marcas premium europeias, embora com aquele típico toque chinês. Tem multimídia gigante e comandos concentrados nessa tela central. Na China, a versão de entrada tem um conjunto motriz de 421 cv, mas não é essa que deverá vir ao Brasil. Aqui, teremos a variação com dois motores, com potência máxima de 789 cv e que acelera de zero a 100 km/h em 3,3 segundos.

O contato com o carro foi bem breve, mas já deu para perceber que o 001 é um carro bem construído e que esbanja potência. Mas a suspensão ainda é macia demais para o padrão brasileiro. Os chineses, porém, garantem que os exemplares destinados ao Brasil terão um acerto mais europeu.

O Zeekr X tem a base do Volvo EX30, mas é um carro mais longo e (um pouco) mais espaçoso
Crédito: Divulgação
toggle button

Zeekr X

Já o Zeekr X nem parece que compartilha o mesmo conjunto mecânico e plataforma que o Volvo EX30. Por ser mais longo que o SUV sueco, há mais espaço no banco traseiro. Mas não dá para chamar o carro de espaçoso. Apesar dos 4,45 m de comprimento, ainda é bem menos amplo que os utilitários esportivos médios do mesmo tamanho.

Onde esse SUV é bem superior ao EX30 é no acabamento. Enquanto os suecos trocaram sofisticação por materiais sustentáveis, o Zeekr X tem materiais macios ao toque e couro por todos os lados. Inclusive, o carro que eu testei tinha um interior verde, na mesma pegada dos Chevrolet Impala dos anos 1960. Chamativo, mas que certamente não deverá vir ao nosso mercado.

Com uma cabine mais tradicional que as dos Volvo, o X também entrega um acabamento mais caprichado
Crédito: Divulgação
toggle button

O Zeekr X também tem um layout de cabine mais tradicional, com painel digital na frente do motorista, head-up display e multimídia grande. Alguns atalhos estão no volante, mas boa parte dos sistemas ainda são controlados na tela central. Por estar em chinês, não fui capaz de testar a funcionalidade do sistema.

No Brasil, a Zeekr venderá o X na versão com dois motores e 428 cv. Um belo incremento em relação aos 272 cv do EX30 vendido aqui. No papel, um carro agilíssimo e capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 3,8 segundos. Na prática, o X pareceu menos ágil do que sugerem os números. Não que seja fraco. Longe disso. Mas esperava uma patada mais forte.

Um ponto que me incomodou foi a suspensão. Justamente por ser um exemplar para o mercado chinês, tinha a suspensão bastante macia e que deixava a carroceria inclinar bem nas curvas mais fechadas. Assim como no 001, o "nosso" X também terá um acerto mais adequado ao público brasileiro.

O sedã Zeekr 007 também é muito interessante, mas deverá ficar apenas para 2025
Crédito: Divulgação
toggle button

E os preços?

A Zeekr ainda não divulgou as especificações técnicas, os pacote de equipamentos e os preços oficiais dos dois modelos no Brasil. Mas, para o X, a expectativa da marca é oferecer o carro com um preço em torno de R$ 300 mil. Ou seja: pouco mais caro que o EX30 em sua versão de topo Ultra. Bem maior, mais potente e sofisticado, o 001 - obviamente - irá ultrapassar de longe a faixa dos R$ 300 mil. Mas a promessa é de um valor bem competitivo.

Se tudo sair de acordo com os planos da marca, em 2025 a Zeekr deverá trazer para o Brasil outro modelo: o sedã grande 007. outro elétrico com quase 5 metros de comprimento e dinâmica ainda mais afiada que a da shooting brake 001. Será que essa novata chinesa terá o mesmo sucesso das suas conterrâneas por aqui? Posso garantir que o pessoal da Zeekr está com expectativas bem altas para o nosso mercado.

Veja também

    Comentários